domingo, 29 de junho de 2014

Mola propulsora, o amor...


Por que chorar quando se pode sorrir.

Por que almejar a morte quando se
tem uma vida pela frente?

Por que guerras quando há possibilidade
de paz.

Por que egoísmo quando cai melhor
a bondade e a partilha.

Por que tanta dor e sofrimento, se o
que faz ser feliz é o amor...

O por que de tudo isto e muito mais,
encontra respostas em nossas escolhas
diárias.

Tudo depende de escolhas, pena que
não somente nossas, mas de todos,
entre maus e bons...

E todos pagam o preço, ou colhem os
frutos, por isso é importante o amor...

O amor é a mola propulsora para um
mundo e vida melhores, é através desta
semeadura que podemos construir um
futuro cada vez melhor.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmirolivieracampos.blogspot.com.br

Real beleza humana...


O mundo e as pessoas estão tão ligadas às aparências que se esquecem
da verdadeira essência e identidade das pessoas, ou o melhor que estas tem a oferecer.

É um "nossa, como você engordou!".
"Mas que magreza é essa?".
"Nunca vi tanta celulite!".
"Nossa você viu que roupa mais brega e antiquada, deve ter comprado em algum brechó por aí?"

As preocupações giram em torno das aparências, e já afirmam que aparência é tudo...

Esta onda já pegou de jeito até os homens e crianças que ousam nos modelitos, nas marcas, em produtos para beleza, um mercado que cresce abundantemente, e quem não se encaixa nestes moldes ou padrões pre estabelecidos pelas mídias, moda e outros, são friamente vítimas de zombarias, exclusão social e preconceitos.

Acredito na importância do auto cuidado, valorização e marketing pessoal, mas fazer disto paradigma de sofrimento, dor, preconceito e exclusão de pessoas, sou contrário.

A essência é que conta, e sempre irá contar.
É o caráter, a personalidade, a identidade de cada um quem revelam realmente o que é de valor ou não, embora valores hoje em dia se diz respeito somente a "money" na carteira, status social e curtidas na mídia.

Me revolto quando tiram fotos de pessoas menos agraciadas de belezas, de acordo com padrões impostos, e postam as mesmas na mídias fazendo chacotas as mais diversas...

O belo e o feio não figuram somente no exterior...
É via de mão dupla, onde beleza interior e exterior se completam e se harmonizam na promoção humana, do bem e do amor.

O belo e o feio são relativos, o que é belo para um, nem sempre é belo para outro.

Mas o compromisso de seres humanos deveriam ser o de levar o seu próximo a se sentir bem consigo mesmo, podendo sim, se superar, mas sem as pressões de torturas e de críticas infundadas e desrespeitosas que mais caracterizam bullying, e enorme falta de respeito e ética por parte dos que praticam tais comentários maldosos em relação aos seus semelhantes. 

Que a beleza seja esta que acontece naturalmente, como que vistos a partir de olhos de crianças ainda inocentes, pois veem as almas e não as cascas humana!!
Que não percamos nossa capacidade de ver almas, coração e atitudes humanas, pois somente estas podem mostrar as verdadeiras belezas ou feiuras, as quais, neste último caso podem podem se sanadas diante de uma boa orientação, que se faz através da educação ou reeducação do ser.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Detalhes e purezas...


A magia se encontra nos detalhes,
no capricho que se dá nas ações do dia a dia.
Na cara limpa, na consciência tranquila, no coração
cheio de purezas.

Maquilagens, verniz em excessos e muito Glitter
e purpurina só servem para esconder as imperfeições...

Sejamos limpos e puros no coração e pensar, assim
como as crianças virgens das imperfeições e impurezas
do mundo e dos adultos.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

sábado, 28 de junho de 2014

Nem tão frio assim...


Tá friozinho ainda.
Mas o coração sempre quente.
Mais quente no bom dia e abraço que
envolve a gente.

E o sol vai se levantando.
Num bocejar vou despertando...
Se não sigo cantando ainda,
é por que estou ensaiando.

Já posso me livrar da blusa,
a arte também me aquece, e encanta
meus olhos com a beleza e
possibilidades de reflexão.

Assim sigo, coração pulsando firme,
inverno por fora, verão por dentro,
primavera nas ações, e outono nas
coisas que passam e já não fazem
mais sentido...

E todas as estações nos levam em frente,
onde a fé impera e o Reino de Deus se faz
mais próximo.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

De passo em passo, sigo...


A cada dia um passo.
Às vezes tenho a sensação
de que a cada passo
dado, dois são para trás.

São idas e vindas...
Feito círculo vicioso.
Altos e baixos.

Sigo, às vezes com gosto de vitória.
Ás vezes com gosto de derrotas.

Chacotas da vida sobre mim.

Até eu me ponho a rir às vezes,
perdido no labirinto de emoções e
acontecimentos que recaem sobre
mim.

E a vida vai acontecendo nesta constante
manifestação de fatos.
Cheiro constante de piche negro, asfalto
novo...

Anseios e ansiedade.
Convulsões e confusões dentro de mim.
Tristezas até...

Embora não perca a fé, cambaleio,
e sigo esses passos caranguejeiros, cheio
de sonhos, talvez quem sabe ilusões ou ainda
expectativas em exagero...

Paciência me pede tempo...
Paciência, diz-me a paciência, que as sementes
levam tempo para germinarem e alcançarem a luz,
e necessitam cuidados para prosperar.

Temo que abortem.
Temo mas sigo em frente na certeza de que é
sempre possível semear novamente.

Mas dói cada sonho frustado, cada semente
que não vinga.

Às vezes surgem dúvidas do que semear, se muda
ou não muda de cultura, mas e os dons e talentos
que cada cultura trás, podem ser desperdiçados?

Acredito que não, para tanto sigo semeando, vario
de cultura para sobreviver, apesar que meu desejo
é da arte viver.

Sigo, dois para frente, dois para os lados, às vezes
dois para trás...
Mas no passo a passo vou me adiantando
nesta vida, rumo a algo que é maior...

Mas espero a vitória por aqui também, e colher os frutos
do meu trabalho que faço com tanto amor...

Não diria que não espero fama,
mas digo que espero respeito, valor e reconhecimento,
e um viver pleno e digno que cabe a todos nós, humanos
e filhos de Deus.

E sigo...

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Sempre em frente...


A caminhada nunca está perdida.
Sempre há o que aproveitar, caminhos a seguir...

O importante é jamais parar no meio do caminho e desistir.

Mesmo em lágrimas, e sejam lágrimas até de sangue,
o importante é seguir em frente.

Um dia a gente vence, ou melhor, vencemos um pouco
a cada dia.

Basta querer enxergar e acreditar.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Sonhos...


Sonhos existem, e acontecem
não somente quando dormimos.
São projetos de fé, que uma dia
podem ser alcançados.

Alguns parecem impossíveis,
chamam de utópicos.
Mas são estes que quando
se tornam reais que fazem
as verdadeiras revoluções
no mundo e na vida das pessoas.

Então, vale dizer, nunca desista
de seus sonhos, e permaneça
sempre na luta, pois uma horas
as coisas acontecem, e o céu
vira terra, e a terra vira céu...

E assim fica mais respirável o viver...

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Como medem evolução humana?


O que caracteriza evolução humana?
Casa bonita?
Bens materiais?
Status?
Celulares e computadores de última geração?

Ou quem sabe ainda conhecimentos científicos, tecnológicos,
medicina, industria farmacêutica?

Não sei...
Sei menos ainda dos parâmetros que seguem para
medir essa tal evolução.

Eu começaria pela questão do quão melhor o humano
se torna, no quanto se humaniza, e no quanto de bom se relaciona
com o outro ser humano que vai ao seu lado e como cuida do
seu meio ambiente.

Mas pensando por aí, vejo grupos de macacos mais evoluídos.

Embora não podemos generalizar...

O que salva, é que muita gente foge a esses padrões mecânicos e
buscam viver filosofias de vida onde imperam a educação, o amor,
a ética e o respeito humanos, na busca continua de humanização,
consciência global e viver sustentável.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Às vezes me surpreendo...


A cada dia me encanto com a capacidade de 
poder contribuir com o belo através da 
arte e do artesanato, ao mesmo tempo me 
entristeço com a capacidade de muitos em 
contribuírem com o horrendo, através de 
ações mesquinhas e desumanas.

Não é necessário somente talento ou dom 
para fazer o bem e promover o belo através 
da arte ou por outros meios, é questão de 
escolha.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

O que realmente é importante...


Estranho como o mundo e as pessoas absorvem melhor a corrupção, a mentira, futilidades e fofocas.

Vejo isso na banalização que a cada dia têm-se dado ao ser humano. Onde um pouco de drogas valem mais do que uma vida, e para se obtê-la são capazes de coisas muito loucas, imorais e insanas.

Diriam muitos e dirão que sou arcaico em meus pensamentos, e utópico em meus sonhos por um mundo mais irmão, mais humano, mais justo e mais feliz.

Mas de sonhos assim não abro mão, mesmo que sofra as consequências deste sonhar, que muitas vezes entristece pela distancia de possibilidades de acontecer.

Violência, acidentes, dor, morte e luto são considerados pelas mídias de interesse social, e muitos se ligam a estes, que se fantasiam de sensacionalismos, artimanhas circenses e manobras de mágicos para atraírem o público e alcançarem IBOPE.

Enquanto isso o amor, a caridade, as possibilidades de prosperidade, saúde e dignidade para todos fica de lado, e assim a sofrer as grandes massas, na busca de alcançarem a fama, e mídias alcançados por seus ídolos, deixando de lado o que realmente importa e faz feliz, que é o estreitamento de laços entre os iguais em humanidade, e enquanto humanos.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Quem semeia colhe?


O ditado de quem semeia colhe devia ser uma máxima a ser empenhada com rigor.
Neste mundo capitalista em que vivemos não é o que percebemos em nosso dia a dia.

As grandes massas se sufocam de tanto trabalho, e o retorno muitas vezes vem em forma de salário mínimo, quando não abaixo deste, mal dando para o a moradia e o pão.

E os chefões, gaviões do poder, diriam alguns abutres e urubus, que me perdoem as aves que nada fazem aos homens se não o bem.

Estes, colhem a colheita do que semeiam e de bandeja a colheita do que os outros, as massas semeiam, ficando a estes últimos muitas vezes as migalhas que caem das mesas, onde são fartos os banquetes e o perfume são corrupção e impunidade.

O gigante precisa além de acordar, se manter em vigília, oração e ações.

Pois somente assim, fiscalizando, reivindicando, poderemos quem sabe um dia
termos nossos direitos respeitados, e a colheita justa de acordo com o que tem sido semeado.

Colheitas sofrem influências de natureza humanas e naturais.
Mas as de natureza humana podem ser evitadas, desde que o egoísmo e ambição
deem lugar ao amor, caridade e à compaixão.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Por mais estradas de ouro, rumo ao pódio


É difícil eu sei.
Às vezes nem acredito que pedi para vir a este mundo.
Mas quem foi que disse que ser um vencedor seria fácil.

Tem horas que me angustio.
Tem horas que me perco e me vejo sem rumo.
Tem horas que a vontade é de desistir de tudo.

Mas quando penso assim, me vem um pensamento
de que não estou sozinho nesta jornada.

Há um Deus, esta força maior que caminha lado
a lado comigo, bem como às vezes me carrega
no colo. E sigo em frente.

Bem melhor seria se os humanos agissem
diferentemente uns para com os outros nas
leis do amor, da bondade e da caridade.

Haveria mais estradas de ouro...
Haveria mais possibilidade de realização de sonhos...
Haveria mais possibilidade de um mundo mais justo,
humano e melhor de se viver.

Mas enquanto isso não ocorre, vamos por caminhos
estreitos, onde há cascalho e poeira...

Mais é certo que um dia seremos vencedores, pois
assim nos tornamos a cada dia ao caminhar.

Não é o fim da tarefa terrestre que nos faz vitoriosos
e sim a caminhada e os que levamos lado a lado
e no coração!

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmirolivieracampos.blogspot.com.br

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Morte, a única certeza...


É certo que a única certeza que temos nesta vida é a morte.

Mas não podemos seguir feito zumbis temerosos na vida por
causa desta certeza.

A vida ocorre no espaço de tempo terreno que se perpetua
após a morte...

É este viver que dá sentido a tudo, inclusive à morte.

Lembre-se, ninguém sabe a data exata, viva cada dia como
se fosse o único, pois o ontem já se foi, e o amanhã talvez
não lhe pertença.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Vão se os dias, evolução...


Mais um dia se foi, mais outro se incia, e assim acontece
todos os dias, dia a dia.

Dias de feira...
Dias sem feira...
Mais são dias mesmo assim.

Marcam inícios,
marcam términos, e seguem
constantemente como se fossem chegar
a algum lugar, e talvez cheguem.

E nós seguimos junto presos no tempo, no relógio,
máquina de ponteiros apressados, que embranquecem
os cabelos mais cedo, e dita que a velhice chegou.

Mas ainda é tempo de colher o que se plantou.
Mas ainda é tempo de semear, o solo é sempre fértil
desde que ainda habite vida no corpo humano.

As possibilidades se abrem e não veem velhice ou
invalidez, fere a nudez, despe a alma, e provoca evolução.

Há quem diz que evolução é exterior, tecnologias, medicina,
medicamentos, física quântica, filosofia, armamentos e outros
mais...

Outros dizem e eu concordo, evoluir é se tornar melhor...

