quinta-feira, 22 de julho de 2010

Raiva de mim

Hoje amanheci com raiva de mim.
Te amo tanto e não entendo...
Por que me irrito e brigo com você?
Até parece coisa de novela,
Que tenho dupla personalidade.

Sei que preciso amadurecer.
Por isso pedi um tempo para pensar.
Um tempo para aprender a te amar direito.
Para aprender a entender suas ausências.
Para aprender a entender que você não pode
Ficar grudada em mim o tempo todo.

Entendo que você precisa de um tempo com as amigas.
Que você precisa de um tempo para o trabalho e os estudos.
E eu, quase a sufoco querendo-a só pra mim.
Entendo, embora você diga que não, que estou te sufocando...
E aos poucos trancando-a em uma gaiola feito passarinho.

É tempo de fazer e viver o amor que liberta.
O amor que confia.
O amor que espera.
O amor que é paciente.
O amor que sabe lidar com as ausências.
O amor que ajuda um ao outro a viver melhor e mais feliz.

Para ter e merecer o seu amor, vou me esforçar.
Vou buscar ser alguém melhor.
Vou buscar ser mais alegre e sociável.
Mais romântico e amável.
Pois só assim, estarei amando-a direito como merece.
Assim, bem como tem me amado.

Você meu amor, merece o meu melhor.
Me perdoe se não tenho lhe dado este melhor.
Mas amanhã, é um novo dia...
O aprendizado de hoje me ensina que posso
E devo lhe dar o meu melhor.

Você terá o meu melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário