terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Reflexão para 2014

(para ver a foto maior, clique na imagem)

Um brinde!!


O que falar...
O que fazer...
A não ser o ano novo brindar?


É um novo livro em branco
com canetas multicor para desenhar e
para escrever a continuação
de uma história, que iniciou em mim,
que iniciou em você.

São tantas possibilidades.

Pode-se manter o que tem dado
certo.
Pode-se anular o que tem dado errado.
Pode-se reescrever e escrever
novas histórias.

E assim acrescentar novos cenários,
novos personagens, novos diálogos.

Os contextos, mesmo sendo os mesmos,
podem sofrer diferenciações, o que depende
de nossas escolhas e ações...

Ao final de 2014, este livro pode ter
um final mais ou menos feliz.

A história quem faz sou eu.
A história quem faz é você!
E no fim, a história somos todos nós!!

Aos amigos e amigas do blog,
aquele abraço e o desejo de muita saúde,
paz e luz! Feliz 2014!!

By Adalmir Oliveira Campos

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Que venha 2014


O ano de 2014 está à porta e bate sorrindo...

Ele quer entrar em nossas vidas,
e nos quer na vida dele!

Muitas coisas aconteceram em 2013.
Muitas nos fizeram sorrir.
Muitas nos fizeram chorar.
E com certeza, aprendemos com ele.

Não me queixo ou entristeço
de deixar 2013 para trás...
Ele me abriu portas e me
oportuniza entrar com
o pé direito em 2014.

Só peço que reflitamos muito...
Na banalização que tem sido dada
ao amor, à justiça, à fraternidade,
à honestidade, à amizade, à família e
ao humano em humanidade.

Não façamos como os corruptos
que usam de artimanhas e ilusões
para ludibriar aos outros e conseguir
o que querem deles, e depois destituir-lhes
o valor, usurpando-lhes o que tem de
mais precioso, que é a democracia,
o direito humano, a dignidade e a liberdade.

Feliz 2014!! Feliz Ano Novo!

E lembre-se, se não tem ninguém que merece seu voto nas eleições em 2014, use de democracia,
anule seu voto, mostre que não concorda com os políticos que tem aparecido por ai.

By Adalmir Oliveira Campos






Em processo de construção!

(clique na imagem para vê-la maior)

domingo, 29 de dezembro de 2013

Silêncio...


Tudo fica em silêncio quando você não está.
A música no rádio fica sem graça.
O canto dos passarinhos parece triste
a chamar por você.

Eu jogado no sofá, em devaneios a pensar.
Teclo no note, lembranças de você.
Saudade!

E o silêncio perturba...
Só sossega quando você me vem
à mente.

Fleches do dia anterior passam
diante de meus olhos, e dou sorrisos
aqui sozinho, da sua carinha feliz,
que tanto me cativa e faz bem.

Nossa conexão é tão gostosa
que a vontade é de ser um
com você dia e noite, neste
gozo que trás além de prazer
muita alegria e felicidade!

Silêncio...

Só o pensamento se agita a pensar em você.
O coração acelera.
Meu olhar fixa o relógio a contar
os minutos que faltam pra ter você de novo
aqui em conexão comigo.

E assim vou teclando, na esperança de que
cada letra digitada apresse sua chegada.
Meu pensamento fixo em você, que é meu
amor, e não um simples bem querer.

No silêncio, e ao som das teclas do meu note
vou escrevendo esse amor...
Vou escrevendo esse eu e você,
buscando manter estabelecida esta
conexão que nos une corpos, mentes,
espíritos e almas.

By Adalmir oliveira Campos











Domingueira


Domingo amanheceu quente.
Domingo como outro qualquer.
Preguiça no ar.
Da cama só mais tarde
a levantar.

Tem coisas para fazer...
Mais deixa pros dias de feira.
O dia de Domingo foi
feito pra gozar.

Na cama ainda...
Um beijo,
Abraços,
Carícias,
Amor.

Nada melhor para passar um dia.
Banho de chuveiro
lava o suor...
Refresca o calor
que insiste em
permanecer.

Mais de amar não abro mão
seja no calor do verão ao
frio do inverno.

Domingueira não tem feira.
É dia pra gozar.
Almoçar na casa de vó.
A família encontrar.

No fim da noite só amor
no ar.

Domingo foi feito pra gozar,
Rezar, viver, encontrar,
selar a paz e amar.

De Domingo, domingueira não abro
mão, é no Domingo que renovo as
forças do coração, para poder
sobreviver aos dias de feira.

By Adalmir Oliveira Campos



sábado, 28 de dezembro de 2013

Quem é a minha inspiração?


Quem é a minha inspiração
de amor, a não ser você?

Só você me trás sorrisos
pela manhã.

Sorrisos que duram até ao anoitecer...

E viram a noite em sonhos doces
de amor.

Só você me faz um mundo mais
colorido, no qual quero mais
e mais viver.

Só você...

Me beija gostoso.
Me abraça quente.
Me envolve num sorriso.
Me alegra com o coração puro,
belo e terno.
Me me fala de amor.
Me faz amor.

Só você me inspira quando falo
de amor a dois.
Pois só você mora no meu coração.

No mais, as outras inspirações,
me vem do amor dos amigos,
da família e do mundo que me cerca,
e de Deus nosso criador, sem o qual
nada teria senso ou valor.

Mais no amor, minha inspiração
é você.

By Adalmir Oliveira Campos


Juízo meu amor


Juízo, você diz pra mim
Sempre que sai de casa.

Juízo eu sempre tive
e uso demais.

Só perco o juízo entre
quatro paredes, quando
me vejo em seus braços...

Juízo só perco quando meus
lábios encontram-se com
os seus num frenesi sem
igual...

Juízo só perco quando
nossos corpos nus
se encontram no ritmo
frenético do amor.

Juízo só perco no som
dos seus gemidos
intensos e suados
que me levam à loucura...
Ao céu, à lua e de volta pra
terra.

Juízo só perco no gozo,
nos arranhões, nas mordidas
que me dás todas as noites,
e recomeça pela manhãs.

Juízo só perco na ausência
do seu calor...
Na ausência do se amor...
No seu afastamento de minha vida.

Mas se tudo está bem, e você
na minha mente e coração.
Juízo só perco ao te amar.

Te amar me tira o juízo...
Te amar me trás à razão...
O Teu amor é que trás paz e equilíbrio
a este coração.

Perder o juízo só se for
com você meu amor...

By Adalmir Oliveira Campos 

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Multiformas do amor


É bom estar de bem consigo.
É bom estar de bem com a vida.
É bom estar de bem com o mundo.
É bom estar de bem no amor.

Penso que é o amor que
nos leva a este estado de plenitude.

O amor em suas várias formas.
O amor a si.
O amor a Deus.
O amor ao próximo.
O amor ao outro amor.

Cada tipo de amor nos eleva.
Cada tipo de amor nos completa.
Cada tipo de amor nos transforma
em poços de felicidade, a distribuir
sorrisos e alegria pelo universo.

Um que ama.
Um que vive o amor.
Um que se encontra
neste estado de plenitude.
Leva luz e amor a milhares.

O amor é tamanha energia
que contagia feito vírus e se espalha
nos corações que se abrem ao contágio.

E nas suas diversas facetas, formas,
jeitos, e maneiras de se manifestar
é sempre Divino...

A maior herança deixada por
Deus, em cada alma, com certeza é
a capacidade de amar e de se deixar amar.

Amor não é doença, é sim, a cura
para todas as enfermidades humanas!

By Adalmir Oliveira Campos






Filhos da inveja


Engraçado, me desculpem o desabafo.
Ninguém paga minhas contas.

Já estive à beira da ruína,
E somente Deus me levantou.

Por que querem agora me julgar?
Por que querem agora me controlar?
Por que, cargas D' água tenho que me esquecer
para viver o que querem impor a mim?

Por que devo me sucumbir à inveja destes
que se sentem indefesos e pequenos
com meu sucesso e felicidade.

A incompetência em ser feliz não é minha.
Por que, deve ser eu a mudar?

Não vou voltar atrás e ser infeliz para ti alegrar.
A Luz é para todos, cabe a cada um saber lutar...
Cativar, conquistar...

Seja dinheiro,
Seja amigos,
Seja família,
Seja amor,
Seja felicidade!

Sai de retro satanás!
É só mal que tua inveja trás.

Busque cuidar da sua vida
que você com certeza ganhará
muito mais.

Ter o que eu consegui é impossível,
pois é fruto do que busquei, cativei,
lutei, amei e alcancei em Deus
e com meu suor.

Não importa o que vieres a fazer.
O que Deus me concedeu,
é meu, e de mais ninguém!

Luz e treva.
Bom e mal.

Nestes opostos só vence os do bem.
A ti, filho da inveja, ignorância e cobiça,
Fica minha oração, para que sejas feliz
e me esqueças, pois enquanto ser humano
mereces meu respeito, mais não minha aceitação...
Até quem sabe um dia tenha limpo o coração.

By Adalmir Oliveira Campos




A luz


Não sou lâmpada,
muito menos lamparina...
nem lanterna,
imagina vela?

Mas tenho uma luz dentro de
mim, que brilha tanto e aquece...

Luz está mais forte do que uma
bomba atômica, geradora de
grandes energias.

É fogo,
é calor,
é sal,
dá sabor.

Ofusca os olhos dos invejosos.
Maltrata os corações
voltados para o mal,
indicando sempre o caminho do bem,
os caminhos que convém.

Esta luz me faz ser anjo
na vida dos meus semelhantes...
Me faz ser grande, um
verdadeiro gigante diante de Deus.

Pois sempre ao brilhar,
me apaga o pecado,
me livra da morte e me faz estrela
a cintilar.

Essa luz é Jesus...
Essa luz sou eu
misturado ao Deus menino
que habita em meu coração,
em meu ser,
em meu espírito e alma...

Essa luz, muitos a tem.
Essa luz, pode ser pequena,
média ou grande.

Pode estar acesa ou apagada.

Se alimenta de fé.
Se alimenta de amor.

Essa luz na terra ameniza a dor.
Soma vitórias...
Nos deixa íntimos com o Criador...
E nos leva em sua direção...
De modo que um dia sejamos uma
só luz... um só coração.

By Adalmir Oliveira Campos

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Pós Natal




Hoje ressaca...
Canseira de noite festiva.
Canseira de noite mal dormida.

Hoje, pós Natal.
Papai Noel já deve ter
hibernado no Polo Norte.
E o que mudou?

Foram sorrisos.
Foram abraços.
Abertos de mão e
trocas de presentes.
Poses e fotos.
Que bom, também não faltou
a oração e os parabéns para Jesus.

E é pós Natal.

Os brinquedos duram mais alguns dias.
A bandeira branca também.
Mas após Natal, o que convém?

Cabe a cada coração...
Manter-se ou não no bem.
Cabe a cada coração
permanecer e instalar um
constante clima de paz e amor
que o Natal tanto inspira.

Natal tem haver com nascimento.
Dormir e acordar também.
Como cada neném que ao mundo
vem.

Então no pós Natal
cada decisão conta muito.
Cada passo em frente é decisivo.
Cada meta, cada objetivo
pode ser alcançado.

Está à porta no pós Natal
mais um ano novinho e
inteiro para encher de sonhos e viver.

Mas o clima permanente
que o Natal proporciona
só pode prosperar na vontade,
desejos, sonhos e ações de cada um.

Papai Noel se foi.
Mas o menino Jesus, que nasceu no Natal
não hiberna e não aparece somente
uma noite por ano.

Ele vive e permanece em nossos
corações sempre, desde que o aceitamos
em seu amor, e nos colocamos ao seu
dispor como Morada Santa.

Pós Natal, é Jesus.
Pós Natal é Buda...

É luz que os inspirados de Deus
Semeiam na terra como vida em ação
para que aprendamos a viver como
irmãos...

Vida que se faz no permanecer humano,
na busca do Divino, no viver em
humanidade!

Pós Natal é oportunidade de
manter viva a chama e as ações do amor.

Só estas mudam o mundo.
Só estas transformam o humano.
Só estas nos fazem humanidade feliz.

By Adalmir Oliveira Campos




quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Ser feliz é simples



Ser feliz é tão simples.

Não sei por que muitas pessoas
complicam tanto.
Muitos querem o céu e a terra.

Mais as vezes a felicidade está pertinho
dentro do coração de cada um,
e se intensifica ao compartilhar
com o outro no amor.

By Adalmir Oliveira campos

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

A vida que somos


As vezes paramos para pensar
como o tempo está passando rápido.

Dá a entender que nem temos feito
muita coisa no decorrer do ano.

Mas ao fazer uma retrospectiva a
gente percebe tantas coisas.

Viagens.
Afastamento social.
Tristezas.
Choros.
Ranger de dentes.
Momentos felizes.
Encontros e desencontros.
Brigas e reconciliações.
Amores, desamores.
Antigas, velhas e novas paixões.
Um emprego novo.
Novos amigos.
Volta ao convívio social.

E por ai vai.

São tantas coisas que não cabe escrever
numa folha de papel.

É necessário um livro de muitos e muitos capítulos.
E com direito a edição, reedição...
Um outro livro como sequência.

E assim ano após anos, sejam lentos
ou relâmpagos, vamos seguindo em frente
fazendo nossa história...

História cheia de nuances...
Dramas,
Comédias,
Tragédias,
Ficção científica,
Ação,
Terror,
Suspense,
romance e
etc. .

História que às vezes mesmo nos bastidores
e sem ibope, são de grande importância...

Pois como somos únicos e especiais,
temos um lugar especial no coração dos que amamos e
que nos amam, e em Deus.

E esse filme que fazemos ao viver...
Esse filme que somos...
Merece o Oscar de sobrevivente,
de ser vivente, de ser humano, diante
de Deus e de nossos semelhantes.

Seja, rápida ou curta...
A vida que temos é única.
E essa história vale a pena.

By Adalmir Oliveira Campos 

Aos leitores do blog



Queria poder abraçar cada amigo que fiz no decorrer de minha vida e neste ano na data de hoje.

Mas sei que todos estão na correria se aprontando para a noite que marca o nascimento de Jesus, Natal.

Mas deixo aqui o meu terno e caloroso abraço e o desejo de muita luz, paz, amor, prosperidade, dinheiro no bolso, e tudo de bom que o Menino Jesus tem para cada um de nós!

Amigos e familiares, de um modo especial, amo vocês!
A cada um de vocês que dão vida a este blog e ao meu livro Coisas do Coração fica o meu abraços e minhas orações!! Muito Obrigado!!

Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Amor é ação


Às vezes me deparo com alguns colegas, homens e mulheres
que com suas namoradas e namorados são o maior love.
Um dengo, como dizem os antigos.

É eu te amo pra cá.
É eu te amo pra lá.
Beijinhos, presentes.
Bajulação total.

Mas quando não estão juntos vivem como solteiros.
Pulam de galho em galho.
Cantam as outras e os outros na rua.
Traem sem dó.

Muitos afirmam ser comum,
por fazer parte da biologia humana.

Mas aos olhos do poeta...
Mas aos olhos do cristão...
Mas aos olhos dos homens e mulheres de bem.
Existe o respeito para com quem vive essa dupla
personalidade, mas nem sempre cabe a aceitação.

Amar não é somente palavras bonitas e bajulação.
Amar vai muito além,
o que se vê na ação.

Amar é ser o mesmo ou a mesma, estando presente ou ausente,
no respeito que o outro merece.

Palavras encantam...
Palavras emocionam...
Palavras cativam...
Palavras conquistam.

Mas são as ações que revelam o amor
e o torna duradouro, saudável e maduro.

Amar é a entrega de dois corações
na cumplicidade deste mesmo amor a dois!

Antes de cobrar palavras de eu te amo,
Busque observar se as ações correspondem aos
fatos.

Aí nascerá a certeza do amor.
Amor sem ações não é amor,
torna-se nulo e sem validade.

Não são as palavras que definem o quanto amamos uma pessoa,
nem tão pouco a bajulação.
São as nossas ações para com ela.

By Adalmir Oliveira Campos

Presente de Natal

 


Olhe nas imagens antes de ler, e veja se encontra o seu presente.

Natal, para os Cristãos nascimento de Jesus!!
Para outros uma data qualquer onde se troca presentes.
Para o sistema, oportunidade de movimentar o comércio.

Não que fazer compras e presentear não seja bom e positivo.
Eu amor presentear.
É bom ver o sorriso alegre nos olhos de quem recebe um presente.

Se você não encontrou nas imagens o seu presente
não fique triste, pois o maior presente que posso lhe dar
já está sendo preparado todos os dias pelo Senhor
através de minhas orações... 

Minhas orações são o melhor presente que tenho 
para cada um, seja amigo, parente, conhecido, desconhecido.

O pedido que faço é que cada um tenha muita saúde, 
paz, que todos os projetos de bem possam ser realizados 
e que cada um possa cumprir seus objetivos aqui nesta terra, 
como combinado diante de Deus, antes da vinda a este plano..

Penso que  o Natal está muito além dos presentes.
É festa de espera constante de Jesus,
o Deus menino que se fez homem para
nos libertar do pecado e da morte.

E assim Ele fez, e a cada Natal, vem renovar esta aliança,
esta promessa...

Natal, é Deus conosco...

Que isso não venha a ser banalizado.
Que isso não venha a ser esquecido.
Que isto seja sempre parte de nossa
cultura.
Que isto seja sempre parte do humano.

Para que assim, o próprio humano não se perca.
Banalizar o amor...
É banalizar o próprio ser humano,
nos seus diversos contextos em sociedade!!!

Desde já, um Feliz Natal!

By Adalmir Oliveira Campos

domingo, 22 de dezembro de 2013

Papai Noel


Embora tragam de forma contida, embutida
e para alguns explicita a marca Coca Cola.

Os Papais Noéis que conhecemos também,
não podemos negar, trazem grandes alegrias
para crianças, jovens e adultos.

Que a imagem do "bom velhinho", além
das promessas de presentes e bens materiais
possam levar à reflexão o verdadeiro Espírito de Natal,
que contraria as mídias, os comerciais televisivos
e de outros meios de comunicação.

Que possam inspirar a paz entre as nações.
A paz entre os irmãos.

E assim disseminar na mente das pessoas
o desejo pela paz, para que a mesma
alcance os 365 dias do ano e sempre,
promovendo uma humanidade mais
saudável e feliz.

Vai ficando aqui  o desejo de um Feliz Natal
e Um próspero 2014

By Adalmir Oliveira Campos

Reflexões sobre festivas de fim de ano


Onde vou passar o Natal?
Nossa e o Réveillon?

Tenho tanta coisa pra fazer
e não sei se vai dar tempo.

É roupa pra vestir,
são lembrancinhas para presentear.
São cartões de Natal...

Nossa!! Que loucura.

Será que o tempo espera?
Será que o tempo será suficiente?
Ainda tem os ajustes de última hora
para que tudo fique perfeito.

E o coração?
E o irmão que eu magoei?
E o irmão que passa fome?
E o irmão que não tem o que vestir?
E a corrupção que anda à solta por ai?

Sem teto, sem casa, sem morada.
Desiludidos e desacreditados
num futuro melhor.

O que é  o Natal em meio a tanta indiferença?
O que é o Natal em meio a tanta diversidade?
O que é o Natal para a humanidade?

Vejo que é tempo de refletir.
Vejo que é tempo de repartir.
Vejo que é tempo de humanizar e de
se deixar humanizar.
Vejo que é tempo para sorrir.
Vejo que é tempo de fazer o
jardim florir.

Embora tenha neve no natal.
As flores e o verde podem coexistir
com o frio branco do gelo em neve.

Sei que palavras não mudam o mundo.
Mas sei que elas levam a refletir.
Se uma pessoa só não pode mudar o mundo.
Ela pode mudar a se mesmo e fazer a sua parte
no contexto em que vive.

Ela pode se amar mais.
Ela pode amar mais ao próximo.
Ela pode perdoar mais.
Ela pode cantarolar mais.
Ela pode ajudar o outro
a conseguir um emprego e
outros a se manterem no emprego.
Ela pode colaborar não desperdiçando.
Ela, eu, nós, em pequenos gestos
de dar as mãos, de sorrir, de abraçar,
de cativar, podemos fazer Natal todos os dias,
sendo papai noel na vida dos outros e na nossa mesma.

Fazendo assim florir e despertar o jardim e o tempo
de uma vida nova a todos os povos, classes e gêneros.

By Adalmir Oliveira Campos


365 Dias de Natal


Natal sempre vem carregado de surpresas.
Alguns amam, curtem e compartilham.

Outros apenas são indiferentes.
Outros ainda ignoram a existência.


Mas queria eu, e muitos, que o Natal
fosse 365 dias por ano.

A magia, o amor, o carinho
o abraço, a partilha, o perdão, a paz
e tudo mais que esta data proporciona,
torna o novo, o médio e o velho mais feliz.

Esse é o sonho dos homens e mulheres,
e de muitos.

Natal de luz transfigurado no menino Jesus.

Humanidade recuperada,
no humano que se deixa perder...

Mas que se deixar abrir o coração,
no cuidado consigo e com o irmão,
este mundo cada vez mais
estará perto da Salvação.

By Adalmir Oliveira Campos

Coisas do coração


Coisas do coração
fazem parte do cotidiano humano...

São experiências únicas
que impactam as vidas
das pessoas de modos intensos,
festivos, emotivos, tempestuosos,
dolorosos, furtivos, dentre outros.

E assim marcam o caminhar
que levou ao que se é...

E assim marcam o caminhar
que levará ao que se será.

Pitadas de amor...
Pitadas de amizade...
Pitadas de desilusões...
Pitadas de saudades...
Pitadas de verdades...
Pitadas de inverdades,
Enfermidades e curas...
E muito mais.

Coisas do coração é tudo que nos acontece
no dia a dia, nos diferentes contextos em
que vivemos...

Coisas do coração é tudo que nos leva
ao humano e ao Divino.

Erros.
Acertos.
Descidas.
Subidas.

Coisas do coração,
são isso tudo.

Mar em fúria...
Tempestade de estrelas.

É o gozo pleno de uma vida
com certeza.

By Adalmir Oliveira Campos

Vir a ser


Penso quem nem tudo 
tem lógica nessa vida.

Assim como a própria vida,
o planeta, as estrelas, o universo e
a humanidade.

Queria eu bem entender de poesia...
Mas apenas sou um instrumento que 
Deus usa para falar de amor e 
das coisas do coração.

O bom poeta usa das palavras, 
das rimas e não rimas, 
mas só é bom quando consegue
transformar e encantar a 
se mesmo e ao outros com 
suas palavras e com suas ações. 

A mais bela poesia, como tudo na vida,
bem como o bom poeta, o artista, o 
cientista, o filosofo e o humano... 
Estão em constante processo 
de transformação, evolução e construção. 

Um verdadeiro vir a ser.

By Adalmir Oliveira Campos 

sábado, 21 de dezembro de 2013

Tranquilidade...


Tranquilidade...
Paz e amor!

Tem sabor melhor no mundo?

Copo de cerveja.
Churrasco, fumaça, carne na mesa.
Me perdoe os veganos e vegetarianos...
Nada melhor!

Principalmente ao lado do amor.

Beijos e carícias.
Música sertaneja e popular brasileira.

Mãos dadas...
olhares grudados.
Abraços!!

E a noite se vai na tranquilidade e na paz.
Que queira Deus, dure hoje e sempre mais.

Amor, bombom...
Sonho de valsa, que embala sonhos a dois.
São planos do casal...
Seguir o amor, enquanto for a vida terrena...
Bela e plena...
A dois...
No olhar...
Nas mãos dadas...
No caminhar.

Prata nos dedos já não dá mais.
Ouro marca esse amor.


Que quer sempre mais e mais.

By Adalmir Oliveira Campos

Vida plena no amor


Sabe amor.
Não sei se o que sinto por você
é recíproco ou não.

Mas isso não me deixa com  o pé atrás.
Com o passar dos anos aprendi que
amar é dar o passo sem temer.
É o que nos move adiante.

É a convivência e a
experiência que contam.

Faço a minha parte e vou
amando de verdade.
Pois não aprendi a amar pela metade,
ou ir amando e me entregando aos poucos.

Sou por inteiro.
Amo, amor intenso.

Amor que em te sobressai as qualidades...
Amor que te diminui os defeitos.
Amor que te atrai...
Amor que te torna borboleta
a querer permanecer dando frutos
no jardim.

E assim numa constante primavera
permanecer junto a mim, neste amor
que transforma.
Neste amor que transborda.
Neste amor que só por existir
nos faz felizes.

A entrega sem cobranças...
A entrega por amor...

Trás cor.
Trás vigor.
Trás felicidade e exclui
sofrimento e dor.
Trás verdade.
Trás paz.

E assim, transforma...
Feito canção, moda de viola.
Fazendo a vida ter sentido
baseada no que é de grande valor...

Que é viver a vida plenamente no amor.

By Adalmir Oliveira Campos




sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Sem você, saudade!


Sabe, meu dia sem você é sem graça!
Sei que tenho de aprender a me amar também...
E vou me amando no amar a Deus e no te amar.

A chuva cai lá fora!
Cada pingo faz um som no telhado cinzento.
Som que me lembra você ao meu lado.
Aos beijos e abraços.
Num gole de cerveja.

A noite cai...
Saudades cada vez mais.
Te quero...
A tua ausência nem o facebook satisfaz.

Já liguei a TV.
Vi sessão da tarde...
Mas nada de você.

Dia enorme fica a cada instante...
Sem teu brilho de amor,
meu precioso diamante.

E a chuva cai...
Molha tudo por ai.

O frescor desta, com a noite, chega
num vagarume e se acomoda nos
cômodos da casa, me arrepia o corpo,
a alma.
E meu corpo, todo eu, chama você
para me aquecer.

Só me resta esperar...
Com o passar das horas.
Do tic tac do relógio você vai chegar.
Te espero...
Ansiosamente te espero.
Te espero para te amar.

By Adalmir Oliveira Campos

Onde está a felicidade então?


O que é ser feliz nos dias de hoje?

Ter carro do ano?
Ter uma big casa mobiliada?
Possuir roupas de marca e da moda?
Ter o que comer do bom e do melhor?
Estar com uma conta bancária bem gorda?

Se formos na lógica do "ter".
O mundo está longe de ser de pessoas felizes.
O que muito se vê por ai, são pessoas exaustas
correndo e labutando para sanar suas dívidas
e enriquecendo governos e patrões.
Embora expressem sorrisos finitos a cada conquista,
que é adquirida com muito esforço humano.

"Ter" pode colaborar com a felicidade,
pode facilitar a mesma desde que lucros
bem compartilhados.

O que é ser feliz nos dias de hoje?

Ter alguém para amar?
Uma esposa?
Um filho?
Um trabalho?
Ter amigos?
Estar de bem consigo?
Estar realizado no trabalho?
Ser um religioso?

Se formos olhar por esta lógica do "ser"
Esta felicidade idealizada, de comercial de TV,
perceberemos que a caminhada será longa e talvez
jamais alcançada.

O que é ser feliz nos dias de hoje?
Existe uma receita para a felicidade?
De verdades inverdades que será essa tal
felicidade?

O amor...
A amizade...
A brisa suave...
Um banho de sol, um banho de mar?

Talvez esteja na beleza de um voo de borboleta.
Num arco-íris no ar.
Talvez seja uma música bem cantada...
Um beijo longo.
Um sincero abraço.
Um sussurro do vento.
Um sorriso de mãe.
A benção de um pai.
Um pouco de tudo e ainda mais
Que o dinheiro não pode comprar.

Ter e ser eis a questão.
Como conciliar isso meu irmão?

Seria perceber que no túmulo somos todos iguais,
no cálcio e branquidão dos ossos?

Onde está a felicidade então?
No ser ou não ser?
No ter ou não ter?
Eis a questão.

By Adalmir Oliveira Campos





quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Vão se os dias




Os dias passam.
As horas giram nos ponteiros do relógio.
A minha fisionomia muda a cada rodada dos ponteiros.
As rugas.
Os pés de galinha.
Os cabelos brancos.
Até a barba está ficando grisalha.

Mas mesmo assim a cada dia que passa
me sinto melhor...
Me vejo mais feliz.

Meu sorriso tem sido mais sincero.
Meus passos tem sido mais firmes.
As certezas, embora incertas, como
tudo nesta vida, são mais assertivas.

Vou assim envelhecendo...
Vou assim seguindo o curso da vida...
E mesmo assim a vida não deixa de me surpreender.

Só me resta viver, e seguir minha caminhada.
Sorrir, chorar, cantar, dançar, beijar, abraçar,
amar...

Isso tudo até enquanto em mim estiver o ar...
Sopro de vida que Deus me deu, e neste mundo me
faz respirar.

No mais... só resta agradecer e ser feliz.
Obrigado meu Deus!

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Ações...


Falar de amor é fácil.
Difícil é viver o amor.

Contar as estrelas é simples.
Difícil é abraçá-las e
mergulhar no universo.

Comum é colher uma flor.
Difícil é plantar um jardim.

Pescar um peixe é moleza
Difícil é manter limpo o rio.

Saborear o mel é tranquilo.
Difícil é conduzir uma colmeia.

Julgar o outro parece poético para alguns.
Difícil é ser o outro no enfrentamento
da sua cruz.

Negativo, positivo.
Começo e fim.
Extremos.

Cheiro doce, doce veneno.
Humano, desumano.
Céu e inferno.

Fácil,
simples,
moleza,
comum,
tranquilo...

Falar e viver.
Colher e plantar.
Pescar e limpar.
Saborear e conduzir.
Poético e enfrentamento.

Negativo, positivo.
Começo e fim.
Extremos.

Cheiro doce, doce veneno.
Humano, desumano.
Céu e inferno.

Eu, tu, eles...

Querer mudar o mundo
é um desejo,
é um impulso,
é um sonho.
Difícil é mudar a si mesmo.

By Adalmir Oliveira Campos






quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

O que me cativa em você


O que me cativa em você,
o que me fascina.
Não é a roupa que tu vestes.
Não é o branco dos teus olhos.
Nem tão pouco a beleza exterior
que todos admiram.

O que me cativa em você,
o que me fascina.
Vai além do bom dia que me dá
toda manhã.
Vai além do seu modo elegante
de se vestir.
É mais que o dinheiro pode comprar.

O que me cativa em você,
o que me fascina.
É semelhante ao brilho das estrelas.
O calor do sol.
O suave toque da brisa.
O frescor dos orvalhos da manhã.

O que me cativa em você,
o que me fascina.
É como pipoca que estoura em dia de festa,
ou sessão de cinema com os amigos.
É como seresta em noite de luar.
É como um sonho, um romance, sei lá.

O que me cativa em você,
o que me fascina.
Esta no modo meigo de olhar.
Na sinceridade do dizer "eu te amo".
Na simplicidade do coração.
Na capacidade de se emocionar.

O que mais me cativa em você,
o que me fascina.
É a capacidade de ser como criança
mesmo sendo gente grande a
caminhar.
É a entrega confiante, de que no fim,
no amor, tudo vai prosperar.
Tudo vai dar certo.

O que mais me cativa em você,
o que me fascina.
É sua capacidade de ser anjo,
mesmo sendo gente.
É a magia de ter me conquistado,
e juntos seguirmos amando,
rumo ao futuro de uma boa semente.