Evoluir é ir além da mesquinhez humana que se tem
apresentado até os dias atuais, evoluir é se humanizar,
é viver no auto-amor e se deixar extravasar no amor que
vai de encontro ao outro, e ao outro, na promoção de um
mundo mais justo, mais humano, mais ético, de condições
igualitárias de direitos e obrigações e distribuição de renda
que finde a fome, a sede, a doença, a falta de cultura e
educação e muito mais que é digno de cada ser em peregrinação
neste planeta chamado terra, no cuidado de humano para humano,
no cuidado para com o habitat natural dos mesmos e o
do meio ambiente do qual fazem parte...

Com certeza evolução é saber aproveitar este tempo e
horas terrenos e promover a vida em todas as minúcias e detalhes,
beirando a perfeição Divina, buscando a perfeição Divina,
tornando o viver divino.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br
23/06/2014

domingo, 22 de junho de 2014

Não economize...


Na vida jamais economize,

Um "bom dia"...
Um "sorriso"...
Um "olá"...
Um "eu te amo!"...
Um "você consegue"...
Um "espere que eu te ajudo"...
Um "vamos juntos nessa"...
Um "estou sempre com você, pro que der e vier".
Um "abraço"...
Um "beijo'...
Um" amor"...
Um "você vai vencer"...
Um "amigo verdadeiro"...
Um "Deus que te ama! ..."
A "fé"...
A "bondade'...
A "esperança"...

No mais...
Esquece, o mundo já age com mazelas excessivas,
as quais só têm o poder de destruir, desarmonizar e
desumanizar.

De palavras como,
Você engordou...
Você emagreceu...
Você não vale nada...
Você é um lixo...
Você nunca vai vencer na vida...
Você será sempre um joão ninguém...
Você é pobre...
Você é feio...
Você...

Palavras assim nem deviam existir em um mundo
onde dizem que seres humanos são seres racionais
e de potencial inteligência, escolhidos a dedo por Deus,
feitos á sua imagem e semelhança.

Nascemos para sermos vencedores, mas ninguém
vence sem luta, a revolução e mudanças começa
dentro de cada um de nós, para vermos as coisas
acontecerem, basta darmos o primeiro passo, depois
o segundo, e assim sucessivamente e incansavelmente
e aproveitando bem a caminhada, um dia veremos que
a felicidade sempre esteve como oportunidade em cada
passo, e a abraçaremos eternamente.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
22/06/2014

sábado, 21 de junho de 2014

Sempre em frente, fazendo história...


A vida é isso mesmo.
Esta sucessão de fatos e acontecimentos.
Oras suaves...
Oras intenso...

E a história se faz.
A realidade é dura, o que salva são sonhos
e os contos de fadas.

São também as amizades verdadeiras, a família
e os momentos felizes ao lado de pessoas que
amamos, neste amor eterno enquanto dura.

Lágrimas, sorrisos, suspiros...
De dor, de amor, de fé, de louvor.

Sucessão de fatos e acontecimentos...

E a vida continua, bela, fria, quente, nua e crua...
Gélida às vezes, desses frios de matar...
Quente às vezes, desses calores de ferveção
entre suores.

Continua, remonta fatos, divide-se em capítulos,
mas o fim, sempre uma incógnita...

E continua, o que não pode é sentar no meio fio
e vê-la passar deixando as páginas em branco.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
21/06/2014

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Além da leitura e escrita...


Falam por aí que mal falo português, e escrever então?
Sei disso muito bem, mas escrevo sem nenhum desdém.
Sei que há aqueles que atropelam o português mais do que eu.

Até os eruditos se enroscam, e vivem a dar uma olhadinha nas
cartilhas para escrever tudo certinho e digamos assim em "alto-nível".

Mas na maioria das vezes escrevem palavras, frases e textos vazios,
tão rebuscados, embora tão sem vida e sentido, que somente outros
vazios de coração para entender, ou fingir que entenderam por estar escrito
na forma culta.

O bom português é aquele que leva a sua mensagem, que atende às maiorias
e as minorias, que qualquer um entende e no mais sente, se emociona, e 
passa adiante.

Onde o importante é comunicar e nunca estrumbicar...
Regras demais e burocracias excessivas geram confusão, contorções 
na alma, e nada informam, e nada comunicam...

É certo que alguns acentos e pontuações no lugar errado, causam alguns maus entendimentos, e podem petecar todo o enunciado levando a confusões inimagináveis, ao menos o básico e essencial deve ser preservado, no mais, paciência, ninguém é perfeito, e nem todos poderão aprender a ler e a escrever, portando, não podem ter sua humanidade e inteligência baseados somente no bom português, nem no saber ler e escrever.

Ser humano, ser gente, ser inteligente vai além...

São saberes diferentes, que somente quem alcança sabedoria pode compreender.
Português vai além do que é escrito, se faz de falas, conversas e muito mais.
É algo que deve unir e não, jamais, distanciar uns dos outros, nós, os simples
mortais.

No mais, são futilidades, meras formalidades que a nada acrescentam quando reduzem alguns aos irracionais.
O verbo era verbo, somente depois se fez matéria, se fez carne.
E assim a realidade se fez.

Que neste mundo do Português a matemática não seja de exclusão, mas somente de de amor, paz e educação, onde caiba a inclusão, e os bons de coração.
Pois para comunicar, é preciso ir além da simples escrita...

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br

Otimismo X Pessimismo


Neste mundo muitas vezes ser otimista é meio como ser pessimista diriam alguns.
Pois para muitos, quando mais se pensa que pode melhorar, ou força-se este pensar, as coisas só pioram.

Até parece que essas teorias de pensamento positivo são só balelas, embora elucidam que é melhor levar a vida no bom humor e pensar positivo sempre, mesmo que as circunstâncias provem o contrário. 

Na verdade, pensar contrário só pioraria mais as coisas tornando insuportável a vida terrena.

Ser otimista, é pensar positivo elevando o pensamento aos seus, buscando assim forças para vencer uma a uma as preocupações que nos surgem no decorrer da vida.

As vitórias veem.
Às vezes demoram um pouco, pois não dependem somente de nós, dependem de terceiros também, e em último caso de Deus, que sempre leva a culpa de nossos quedas, embora seja o único a vibrar positivamente para nossas vitórias, firmando-as no mundo da fé, dos sonhos, dos projetos ainda não realizados, que se não fosse o livre arbítrio que nos foi concedido, abriria os braços e nos privaria de todos os sofrimentos, tipos de fome e dores, visto que seu desejo maior, é que vivamos junto a Ele um verdadeiro céu, paraíso que inicia provavelmente na terra, à medida que as escritas em linhas todas vão se concretizando em nossas vidas também tortas e endireitando-as no amor e no bem.

