quarta-feira, 22 de maio de 2013

De onde vem a poesia?

De onde vem a poesia?

Esta que encanta e emociona
quem dela se serve através da leitura.

Esta que se identifica com o que vivo,
com o que sinto,
com o que respiro no meu
cotidiano.

De onde vem a poesia?

Esta que inspira sonhos...
Esta que inspira ânimo...
Esta que inspira vida.



De onde vem a poesia?

Esta que embala canções...
Esta que envolve paixões...
Esta que emociona milhões.

De onde vem a poesia?

Esta que retrata a dor...
Esta que inspira amor...
Esta que trás a paz.

De onde vem a poesia?
Esta que aconselha...
Esta que orienta...
Esta que acalenta e
embala rumo às estrelas?

De onde vem a poesia?
Com certeza vem da misericórdia Divina,
nas ações dos poetas.

By Adalmir Oliveira Campos

quarta-feira, 8 de maio de 2013


São tempos difíceis.
São tempos líquidos para
não dizer voláteis.

A correria é tamanha,
que quase pega a gente nu.

Dia e noite já se misturam,
na busca do pão de cada dia.

Família tem estado em segundo plano.
Trabalho virado prisão, com direito
a visitas domiciliares e intimas.

Trabalho têm se tornado fardo árduo
que anseia sexta-feira na segunda.
Pra não dizer que todos os dias sejam sexta
depois das cinco.

Dizem que este caos se chama evolução...
Dizem que este caos trás felicidade.
Dizem que este caos é tudo de bão.

Só que ninguém explica o por que dos
primatas parecerem mais felizes,
menos loucos e ansiosos
que os humanos de hoje em dia.

Que mesmo de barriga cheia,
com moradia, carro na garagem,
status e roupas da moda,
buscam felicidade na modernidade
que sempre se aperfeiçoa
como as janelas da Microsoft.

E se mantem, remando contra a maré...
Nadando rio acima, saltando como peixes
na piracema buscando perpetuar a
espécie, pois sabem que a felicidade
neste ritmo, será sempre como as tentativas
de alcançar as linhas do horizonte e nele fazer morada.

By adalmir oliveira campos

Quem é o melhor?



Existem pessoas que se acham melhores que outras...
E até creem que já conquistaram um lugar ao céu.
Mas o céu, não é algo que se conquista.
Ele é Graça Divina aos que nele creem.

Por ir à igreja, por pregar palavras bonitas, por julgar os "pecadores",
muitos se enganam estrema alcançando esta graça.

Jesus, em seu exemplo de Deus encarnado, não veio
para julgar...
Veio para dar exemplo de aceitar, de estar próximo e de acolher
os excluídos.

Preconceito e discriminação: Chagas da humanidade.

É rico que se sente melhor que o pobre...
É pobre que se julga melhor que rico...
É branco que se julga melhor que o negro...
É negro que se julga melhor que o branco...
É religioso que se julga melhor que não religioso...
É religião que se julga melhor que as outras...
É hétero que se julga melhor que gay...
É gay que se julga melhor que héteros...
É policial que se julga melhor que bandido...
É bandido que se julga melhor que policial...
E por ai vai...

Julgar é fácil, a cada dia em que os seres
se julgam mais evoluídos...
Julgar é simples, não é algo que se usa grandes energias.
Julgar, para alguns, até os fazem se sentirem melhores,
Quando não, se sentem maiores, e por isso podem
Subtrair aos outros a liberdade, e colocá-los
à margem da sociedade.
Ter preconceitos...
Usar de discriminação...
É fácil.

O difícil, é se colocar no lugar do outro...
O difícil é sentir as dores do outro...
O difícil é aceitar o outro...
O difícil, é usar de compaixão.
O difícil é usar de complacência.
O difícil é de misericórdia.
O difícil é usar de amor,
de caridade, de aceitação,
de força de vontade em fazer diferente,
transformando pra melhor esse mundo da gente.

Julgar é mais fácil...
Condenar é mais fácil...
Usar de preconceito é mais fácil...
Usar de racismo discriminação é mais fácil...
Pois é no outro que se causa buracos na alma...
Pois é no outro que se abrem chagas que por vezes levam à morte,
Inclusive morte em vida.

Se julgar, condenar, discriminar e colocar à margem fossem
regras pra se ganhar o céu, os Grandes que passaram na terra
teriam ensinado estas máximas, e não " amar aos outros como a si mesmo.