By Adalmir Olivera Campos

O ser humano


Ele tanto diz gostar do progresso.
Que sem querer querendo
começou a espalhar o deserto.

O mundo era todo árvore e flor.
Tinha muitos animais, pássaros nos
ninhos e muito amor.

Mas nada disto bastou aos que
progresso ensejaram.
Matas viraram descampados.
Descampados cidades.
Algumas pequenas.
Outras nem tanto.
Enormes e grandes.

Dizem eles ser progresso o que vou
narrando.
É tanto trabalho que a escravidão
acabaram semeando.
Durante  o dia labutas estressantes.
À noite, nas casinhas enfileiradas,
busca-se repouso para um outro
dia de jornada.

Poucos enriquecem.
Muitos se aprisionam no dever.
É busca da casa própria...
Dignidade no viver.
Dinheiro falta até na hora da morte.
Coitado do pobre, o que vai fazer?

E o "progresso" continua...
Buscando levar os homens
além da lua.

Pena, não sabem eles.
Nem ao menos a terra conquistaram.
Somente desbravaram,
Surraram,
Colheram e
Usurparam.
Ela desfalece no sol escaldante.

Assim, aprisionados integralmente.
Ficam os pequenos brilhantes...
Sementes dos Acasos, frutos do por vir.

Progresso, escravidão branca.
Expectativas de vida das piores...
A felicidade já parece distante e sem sentido.

Já não é mais ser.
Já não é mais simples.
Só existe no ter.
Só existe no que é chique.

E eles, tanto dizem querer e gostar do
progresso.
Que sem querer querendo,
já iniciaram a contagem regressiva para
transformar o mundo em um deserto.

By Adalmir Oliveira Campos

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Siameses


Por que me cobras amor?
Por que me cobras palavras de eu te amo?

Sabes que sou todo seu.
Sou seu de dia e de noite...
Sou seu diante do sol, da lua e das estrelas.

Se não sabes, estou intimamente ligado a você.
É uma liga que não se vê...
Mas é tamanha ligação que meu respirar me lembra você.

A cada batida do coração, sua imagem aparece em minha mente.

Você não é o ar que eu respiro, mas me faz suspirar.
Você não é o alimento que me sasseia a fome,
Mas apetece meu paladar...
Você não é água que mata a sede, mas me satisfaz
com seus beijos molhados.

Por que me cobras amor?
Por que me cobras palavras de eu te amo?

Sabes que sou todo seu.
Seja no inverno ou no verão...
Frio e calor.
Seja no outono ou primavera...
Flores e folhas.

Sou o jardim que sempre te espera...
Sou flor que anseia teu pouso de borboleta.

Leve, solto...
Te tenho sempre no pensamento...
No tempo...
No vento...
Nas ondas que vão pelo ar.

Sou seu.
És meu.
Somos um...
Siameses ligados em almas.
Sempre unidos.

Embora não fale...
Eu sinto.
Embora você esteja longe dos olhos,
ao fechá-los a vejo.
Embora não possa tocá-la a tenho na pele e no coração.
Embora não possa ouvi-la, tenho gravado em minha mente o doce som da sua voz.

Por que me cobras amor?
Por que me cobras palavras de eu te amo?

Se sou todo seu...

By Adalmir Oliveira Campos 

"Falar" e "agir"


"Falar" e "agir" devem caminhar de mãos dadas. 

Eu escrevo sobre o amor, e sei muito de amor. 

Eu escrevo sobre a dor e eu sei muito sobre a dor. 

Eu escrevo sobre a morte e sei muito da morte.

Eu escrevo um pouco de tudo, pois sei um pouco
de tudo e de tudo faço parte.

Espinhos são espinhos e rosas são rosas.

O artista nada mais expressa do que assimilou
do mundo exterior, uma forma melhorada
com o que foi agregado a partir do seu mundo interior.

By Adalmir Oliveira Campos

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Nada melhor do que amar e ser amado




Nada melhor do que amar e ser amado!!!

É saboroso e temperado ao ponto.

Sal que dá sabor, gosto e aguça sentidos.

É doce como chantili...

É como chuva de gotas de chocolate,
sobre terreiros de morangos.

Nada melhor do que amar e ser amado!!!

É como andar em nuvens de algodão doce.

É indescritível a sensação...

É melhor que pão de mel, sonhos e maria mole.

É crocante como pé de moleque...

E faz bem até para diabéticos.

Nada melhor do que amar e ser amado!!

É ser conto de fadas, num ser feliz constante,

mesmo em meio às tribulações do dia a dia.

Amor e amar tira o azedume e o amargor da vida
e faz festa todo dia!!

Nada melhor do que amar e ser amado.

By Adalmir Oliveira Campos