Então vale a dica, otimismo sempre, força e foco no amor e no bem.
Que no mais tardar o sucesso vem, não do jeito que buscávamos ou pensávamos merecer, mas do jeito que realmente nos servia as necessidades e precisão.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
20/06/2014

Adquira seu livro "Coisas do Coração"


Adquirindo seu livro Coisas do Coração, você contribui para que este espaço esteja em contante evolução, aperfeiçoamento e atualização.

Obrigado a cada amigo e amiga que tem visitado a Livros e Cia e adquirido o meu Livro Coisas do Coração, juntamente com outros exemplares do rico acervo da mesma.

Não adquiriu o seu livro Coisas do Coração?

O que está esperando, nos ajude, pois assim em breve teremos outras publicações à sua disposição.

Livros e Cia e Ateliê Maria Campos rumo ao sucesso, onde quem ganha é você.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Passamos das 15.000 visitas ao blog - Obrigado!!!

É com grande alegria que venho a público agradecer às mais de 15.000 visualizações e visitas ao meu blog Ateliê Maria Campos, adalmir-campos.blogspot.com.br Motivo de grande alegria para mim, que com certeza me empenharei mais ainda em mantê-lo atualizado e com conteúdo de qualidade.

Não deixem de visitar o meu segundo blog, também denominado Ateliê Maria Campos, voltado para arte e artesanato. adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br/

(Clique na imagem para ampliar)

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Não temas, sou todo seu...


Olhinhos fixos em mim, num breve vigiar.
Não sabes ainda que a minha vontade e desejo
é somente te amar?

Não se estresse, não se preocupe, o amor
por você vai além, assim de um tanto que não cabe
mais ninguém.

Nosso amor é escolha que se basta, e juntos seguimos
em frente driblando as barreiras, fazendo a vida ir
adiante e em frente.

Não se exalte.
Não se entristeça.
Não deixe a vida seguir sem graça...

Com certeza entre nós tem uma boa liga, feito graxa que
permite as coisas deslizarem melhor e sem atrito.

Lembre-se, é com você que eu vivo...
É pra você que eu existo.
É com você que estou feliz.

Não temas enchendo sua vida de preocupações,
nem se coloque a vigiar minhas ligações e ações
cotidianas...

Pode ter certeza que em quase cem por cento delas
é em prol às pessoas que amo, e nestas você não
vem em segundo plano, vem bem aqui inscrito no coração
e tatuado na alma, num romance que busca constante
fogueira na espera eterna de ser manter acesa e se perpetuar
feito fênix num eterno surgir e ressurgir, perpetuando assim
nosso amor.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
19/06/2014

Seleção Brasileira


Não foi desta vez...

Brasil... Brasil... Brasil...
Este foi o grito mais ouvido.

Mas de outra certa será.
Quem nasceu para ser campeão
tarda mais não falha.

Malha, soa, treina e segue em frente
oh seleção canarinho, dourada, amarelo
vindo diretamente do sol.

Estrela brilha, seja noite seja dia.

E a Seleção Brasileira é esse brilho
todo, naqueles que guardam no peito
e e sentem o jorrar nas veias as cores
verde, azul, amarelo, e branco.

Segue em frente.
Foi pra isso que nasceu.
Engrandece mais nossa nação,
e mostra pra todo o mundo o tamanho
que tu tens, que vai além da extensão...

Você é gigante...
Em riquezas mil, povo que vibra no amor.
Orgulho de multidões.
De todas, a maior nação
a melhor e feliz seleção!

By Adalmir Oliveira Campos
17/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

Para refletir...


Na arte, seja esta poética, escrita, visual ou plástica,
nos encontramos e passamos a nos amar, e neste encontrar
e auto-amor nos tornamos seres mais refinados, cheios de luz
e boas energias a contribuir com a harmonia no mundo!!

By Adalmir Oliveira Campos 
18/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

Quem deras...


Quem deras ter neve para sentir o encanto do brincar, correr e namorar sobre ela, e curtir o inverno.

Quem deras ter a primavera para sentir o perfume enebriante das flores e poder se encantar com as maravilhosas cores que esta trás.

Quem deras ter as paisagens de outono e ter multiplicada as alegrias da vida em cada folha que cai ao soprar do vento.

Quem deras ter o calor constante do verão a descongelar cada coração endurecido pelas mazelas dos destinos ocasionados por escolhas próprias e decorrentes de escolhas alheias.

Quem deras Ter tudo isso e ainda o amor...

Pois sem o amor nada valeria a pena, pois nada teria sentido sem o mesmo, e é certo que sua ausência é morte.

O viver se faz em quatro estações e uma vida.
Quatro estações...
Nascer, crescer, viver e se superar...
Que saibamos absorver dela o máximo,
e sermos felizes.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Reflexos do Altíssimo


É tão bom quando nos damos conta do quanto podemos
fazer de bonito em nossas vidas, com nossas mãos e
criatividade, usando assim os dons que Deus nos deu.

Fico a admirar certas coisas e perplexo às vezes...

E isto só aumenta a minha fé no Criador.
O que seria do artista sem essa Força que emana
do interior, a qual chamamos Deus.

Só Ele mesmo, o Grande Construtor, para nos inspirar
tamanhas maravilhas, reflexos e vultos de suas reais
e perfeitas criações.

By Adalmir Oliveira Campos
16/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

domingo, 15 de junho de 2014

Valor de uma amizade


A leveza das palavras e
o toque tem o poder de trazer o
céu à terra e espantar trevas
e tristezas.

Experimentos que não fazem mau
a ninguém, e no fim todo mundo fica
bem.

Muito mais ainda quando o sorriso
vem acompanhando e a conversa
fica mais animada, enxugando
assim as lágrimas e alumiando
os rosto antes entristecido.

Esperança!!!

O que não faz uma bela amizade?

Cabe dentro da família...
Cabe nas relações entre amigos...
Cabe entre casais enamorados...
Cabe em todo lugar onde haja
envolvimento humano.

E vai além de um coração, almas
e espíritos, se eterniza no Criador...

Amizade é assim, a melhor religião,
promotora da paz e do amor,
que torna a cruz mais leve, e ampliam
as possibilidades de se viver o céu, e
é certo que esta vivência se inicia aqui
mesmo neste viver terreno, que na amizade
verdadeira se faz pleno e feliz!!

By Adalmir Oliveira Campos
15/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

E as luzes se apagam...


As luzes se apagam.
Chega a hora de dormir.
Repouso merecido depois de um
dia de correrias e cansaço.

Coisa mais louca e irracional, essa
de se matar de trabalhar.

Mais racionais me parecem às vezes
os animais, que buscam o melhor
para suas vidas, na tranquilidade
do pão de cada dia no habitat da
natureza, que para cada um trás
"certos" confortos gratuitos.

Trabalhar dignifica o homem.
Mas quando a vida se vai em prol do
trabalho, ela se perde...
Bem como se perde a paz, na buscas
de ser feliz apenas nas conquistas
materiais.

