domingo, 27 de julho de 2014

Pombinhos enamorados


Os pombinhos se encontram uma vez por dia.
Muito pouco, aquém do que queriam.
São ainda namorados.

Eita paixão louca e desvairada.
É um grude só.
Deus queira que continue assim quando
juntarem os trapos, dois pombinhos, eternos
apaixonados.

É beijo a toda hora.
É uma liga das boas.
Assemelha-se a piche e penas, disfarçado nas
cores do amor.

São juras e juras.
Promessas sem fim...
Coitado do cupido que flechou estes assim.

A cada beijo fecham os olhos, veem estrelas e
levantam os pezinhos trêmulos de prazer.
Assim, feito beija flor a absorver o néctar da
mais bela rosa do jardim.

E os pombinhos fazem tudo juntos.
Lanche, passeio e estudos.
E quando se separam, fazem beicinho, e a saudade
logo se instala no peito.
Mas esse amor não tem jeito.

Continua nos meios de comunicação.
São curtidas, troas de fotos e compartilhamentos.

No mais, são só momentos.
E os pombinhos só se completam novamente
quando a noite chega.
O reencontro acontece e tudo recomeça em intensa
paixão.

Assim o romance continua com muito amor no
coração.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário