sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Um sonho possível


O sol já foi um sonho.
Assim como a lua e as estrelas.
Assim como tudo que existe, inclusive
eu, inclusive você.

O mundo, o espaço, as galáxias, o cosmos
e tudo que nos é conhecido e desconhecido.
Um sonho magnífico e perfeito!

Um sonho de um Deus que nos ama.
Um sonho de um Deus que sempre quer
o melhor pra nós.

Um sonho não terminado, onde nos foi dado
a capacidade de completar, de ampliar, de
fazer sempre mais e melhor, um verdadeiro
leque de oportunidades.

Um sonho possível...

Não deixemos que os mesmos virem pesadelos,
motivos de tropeços, diante do que as ideologias
mundanas, desumanas, irreais e irracionais
nos impõem através do que fantasiam ser
para nós o melhor.

O que é melhor não destrói, constrói apenas.
Simples assim, como dois e dois são quatro.

Sou a favor de evolução, mas quando esta
visa uma involução futura e até extinção de
tudo o que é bom e belo, inclusive de nós
humanos, fico com, não somente um pé atrás,
mas os dois.

A magnitude do sonho sonhado por Deus,
é a completude possível e magnífica de
uma ligação transcendental que leva terra
a virar céu, e céu a virar terra, onde a realidade
e sonho, são possíveis, e os jardins se tornam
um, onde criador e criatura, Pai e Filho, sejam
comunhão.

Contrário de "tudo" que este mundo efêmero
tem nos oferecido como pão, como sal, como
tempero de vida, que sempre favorece minorias
em detrimento das maiorias.

Já não bastam promessas vãs.
É preciso mais amor.
É preciso mais ação.
É preciso menos demagogia, menos balelas,
menos quimeras, menos políticas do "tudo pra
mim e se foda os outros".

Já é hora do felizes para sempre.
O gigante tem que ir além de breves despertares,
e adormeceres, deve viver de modo intenso, como
super heróis que não dormem, não se alimentam
e sempre estão de baterias carregadas.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Vontades climatizadas


Que vontades trás o frio?
Com certeza, cobertas quentes e secas.
Um banho gostoso e fumacento.
Um rolar a dois debaixo do edredom.

Que mais, quero saber?
Trás apetite pra valer, de uma sopa quente,
feijoada, pão de queijo e bolinhos de chuva.
Mas fazer amor, cabe bem como uma luva.

Com certeza frio e chuva são uma bela
união, mas bela ela se torna no beija a beija
que dois corpos sempre enrola.

O tempo é escuro lá fora, o vento chega
a zunir, mas aqui dentro do coração,
o amor se faz em cochichos, sussurros
bons de se ouvir.

Este frio não amola, nem isola, atrai dois
corpos com certeza, e o fogo se faz na
fricção do amor que vem de sobremesa.

No espelho, bolhas d'água.
Embaçamento total...
Água quente revigora, e o frio não demora,
vai-se embora, mas o amor supera todas
as estações.

E a chuva que tempera, apavora.
E a chuva que tempera molha.
E a chuva que tempera, embala outras
estações, inverno, outono, primavera
e o coração.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Rapidinhas, amor e sexo


Sexo quente, envolvente, excitação.
Rapidinhas também é bão.
Um beijo, dois e outros mais.

Mãos que se cruzam, se entrelação
e seguem massageando a pele macia
e sedosa, às vezes, uma espinha,
que mal tem? Ninguém é perfeito.

Mas quase sempre, logo de manhãzinha
tudo começa com um beijo...
A noite corpos se buscam feito imãs,
respiração entre rimas, se aquecem
e se envolvem e se desejam.

Sexo não é somente penetração e
entra e sai, é um pouco além, tem
romance e o tal do cativar, é feito
um jardim que se cuida e depois
vem nele repousar.

Muitos chamam de amor,
fazer amor!

Superação de espinhos, arrancamento
de folhas e espetalar de flores, mas é
no amor que o verdadeiro perfume se dá.
E as ervas daninhas não encontram
espaço nos braços de quem se entrega
ao ato de amar.

Tudo é escola, é conhecimento, é
aprendizagem, e é na prática, no aninhamento,
no alinhamento, no encantamento, na
entrega que se une, fusão de corpos, sexo,
amor, uma  só carne.

E a beleza está em tudo, como diz a música,
"extravasa", transcende e evolui.
E o sexo já não é só sexo.
E o amor já não é só amor.
É inexplicação, (não explicação), não
explicável, mas sentível,  (que se sente)
com a alma e o coração.

By Adalmir Oliveira Campos​
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Surpresas que a vida reserva


A vida reserva surpresas!
Muitas delas, eu diria, a maioria
são de efeitos benéficos.

Muitos não percebem, pois o foco
está nas coisas contrárias que a
vida também reserva, e assim, dá
mais poder para que esta prospere
e subtraia os momentos de felicidade.