Má distribuição de renda, injustiça
que coloca cruzes pesadas em ombros
cada vez mais pobres e frágeis...
Escravidão branca.

Trabalho em troca de comida e uma
moradia financiada, apenas a salvos
de torturas e chibatadas, torturas físicas,
pois em muitos lugares as torturas existem
e mutilam almas através do assédio moral e
sexual.

E seguimos em frente depois de uma noite
nem sempre bem dormida, às vezes sofridas
na busca de soluções para o dinheiro que
a cada dia se torna mais curto, e se materializa
nos bolsos dos corruptos e gananciosos do poder.

Apenas sonhos proporcionam momentos felizes,
salvos momentos onde o amor fala mais alto
e na família e nas amizades nos pomos a sorrir
na busca de forças para retomar a vida na aurora
que vem todos os dia.

E nessa luzinha no fim do túnel repousamos
na esperança de dias de mais fartura e felicidade.

By Adalmir Oliveira Campos
15/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

sexta-feira, 13 de junho de 2014

O que nos ensinam as Artes?


Uma das coisas que aprendemos com a arte,
é que não existe nada terreno que seja perfeito,
e nada que façamos com nossas mãos, coração
e mente.

Mas temos poderes extraordinários, os quais
através de nossas ações podem "beirar" à esta
perfeição tão desejada, tão sonhada, tão querida.

Este poder é magnífico tanto para a produção do belo,
como para a produção do anti-belo.
Está nas mãos de cada um o que construir, com as
ferramentas, meios e oportunidades que surgem
no dia a dia.

Muitos promovem paz...
(embora paz não dê ibope)
Tantos outros promovem as guerras.
Assim, nestas construções, o mundo
e as pessoas vivem em verdadeiras cordas
bambas.

Pois não sabem a que horas podem viver
a paz, ou a que horas podem viver o horror.

E todos acabam pagando o preço...
Tamanha é a ligação entre os seres humanos.

Ações de uns e outros trazem consequências
e estas nem sempre veem somente sobre quem
cometeu as ações, resvalam no próximo aos
quais estão ligados, tipo efeito dominó.

Embora muitos afirmem que cada ação gera
uma reação (uma verdade/ fato) e somente o
causador da ação sofre os efeitos da ação, ou
seja a reação (uma inverdade/ fato).

Eu acredito que todas as nossas ações provocam
consequências em reação em cadeia, que ou
beneficiam ou maleficia aos que estão no entorno,
próximos ou distantes.

Isso nos impõe inquietude e nos levam a afirmar
que quanto maiores os poderes em nossas mãos,
maiores se tornam as nossas responsabilidades.

Assim, na arte como na vida real, saibamos
do tamanho poder em nossas mãos...

Poder para fazer sorrir.
Poder para fazer florir.
Poder para curar.
Poder para libertar.
Poder para educar.
Poder para amar.
E infelizmente poder contrário a isso tudo e
a muito mais.

Mas cabe a cada um as escolhas.
Cito um simples exemplo:
Você pode escolher jogar uma garrafa pet na rua
ou rodovia, ou pode escolher levá-la para casa e
reciclá-la transformando-a em um lindo vaso de flor,
ou quem sabe em um abajur, ou apenas
encaminhar para alguém que trabalha com recicláveis.

Se a pessoa escolhe a primeira opção, estará
contribuindo para possíveis entupimentos de bueiros,
enchentes nas cidades, proliferação de mosquitos da
dengue, mortes e muitos outros.

Caso escolha a segunda opção, estará contribuindo
para possíveis novas fontes de renda, preservação
do meio ambiente, auxiliando um catador de recicláveis,
e outros.

Quando uma ação no bem é feita, ela se multiplica
por dez e contribui para evolução da humanidade.
Enquanto as más ações derrubam por terra anos
e anos de práticas do bem, e se fortalece na
proporção em que espalha o mau.

O que você escolhe?

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
13/06/2014

Cacos valiosos


Tem horas que estamos e nos
sentimos como cacos quebrados ao chão.
(se é que cacos possuem sentimentos)

Estilhaçados com sentimentos de menos
valia, sendo a única certeza ser jogado
ao lixo... última coisa que resta a ser feita.

Mas há as reviravoltas...

Alguém olha por nós, e por mais que não
percebamos ou sintamos, Este alguém
está sempre trabalhando, recolhendo os
nossos cacos, e encaminhando para
recuperação.

Ele nos cola com todo carinho, nos leva
a nos refazermos em totalidade, levando-nos
a um estágio que supera a restauração...

Ou seja, nos restaura, recupera e ainda
inclui algumas modificações e acréscimos
que nos tornam mais evoluídos.

Mesmo sabendo que podemos nos partir
de novo e nos quebrarmos, Ele jamais se cansa
de nos colar de novo, pois sabe que a cada
remendo e colagem, nos tornarmos melhores
e mais parecidos com Ele e mais próximos
Dele.

Mesmos aos cacos, não percamos as esperanças.
É sabido que na natureza nada se perde e tudo se
transforma e tudo se aproveita.

Com certeza dos nossos cacos, saíram bens
muito mais preciosos.

By Adalmir Oliveira Campos
13/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

Amor e Rosas!


Amor e rosas...
No romance são inseparáveis 
e no bom gosto também!

E na poesia vão além.

Trazem alegria no lar,
e onde mais... estão sempre a
a encantar.

E o poeta que não é bobo,
capta a cena e poetiza, retrata
em palavras o que é visto com
os olhos e sentido na alma e
no coração.

E as rosas e o amor
virão histórias, muitas tocadas
e cantadas ao som do violão.

Quem sabe a sua não será
a próxima a ser escrita? Se abra às
rosas, se abra ao amor...

By Adalmir Oliveira Campos 
13/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

São belas as flores...


São belas, são amarelas...
São belas e são de todas as cores.

Rosas, violetas e orquídeas...
São flores.

Perfume que encanta.
Perfume que leva à paixão.
Perfumes que aguçam lembranças...
E assim se estendem além do coração.

Eu me encanto ao cultivar o jardim,
e meu encanto se torna maior quando
a natureza retribui e as visitas diárias
o colorem no pouso vapt vupt dos
beija-flores, na suavidade das borboletas,
no zum zum das abelhas...

E não me espanto quando me pego
colhendo as sementes na tentativa
de perpetuar tantas emoções...

Bom, já dizia o ditado, quem semeia
colhe...
Façamos de nossas vidas verdadeiros
jardins e espantemos a solidão e os dias
ruins!!!

Ser feliz faz parte, se faz com amor, se
faz com arte... E as flores veem junto!

By Adalmir Oliveira Campos
13/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Borboletas rosas e rosas...