Antes julgar, se coloque no lugar do outro...
Antes de condenar, se coloque nos lugar dos outros...
Antes de ser racista, homofóbico, discriminatório,
SE COLOQUE NO LUGAR DOS OUTROS.

Não quero com isso, banalizar crimes hediondos.
Não venho com isto dizer que furtar a vida de alguém é liberado,
nem tão pouco roubar, e cometer tantos outros delitos
desumanos.

Venho com isto colocar em questão, e
Levantar reflexões...
Sobre o que leva as pessoas a cometerem tais crimes hediondos.

Não seria esses males da humanidade, que se
fantasiam abertamente de defensores da ordem e do
classificatório de estar ou não à margem do que se enquadra
neste mundo "perfeito" que pintam?

Não seriam as discrepâncias e desigualdades sociais e os abusos de poder?
Não seriam as práticas abusivas dos que estão no poder?
Não seriam as desordens causadas por quem não partilha o pão?
Não seriam as anarquias causadas pela culpa, medo e insegurança que si
instala nos corações perdidos e alienados dos humanos, que se cegam
em falsas crenças que ao invés de ligar a Deus, os desliga Dele e de si próprias e do outro?

Felizmente, repito o que acredito:
Existem pessoas que se acham melhores que outras...
E até creem que já conquistaram um lugar ao céu.
Mas o céu, não é algo que se conquista.
Ele é Graça Divina aos que nele creem.

By Adalmir Oliveira Campos

Não foi culpa do amor



Foram longos os dias sem você...
Foi um inverno gelado.

Senti os ossos trincarem...
Confesso, minha alma chorou.

Foram dias de solidão, mesmo em meio
A milhares de pessoas.

Sei que agi mal, por deixar de lado muitas
coisas de minha vida por sentir sua falta.
Mas foi algo além de minhas forças.

Tentei fazer a fila andar...
Tentei calar o coração...
tentei sufocar o amor em meu peito...
Me entreguei...
Foram entregas falsas, pois não ouve amor...

Houve querer eu confesso.
Foi querer separar gatos siameses...
Foi quase morte sem teu amor.

Foi tortura...

Você não teve culpa, eu que não soube me amar,
Após você ter partido...
Eu não soube me dar valor...
Pois em você eu me via...
Em você eu me perdi.

Não foi culpa do amor...
Não julgue não ter sido amor.
Eu que sou imaturo e não soube como agir sem você.

Confesso que continuei a vida...
As lágrimas já tinham secado.
Eu já estava decidido seguir sem você...
Quem sabe, pensava eu, noutra vida,
Noutras situações você recobrasse o nosso amor...
E feito almas gêmeas que somos
Pudéssemos cumprir com todas promessas feitas
e esquecidas...

De um romance inacabado...
De um romance interrompido.

Que bom, que aprendi a lidar com seu amor
mesmo que distante, e melhor ainda que
Recobrei meu auto amor.

By Adalmir Oliveira Campos

Amor no espelho



Já quis loucamente um amor.
Já corri atrás de um amor.
Já até quis forçar o amor.

Na loucura...
Na busca insana...
Na correria imediatista,
Me furtei a felicidade.

Me vi leão sem jaula,
Solto em uma selva de pedras.
Sem rumo,
Aflito feito gatinho domesticado.

A correr contra os carros,
Já não querendo mais viver.

Quem não quer amar?
Quem não quer amar?

Ao buscar o amor,
Fui ao fundo do poço, e
O encontrei no espelho.

Na ânsia desvairada
de chegar à superfície
e não morrer afogado...

Decidido, amor encontrado...
Só desejo ser feliz,
No mais, coração aberto
pra compartilhar do meu amor.

By Adalmir Oliveira Campos

Chagas da humanidade








Preconceito e discriminação, chagas da humanidade... 
O que seria do vermelho se todas as rosas fossem brancas?
A própria natureza se revela adepta às diferenças e à pluralidade 
que se faz na criação divina.

Ela, se distingue e se torna mais bela 
na harmonia que se faz do diferente... 
São cores e formas mil, que dá o tom das perfeições que
Deus pinta a cada dia.

By 
adalmir oliveira campos

Nascemos pra sermos felizes


As vezes a tristeza tenta bater em nossa porta...
Ela é tão insistente, que incomoda.
Trás medo...
Nós tornam inseguros até.

Que bom que a fé nos ensina que todo mal 
pode ser superado.


Nascemos pra sermos felizes...
Embora o mundo e as pessoas
insistem em dizer que o é sofrer que nos faz crescer.