Até mesmo os mais maduros e sábios
caem às vezes... se deprimem, e perdem
a visão do belo, e se perdem sem fé,
e muitas vezes sem esperanças,
morrem mesmo estando vivos.

Mas esta última, é como fênix, é a última
que se encerra, mas é a primeira que ressuscita
quando há uma centelha de querer viver
novamente, uma ânsia pelo sopro Divino
que sempre faz novas todas as coisas.

Deus não está neutro, trabalha silenciosamente
em nossos corações, remenda os estragos
e nos auxilia a ficar de pé, e a retornarmos à
vida. Mas sempre é preciso um querer pessoal,
um passo por vez rumo ao que se almeja,
uma vida não se faz somente com um sonho,
muito menos em um dia somente...

A vida é feita de sonhos que se nutrem,
que se realizam e que geram outros sonhos
que seguem o mesmo ciclo, e amadurecem
com o passar dos dias no caminhar diário,
no fazer história, no viver um dia por vez,mas
sem jamais deixar de dar passos diários
rumo ao que se quer, ou rumo ao onde se
pretende chegar.

No fim, novos começos, mesmo que o brilhar
seja junto às estrelas ou quem sabe ainda
em outras dimensões nos braços do Pai.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Um dia de descanso


Um dia de descanso para uma vida escrava.
Um dia de descanso antes que a vida se vá.

Um dia de descanso para o pobre que de si
tudo dá, enriquece governos e empresários,
os únicos que parecem viver o céu na terra
no quesito "o que o dinheiro pode comprar".

Um dia de descanso, não param de clamar!

Um dia sem dor, um dia sem miséria, um
dia sem ansiedade e medo de não conseguir
suster a família que cresce, a família que
espera sempre pelo retorno noturno...

A senzala se pinta de nomes novos, são
construções homogêneas em bairros distantes
e os navios negreiros guiados por motoristas
e cobradores levam também os
brancos, negros pela pobreza a qual lhes foi
imposta, e pagam ainda altos preços aumentando
ainda mais o sentido desta escravidão.

A falsa liberdade vem a cada dia, mais tardia,
com salários de aposentadoria que não cobrem
nem os medicamentos, quiçá um sustento digno,
e a isso chamam democracia.

A cor da pele, atualmente, se encontra no dinheiro.
A cor da pele divide-se entre empregadores
e empregados, entre governantes e governados,
e se alastra feito cobreiro que cobre a pele, e a
escravidão só aumenta, com suspiros de falsa
liberdade, num mundo mais "moderno", "globalizado",
"tecnologizado".

E as distancias só aumentam.
A cegueira só aumenta.
E o conhecimento, meras repetições que somente
reforçam as prisões dos que menos possuem, dos
que menos recebem, e dos que mais batalham para
manter essa pirâmide quadrada de pé.

E nem a fé escapa!
Virou comércio, objeto de desejo para os que buscam
liberdade, dos que buscam a paz, dos que buscam a Deus,
e muitas vezes não passam de casas de lobos, guiados
por lobos, feita e vestidas de cordeiros, os quais visam
enriquecimento ilícito nas costas dos inocentes.

E nesta bola de neve crescente, até Deus perde
o sentido na mente dos enganados, dos ludibriados,
dos sofridos que já sem esperança e que sem fé,
se sentem mais solitários, infelizes, ansiosos
e culpados, verdadeiros mortos vivos à espera
da verdadeira morte, a qual muitas vezes soa
como um fim para todo mal, um fim ou ainda
a verdadeira liberdade.

Um dia de descanso.

By Adalmir Oliveira Campos​
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmirolivieracampos.blogspot.com.br

Superar tribulações


É tribulosa a vida.
Não é fácil permanecer de pé.
Menos fácil ainda se manter vivo.

Mas a coisa pode ficar pior, caso
perca o homem a sua fé.
Sem esperança e amor, ninguém
consegue se firmar.

Corações gelados quebram facilmente,
se derretem e se vão ralo abaixo, junto a
toda integridade humana que possa restar.

Embora tanta nebulosidade, é preciso
varrer as nuvens escuras, fazer faxinas
mentais, espirituais e do coração, num
buscar constante de positividade, de
música, cor e alegria.

Embora tanto bolor nesta vida, ela
aconteceu para ser colorida, bem
sentida, bem vivida.

É necessário revolta às vezes.
Nem tudo o que nos impõem nos faz bem.
A liberdade, a justiça, o respeito e o amor
devem sempre prevalecer.

Não são deuses os nossos líderes políticos,
religiosos e empregadores.

São seres humanos que só permanecem no
poder sob nossas escolhas e tutela...
O mundo é nosso por direito, cabe uma
distribuição justa de riquezas, de bem viver e de
liberdade.

Sonhar um mundo melhor é possível.
Tornar um mundo melhor, é mais possível
ainda. Basta boa querença, basta amor,
fraternidade, dedicação e paciência.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmirolivieracampos.blogspot.com.br