Ela veio suavemente pegando carona no vento.
Asas abertas, num abrir e fechar lentos,
permitindo-se plainar no ar.

Pousou delicadamente sobre uma flor de
nome rosa.
Permitiu-se cheirar a mesma enebriando-se
com a sua fragrância.

Permitiu-se o toque, sentindo o aveludado
de cada pétala, vistosa e bela.

Passeou sobre o pólen amarelo e permitiu-se
maquiar deste, tornando possível posterior
polinização.
Promessa de novas flores...
Promessas de novos frutos...
Promessas de novas colheitas.

Quis permanecer um pouco mais, pondo-se a
explorar toda a roseira e a beleza que esta trás.

Espetou-se nos espinhos...
Deu gritinhos, sentindo dor.
Mas aprendeu a lidar com os mesmos evitando
se machucar.

Passou pelas folhas verdes e viçosas, pelo caule
forte que se firma nas raízes profundas.

Extasiou-se com a beleza da roseira e se apaixonou.
Quis nela fazer morada, e enamorada por lá ficou.

Visitou cada botão de rosa, e agraciou-se com a
magia de vê-los desabrochar...

Rosas e mais rosas.
Cada uma mais linda que a outra.

E a borboleta não quis saber de ir voar sobre
outra planta, mesmo estas tendo o seu valor.

Fez morada.
Casou-se, acasalou...
E bela família formou.

E a roseira, de morada e alimento serviu
carinhosamente seus hospedes gentis, numa
dupla troca de afetos, tornando mais belo o
jardim.

São tão belas as borboletas...
São tão belas as rosas...
Mistura maravilhosa que confunde a visão.
São belas e são rosas.

Ambas rosas e borboleta que se
diferenciam apenas pelo movimento produzido,
numa, pelo frescor do vento, e na outra pelo
bater de asas.

Mas o encanto é sobrenatural.
E mais rosa o jardim...
Este torna-se encanto para os olhos que passam
e se alegram no desejo de serem borboletas e
habitarem o jardim.

By Adalmir Oliveira Campos
10/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br



Amor adolescente



É fogo que não acaba mais este tal
de romance adolescente.

É mensagem e ligação de hora em hora,
quase de segundo a segundo.
E quando há o encontro, gruda que nem
chiclete.

São bilhetinhos que vem,
são bilhetinhos que vão.
E os pombinhos se apimentam
num folguedo só...

Quem deras os amores fossem assim,
associados à maturidade que só o tempo
e as experiências trazem.

E melhor seria se fossem eternos, pois
a cada dia estão mais modernos e
instáveis.

Hoje em dia acertar no amor, é ganhar[
na loteria, torna-se preciso e urgente
dar  o devido valor.

Amor que é amor, vem em gratuidade,
e requer aceitação...

No mais é ser feliz superando bodas,
mas sempre no calor deste amor
adolescente, deste amor de eternos
namorados, pombinhos no ninho, que
mesmo livres, se ajuntam e formam família.

Sonho adolescente que se torna realidade...

Sonho adolescente que supera a idade e faz
de cada momento vontade de seguir a dois
no calor dos corações, na superação de
rotinas, num viver constante, romance
adolescente.

By Adalmir Oliveira Campos
10/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

terça-feira, 10 de junho de 2014

Noites assim...


A noite caiu sobre a terra.
O céu pontilhou-se de estrelas.
Algo bonito de se ver.

Um negro azul da Prússia.
E de tabela, uma lua brilhante
prestes a ficar redonda.

Cenário encantador.
Haja coração...
Haja amor...
É com certeza muita inspiração,
promessas para compromissos
a dois.

Quem sabe uma volta na praça,
ou mais longe na Serra do Cruzeiro,
ver o mais belo céu repleto de estrelas.

O ar da roça embora frio, trás a noite
mais bela ainda, assim, sem os vícios
das lâmpadas nos postes de esquina
à esquina.

Da serra se vê luzes no céu.
Abaixo as luzes da cidade, sob o olhar
do Cristo, abençoada por Este.

Que lindo!
Prova de existência Divina, de tamanho
poder e amor, capaz desta Criação.

Artista Nato que produz arte em 3D,
e com animação de modo tão real, REAL.

Num sopro...
Num estalar de dedos...
Tudo se formou, e continua a se formar,
em tamanha perfeição.

E a cada noite uma surpresa sem igual,
mesmo sendo as mesmas estrelas, se
fazem novas junto às outras que surgem
e a lua, cíclica da o tom.

E os amantes que se presam, não perdem
a oportunidade e nem o romantismo.
Mergulham na noite e se colocam a amar,
fazendo assim moldura nesta pintura que se
intensifica no pulsar de corações quentes,
que se buscam,
que se querem,
que se entendem,
que se unem,
que se amam.

E no fim,que trás sempre novos começos,
se eternizam, viram lendas e contos de fadas.

E a noite continua linda...
E o dia também, mas aí é outra história,
outra poesia e muito além.

By Adalmir Oliveira Campos
10/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Maratona chamada vida


Ô louco meu!
Não é fácil viu.
Viver é uma verdadeira maratona,
e pior, só encerra aqui nessa terra
quando chega a vida ao ponto final.

Enquanto isso não ocorre, a gente corre,
corre.
As pausas são curtas, é coisa para
recargas rápidas de energia, sejam
estas físicas, mentais, espirituais e
outros mais.

No entanto a corrida é contínua.
Ao seguir em frente rumo às metas,
deixamos pessoas para trás, e as
guardamos nas lembranças e no
coração.

Corremos lado a lado com outras,
meio que paralelo e vemos muitos
á nossa frente, e seguimos.

Muitos ambicionam primeiro lugar.
Não sabem estes que no pódio da
vida, o primeiro lugar vem para todos
que se põem na luta.

Estes alguns, trapaceiam para chegar
na frente, roubam, matam e seguem.
Não sei como, mas muitos sem peso
algum na consciência.

As regras são claras, quem trapaceia
é obrigado muitas vezes a sair do jogo
e às vezes recomeçar.
O grande Destino sempre dá novas
oportunidades.

Quem segue honestamente, sabe que
tem um lugar no pódio, e o primeiro
lugar é para todos, não importa a ordem
de chegada.

Os que não conhecem essa matemática,
desconhecem que somos partículas de
um todo espalhadas pelo mundo num viver
terreno, e a maratona é a caminhada que leva
cada um a se unir no pódio, voltando assim
a ser uma Única Vitória, onde o prêmio
máximo é o gozo pleno de um viver no
Paraíso juntos e ligados ao Pai.

By Adalmir Oliveira Campos
09/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

Entrelaçados


Seus beijos quentes.
Seu fogo ardente.
Me arrancam suspiros,
risos e gargalhadas.

Me ponho feliz quando estou
ao teu lado.
E enamorado, corado, busco
cada vez mais de você.