As dificuldades que a vida proporciona,
admito, são essenciais para nosso
crescimento enquanto ser humano.

Mas isso não condiz com
desfeitas realizadas por
humanos que se acham melhores que
os demais no uso inconstante
e inflamável de seu poder...
E da sua tirania, de seu potencial de persuasão,
na demagogia, falacias que alienam e
escravizam.

Viver, já é uma experiência difícil...
Embora fantástica.
É momento em que nos desligamos do Criador.
É busca de novo encontro que unifica.

É tentativa de construção do céu na terra...
Céu que não cabe esses sofrimentos
impostos, que só causam infernos terrenos.

Fé num mundo melhor, mais feliz, mais
humano é o que move os verdadeiros sábios
Que não cessam de gritar aos quatro cantos
do mundo, que viver é ir contra
toda forma de injustiças.

Tudo começa no amor...

By Adalmir Oliveira Campos

Auto amor



Dizem que devo buscar me amar mais...
Fico sem entender.
Dizem que tenho que aprender a viver comigo mesmo,
que é importante este momento de migo comigo.

Mas já tô cheio de meu umbigo ver.
Há a necessidade de um abraço amigo,
de um olhar de desejo, que me faça sentir querido.

Me falta algo a mais que eu não posso
me proporcionar.
Como um beijo quente...
Um toque de mão a deslizar...

Beijos e carícias que me lembram o sexo,
Que defino entrega de amar.

Sou humano eu sei...
Sozinho não me sinto bem.
Se é falta de auto amor sei lá.

Freud não conseguiu me explicar.
Não me entra na cabeça o que é me amar,
nesse sozinho ter que ficar.
Me cuido, me embelezo.
Mas sinto falta do outro no encontro
que completa, que defino ser amar.

Sinto falta de olhos de desejos,
Estes olhos que me secam...
Estes olhos que se apetecem em mim.
Estes olhos que despertam desejos...
Este olhos que me excitam...
E me despertam instintos bons de saciar.

É um toque, um carinho, algo que eu não posso me dar.
E por me amar, busco sim, pois alguém junto a mim...
Felizmente me faz mais feliz.
É entrega que completa.
É entrega, que na entrega une e faz bem.

É sexo, é amor...
É algo que anima e aviva o meu viver.

Apetite ânimico e cósmico.
Que une almas gêmeas no que defino
ser amor, na entrega de si amar.

By Adalmir Oliveira Campos

Não sou peteca


Sabe, não sou peteca que se joga de um lado para o outro.
Objeto que fazem com ele  o que querem.

Sou ser humano.
Tenho sentimentos...
Tenho emoções.
Tenho História.

Sei que vim de família humilde.
Sou um pouco fechado às vezes...
Nem sempre me enturmo
facilmente.

Mas sou de bom caráter,
e filho de Deus.

Sei também que não sou perfeito,
embora tento em vão...

Mas entenda-me...
Conheça-me...
Para tirar suas conclusões.

Sou pessoa sem maldades...
Embora eu peque as vezes.
Também, como dito, sou humano
e estou sujeito a errar.
Mas arco com as consequências
destes erros sem aos outros
culpar.

É difícil querer rimar algo tão sério assim.
Mas muitos invejam essa simplicidade
que há em mim.
Não sei por que, pois no mundo de hoje,
tem se sobressaído os injustos e
mentirosos.

Só peço não mintas sobre mim.
respeite minha simplicidade
sertaneja, minha inocência
que chega a ser infantil.

Mas me prefiro assim...
Pois assim infantil feito criança.
Tenho minhas responsabilidades
como adulto, e sei separar as coisas.
Embora não admita agir como os adultos
sem criança na alma e no coração.

Me veja assim, nú.
Me veja assim, nesta inocência.

Se você me fala que me ama, eu acredito.
Se você me fala que é fiel eu acredito.

Mas não por que não possua criticidade
ao que me cerca, ao que me trazem.
E sim, por que prefiro confiar, sem
colocar um pé atrás.

Mas não sou bobo, se desconfio
deixo pra lá.
Não se brinca com sentimentos
e emoções de uma criança.
Embora eu perdoe...
Embora eu ame.
Às vezes é melhor ficar
distante, pra não dar nova
oportunidade de alguém
trair outra vez.

É tão fácil amar.
É tão fácil odiar.

A linha que separa o amor
do ódio, e feita de fio
de açúcar.
Por isso não é bom brincar.

Sentimentos e corações dos
outros não é terra que se pisa.
Disto vale a pena lembrar.

By Adalmir Oliveira Campos

Quero ti roubar pra mim



Tenho acordado com desejo de você.
Tenho saudade do seu olhar de desejo sobre mim.

Seus olhos revirando quando a gente faz amor.
Sinto desejo de você.
Do seu corpo suado sobre mim.
Da sua língua que se dobra por sobre os lábios,
entre gemidos, e do seu sorriso largo
no gozo finito.

Me apetece muito a vida, esta ligação carnal
que nos faz um só.

Suas mãos sobre meu corpo, deslizando,
buscando  o meu.

Seu fogo me faz bem vivo,
Aspiro você em meu ser.

Sua boca molhada salivando sobre mim,
Sobre meu corpo, a começar pela nuca,
seguindo pelas costas, e terminando no meu umbigo.

Meu coração já repleto de ti,
Deseja teu corpo também...

Palavras bobas ao pé do ouvido,
gemidos.
Sorrisos!

Posso ser um pouco bandido eu sei.
Mas quero te roubar pra mim.
Quero que se apeteça em mim,
Que em mim, eu em ti,
sejamos infinito neste encontro,
no que nos une.
Neste amor.

Sua companhia me faz tão bem.
Dormir ao seu lado nem se fala.
Busca do seu calor.
Busca do bater do seu coração.
Busca de sentir sua respiração...
Até seus poucos roncos me divertem.

Desperto algumas vezes,
Você nem percebe,
Só pra te fazer carinho
e te dar um leve beijo, na certeza
que você está por perto.

Te amo, amor hoje discreto,
singelo...
Na certeza de que é você quem quero.

By Adalmir Oliveira Campos

Não tolero enrolação


Sabe, hoje não tolero enrolação.
Dizem que me tornei impaciente,
Que sou imediatista.

Mas penso que não.
Penso que aprendi a me amar
e a valorizar meu tempo.

Por isso já não tolero mais enrolação.
Já não tolero mais amor sem ações.

Olhar nos olhos e falar eu te amo é fácil.
Quero ver viver  o amor.
Me olho no espelho e digo pra mim
mesmo: me amo.

Isso me faz ter o compromisso
de ser feliz, de confiar mais em mim.
Isso, me fazer perceber que não devo ter
as mesmas atitudes de antes e aceitar
passivamente os desrespeitos e as injustiças
que me eram feitas.

Amar também é isso, é ser contrário às injustiças.
É ser contrário ao desamor.

Amor que é amor...
Trás segurança e paz.


Amor que é amor já se justifica por si
Mesmo.

Amor que é amor,
Não é narcisista...
Não é intolerante...
Não é semeador de dúvidas.

Se queres entender sobre amor...
Busque conhecer um pouco mais
De Jesus...

Não este que pregam na cruz
todos os dias...
E sim esse que se desprende desta
mesma cruz e vai de encontro
aos mais necessitados...
Deste amor que trás confiança...
Deste amor que acolhe...
Deste amor que faz se sentir querido.
Deste amor que faz se sentir pleno...
E não simples maltrapilho
a mendigar carinhos, atenção
e um simples abrigo no coração
dos indiferentes.

By Adalmir Oliveira Campos

Essa noite dormi tranquilo



Sabe, essa noite dormi tranquilo.

Não por causa de você.
Não pelo amor que por mim
você diz ter.
Não pela certeza que tenho
que sou de você, ou você é
de mim.

Dormi tranquilo pois me senti
melhor com sua ausência,
e por ter aprendido a me amar mais.

Não são indiretas.
São verdades.
Cansei-me de mendigar amor.
Vi que dentro de mim há imensidão
de amor.

Que me basta me amar.
Que me basta o amor de Deus.
Que me basta o amor dos meus.

Nas suas dúvidas.
Nas suas inseguranças.
Nos teus medos e
enganos, me firmei
no amor a mim.

Por anos busquei essa amor fora de mim.
Por anos, me vi mendigo de amor.
Por anos não percebi o
oceano de amor que há em mim.

É amor que não trasborda devido a gravidade.
É amor que não se esgota, pois é amor de verdade.
A confiança que me trás este amor é imensa...
Que me tirou da morte...
Que me trouxe a sorte de poder viver um pouco mais.

A solidão já não me mete medo...
Pois no amor de Deus eu creio,
e também no meu auto amor.

Brasileiro que sou...
Dou meu jeitinho traqueiro,
eu vou.
Mesmo só, embora cheio de Deus.
Cheio de mim...
Cheio dos meus.

By Adalmir Oliveira Campos