Abraços, pegação.
Arregaço as mangas, e acelera
o coração.
E o amor acontece e se expande
mais e mais.

Um toque, um olhar.
Crio mil modos, mil maneiras de
me entregar.

Faço-me romântico, carinhoso e
perfumado.
E numa piscadela de olhos me
comunico e me vejo seu.

Arrepios sua presença me
provoca, e eu aceito a provocação.
De mãos dadas, corações unidos.
Feito dois pombinhos seguimos para
o ninho e o amor acontece.

Seja pela manhã.
Seja ao entardecer.
Seja noite escura ou estrelada.

A busca de nossos corações é ser
um somente.
Entrelaçados, envolvidos, gozo e
prazer.

O bom deste romance é que unidos
só bem querer, e assim, seguimos,
eu e você, você e eu, nós dois...

E a nossa história continua, se expande
e se faz neste viver e amar, com gosto
de sempre quero mais.

By Adalmir Oliveira Campos
09/06/2014
adalmir-campos.blogspot.com.br

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Este olhar...


Que olhar é este?
Passa-me a ideia de tristeza
e intranquilidade.

Meu coração se angustia.
Será que lhe fiz algum mal?
Se foi, com certeza sem querer.

Pois o que eu mais quero e desejo
é o bem a você.
O que desejar a quem se ama a
não ser o bem e  o amor?

Talvez seja impressão minha.
Talvez...

Você afirma que está tudo bem,
eu acredito.
Talvez seja a canseira destes dias
tão corridos, destas noites mal dormidas,
de tantas coisas por fazer.

Talvez seja falta de tempo. Até para mim
e para você, a sós, a dois, sem as
preocupações externas.

Mas sempre há um porém.
E estamos dividindo o tempo com
alguém.
É família.
São amigos.
E sozinhos só dormindo.

O mundo exige demais de todos nós,
que nem sobra tempo para investir nas relações.
O fim de semana vem e quando se percebe,
já é segunda-feira e tudo recomeçou.

Rotinas, massantes rotinas...

e me prendo em seu olhar.
E passa-me a ideia de tristeza e de
intranquilidade.

Deve ser sentimento de culpa por não cumprir
as promessas de "para sempre ao teu lado".
E mesmo juntos, tenho saudades.

Saudades destas de ficar largado em teus
braços, e no silêncio  esquecer o mundo
lá fora, e viver e falar de amor.

E assim me entrego neste olhar, a este amor,
a este amar, no "eu te amo", no que quero
eternizar.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br


Hoje é sexta-feira


Hoje é sexta-feira.
A cerveja está gelando.
Ponteiros do relógio correm.

No trabalho as horas são indiferentes,
e o cansaço é aparente. O corpo chega
a doer, o sono vem.

Não há como despistar...
Quero que chegue a hora de me largar
inteiro, sem os compromissos dos dias
de feira.

É merecido o fim de semana, brisa, bermuda
e bamba.

E é a sexta-feira que trás o tom, que puxa o
samba, a loira gelada e a carne assada.

Tudo vira festa.
Pede beijo.
Pede abraços,
pede amassos.

Sem colarinho por favor.

Cerveja boa tem que ser gelada, no ponto.
Se de menos, se de mais, passa e perde a graça.

Mas hoje é sexta-feira, vale a passada na praça,
andanças pelas ruas...

Mas a dois é bem melhor, na cerveja que espera lá
na geladeira, e no romance que corre solto e mais
adiante, final de semana afora.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br


Sorrisos


Um sorriso longo.
Um sorriso curto.
Um sorriso branco,
amarelado talvez.

Um sorriso apenas.
Seja como for.
Seja meio ou inteiro banguela.
Seja de dentadura.

Trás de todo jeito, de todo modo,
muita ternura...

Arriba semblantes tristes.
Arriba rostos pálidos e cansados.
Arriba os descrentes e até os mais
sem fé, esperança e assustados.

O sorriso trás em si esse poder e
magia, cartão postal de cada ser que
renova as energias e rejuvenesce quem
o dá gratuitamente e a quem recebe
agradecido.

No sorriso, almas se vestem de estrelas
e de luz, e se fazem belas e formosas
por inteiro.

E assim o sorriso ganha adeptos,
trás empatia, encurta mundos e faz feliz.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Revanches no amor...


Já quis bis.
Já quis revanche.
Já quis de novo.

Se tratando de amor, o velho
se faz novo, se atualiza...

Para tanto, não precisa trocas
constantes.
Se há amor, há a possibilidade
da renovação, de voltar, ou
melhor, tornar atual o que a anos
se conquistou.

O primeiro beijo.
O primeiro abraço.
Os primeiros momentos a dois.

Atualizar o amor, é tirar o durex das
lembranças e deixá-las libertas e depois
reordená-las e encaixá-las no coração,
feito quebra-cabeças, que trás a
satisfação quando se completa.

Já quis bis.
Já quis revanche.
Já quis de novo...

É bom este amor que vem por inteiro,
e invade o todo, e faz feliz.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Que sonho!


    Lá fora se fez silêncio.
    A luz baixou e veio a noite!

    No céu ensaio de estrelas.
    Névoas, frio de inverno, o que salva
    é a lua cheia que aponta clareando o
    mundo com a luz emprestada do sol.

    Mais claro agora...
    Passeio na lembrança buscando preencher
    o vazio que este escuro trás, na lembrança
    dos teus beijos que me trazem a paz.

    Me pergunto.
    Cadê você?
    A noite nos separa.
    Intervalo de trevas e frio.

    E meu morno coração busca teu coração
    quente, que unidos se escaldam e aquecem
    a gente.

    Juntos não há tristeza na noite.
    Juntos não há frieza quando o céu pucha as
    cortinas e tudo escurece.
    Juntos não há frio, só equilibrado calor,
    intenso fogo, intenso amor.

    Lá fora o silêncio.
    Cá dentro a lembrança.
    Pulsa o coração, e vibra a fé e a esperança.

    Cavalgadas à noite sob o manto de estrelas,
    cortando cerrados, frio gelado, acordo ao
    seu lado.

    Que sonho!
    Mas ainda é noite!

    By Adalmir Oliveira Campos
    adalmir-campos.blogspot.com.br

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Onde está Inspiração?


Sem inspiração...
Tento escrever e nada sai.

Palavras soltas.
Domingo...
Descanso...
Calmaria.

E a vida segue...
E o dia passa.
E a nova semana inicia.

É tudo numa rapidez
enorme, que custamos a
acompanhar...

Semana vai.
Semana vem.
Semana passada...
Semana que vem.

E dia de domingo é dia que resta
pra encontrar mamãe, papai, e os
que queremos bem.

E a vida continua, felizmente.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Cadê as Andorinhas?


Onde estão as andorinhas?
As vi na missa, na Igreja de Santa Luzia.

São voos rasantes.
São louvores e mais louvores em cada
voar, em cada som emitido, em cada cantar.

Expressam nitidamente a liberdade do voo,
a despreocupação com as formalidades
humanas que se fazem pequenas em teus
exemplos e gestos de passarinhos.

Assim como disse o Pastor,
Não semeiam, nem tecem, nem constroem
casas, nem canalizam rios e oceanos,

mas não lhes falta onde morar,
mas não lhes falta o que vestir,
mas não lhes falta o que comer,
mas não lhes falta o que beber, e nem
a solidão toma conta de seus dias, pois
é em bando e pelo bando buscam viver.

Uma andorinha só, não faz verão, mas todas juntas
riscam os céus numa bela paisagem pintada à óleo.

E de domingo a domingo, fazem seus voos
Costumeiros na casa da padroeira.
Sua vida é um louvor.

E onde estão as andorinhas?
Também as vi, além da igreja de santa Luzia...

E é certo que elas tem muito a nos ensinar,
Sua irracionalidade às vezes tão racional,
dos instintos produzem conhecimentos, aos
olhos que buscam neles aprendizado,
que se os homens bem usarem farão céu
na terra, e o limite será além do chão,
na união de cada humano, de cada irmão,
na construção de uma terra onde
o viver será pleno adoração e louvor.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Amor em escala...


Em escala reduzida,
abduzida, seduzida, sei lá.

É a forte expressão deste
eterno amor e de amar.

Feito mar, enorme em
quantidade de gotas,
que quase chega
a transbordar.

Um transbordo, morno,
fogo, secular.
Dura uma eternidade e
vai além, feito a quantidade
infinita de estrelas que há.

Não findo, imenso, muito
mais do que grãozinhos de areia
no deserto do Saara.

Amar é osso,
é mala, é feito crepúsculo,
renascer...

Um vir a ser, que ultrapassa
o que se é, e vai além na maior
significação que já se ouviu falar.

Além-túmulo, além-morte...
Céu e terra...

Mistura de pó e sopro,
Vida em busca de Vida, que se
alcança quando se consegue
ultrapassar a linha do horizonte
da vida que se tem.

Mas é neste amor, que sempre
Se pode ira além.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Com rimas ou sem rimas, um risco...


Um risco, um cisco, um disco.
Uma isca, uma faísca, uma mística..

Uma rima, outra rima, e muitas rimas.

Não só assim se faz poesias.
Poesias seguem nuas e cruas, feito homens nus.

Alegres e tristes, felizes e outros mais.
Até parece assim algo maternal, paternal, fraternal.

Que a todos trata por igual.

Humanidade, sanidade, insanidade...

Poesia, feito de médico e louco todo mundo
tem um pouco.

E a vida segue mais ou menos, mais ou menos
feliz.

Horas com rimas, horas sem rimas.
Mas segue...
E a evolução aos trancos e barrancos acontece.

Homem e mulher, que são homem e mulher,
não padecem... sempre crescem... e seguem a evolução
feito a roda... e o mundo aos poucos se melhora e torna-se
mais habitável e feliz.

E a rima...
Segue, oras sim, oras não...
Oras pé, oras mão.
Oras doce, oras limão.
Oras assim, oras anão.

E no amor, um mundo melhor
em construção.
No mais, muita luz e muita benção
meu querido irmão (ã).

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

O que nos faz felizes?


Sinceramente o que faz a gente feliz não é 
somente o que vem através do din din, 
apesar que o din din neste mundo capitalista 
ajuda um pouco. 

Mas há coisas que dinheiro algum pode 
comprar, como a amizade verdadeira e 
o amar e ser amado!

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br

Quereres meus...


Queria eu estar em teus braços neste momento de dor.

Queria eu sentir o toque das suas mãos a me fazer cafuné
e a pronunciar palavras suaves feito canções de ninar.

Queria eu ter seu corpo sobre o meu, a me aquecer na
noite fria e escura, que assemelha-se ao abandono.

Queria eu ter o toque dos seus lábios nos meus, num lambuzar
que faz tão bem.

Queria eu ter a sua boca ao pé do meu ouvido a falar palavras
ternas de amor.

Queria eu ter o domínio do tempo e do espaço, para promover
eternos encontros e momentos com você.

Queria eu não viver só de sonhos e ao acordar ter-te
ao meu lado com esse sorriso terno e branco.

Queria eu, um tanto de você, para que assim fossemos
sempre em função de nós dois.

Queria eu...
Mas quando está comigo, o que importa é o momento
e não o depois e tantos quereres...

É uma realidade.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Poesia, busca de equilíbrio


Poesia não se trata somente de beleza ou de amor.
Expressa o que é sensível ao poeta, inclusive o que
capta de desamor, tristeza, desilusão e dor.

São pólos que se atraem.

Poesia é busca de equidade na satisfação da humanidade
no viver plenamente e em dignidade, no viver que lhe apraz.

Poesia também tem muito de amor...
Embora também tenha muito de dor...

Poesia é mistura de boas vindas e adeuses,
de amores e ódios,
de maus e bons,
de bem e de mal.

Tem gostinho nostálgico, de tempos outros, que não
voltam mais, mais que buscam atualização nos dias
de hoje por serem essenciais.

Tipo assim o bem e amor comuns a todos os mortais,
onde o viver fraternal é relevante, e o respeito ainda
importante... Onde viver é partilha e doação, na divisão
justa do agasalho e do pão, num viver livre de corrupções,
preconceitos e racismos, onde a estrela brilha para todos
e não para alguns.

Pois poesia, sol, luz e amor, é para todos, isso, sem
tirar e sem pôr...

E a poesia segue, pois tem muito a contribuir e com certeza
sempre nos trás motivos para refletir e voltar a sorrir.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Passos de poesia


A poesia anda pelo mundo.
Até parece que poesia tem pernas e pés
para andar, diriam alguns...

Ela vai de um canto a outro, invade
sonhos e vastas realidades.

Expõe guerras.
Expõe paz.
Ao mundo informa, e isso
é bom demais.

Só alienar e escravizar pessoas, ela
não faz.

Muito pelo contrário.
Age a favor dos mais desamparados, dos
mais aflitos e necessitados, os excluídos...
Não somente de casais aos beijos
enamorados.

Agita o sangue.
Faz o coração pulsar.
Renova os neurônios e leva o povo
a amar...

E assim, a poesia segue...
Além do mar.
Além do que se possa imaginar.

E quanto bem ela faz, é impossível
mensurar.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Vale a pena dar o passo seguinte?


O coração costuma levar à boca o que tem cheio nele.
E assim distribui ao mundo o que tem de melhor.

Antes de falar a alguém uma palavra sequer, seja
de ofensa ou elogio, é preciso nos colocarmos
primeiramente diante do espelho, e em reflexão
pensarmos se vale a pena dar o passo seguinte.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br