sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Escola chamada vida


Vida, escola onde se forma
quando se vai.

Embora nem todos queiram se formar,
tem que passar por esta escola e
concluir o aprendizado.

Vida é escola.
A cada dia uma nova aula.

Cada disciplina nos ensina mais sobre
nós, sobre os outros, e sobre nosso vir
a ser.

Ela nos mostra diariamente que são nossas
escolhas que determinam nosso futuro.

Estas aprendizagens nos impulsionam
cada dia mais rumo à evolução ou em raros
casos a regressão.

Não percamos tempo, curtamos a vida,
mas curtamos no amor, e nos posicionemos
diante da vida neste mesmo amor, rumo
a uma pós vida mais frutífera, com mais
sorrisos e muitas boas histórias para contar.

A vida é esta escola que não tem pressa,
e se encerra para cada um em tempos
únicos e pessoais.

Não deixemos para amanhã o que podemos
aprender hoje, amanhã pode ser tarde
para se encerrar o curso com uma nota
dez.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmirolivieracampos.blogspot.com.br

Só o amor vale a pena


Um breve momento.
Um breve sorrir.
Um piscar de olhos.
Um beijo roubado.

Tudo faz parte entre seres que
se amam, entre seres amados,
alados, avoados e cheios de
amor.

É como o pouso suave de uma
pomba que transmite paz e certa
segurança no incerto.

Um rasgo nos céus.
Uma chuva de estrelas.
Uma gota do oceano que se
desprende no ar.

Um bicada na cerveja gelada,
um beijo na pessoa amada,
uma prévia de noites de amor.

Olhos que se cruzam, mãos
que se entregam, corpos que
se unem, sexo?
Não, amor.

Entrega que vai além de corpos
animalescos no cio, uma gozada
e tchau.

Amor por si só, sem cobrar exige
duradouro tempo, entrega,
conhecimento, companheirismo,
compromisso, que mesmo sendo
tudo assim, é livre como a pomba
que voa na representação de liberdade,
de espírito e da paz.

Amor que é amor é evolução de duas
entregas, é ascensão de almas que
experienciam o céu na terra, e se
complementam em direção ao céu e
no céu, onde os voos são mais altos
e o amor mais intenso e certo de
ser eterno.

Um raio.
Um trovão.
Um coração junto a outro, dois em um.
Nuvens e flocos de algodão.
Não sei, são escritas que saem direto
do coração.

Inspiradas por Deus. Loucura...
Mas Deus também fala através da boca
de seus poetas, de seus profetas, e dos
etas.

Mas na verdade só o amor vale a pena.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos,blogspot.com.br

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Amo a vida sertaneja


Saber a dor do sertanejo é passar como
num cortejo por tudo que ele passou e
ainda encontrar forças para sorrir e
receber as pessoas com um café coado
no pano e belas histórias para contar.

O sertanejo é pedra bruta que por dentro
trás imenso valor o qual expõe
carinhosamente através do seu trabalho.

Sofre preconceitos por às vezes não saber
o b a bá, mas há os que o sabem.
E no seu saber genético, das experiências,
no campo e na vida ensinam mais do que
doutor.

Entendem de amor, de ganhas e perdas,
de saber separar o joio do trigo, o que
mata e  o que trás a vida.

Pena os sertanejos estarem em extinção.
Abandonado fogões à lenha pela
industria das cidades grandes,
esquecendo que são os homens e
mulheres do campo que promovem a
vida pra todo canto, até para aqueles
que moram lá nas cidades.

As máquinas tomam o seu lugar, mas
o sertanejo tem raízes, não é toco à
deriva nas ondas do mar... Mesmo
em extinção, há muitos que se dão
valor e não aluem o pé do lugar.

Tocam viola, faz ela cantá.
Falam trem e ocê, cumadi, cumpadi,
e vivem as festas e as tradições,
com santinhos no altar e o tercinhos
nas mãos.

Mechem com moça bonita, as enche
de presentes e fitas, e arrasta pra
dançá. Vida melhor do que a de
sertanejo com certeza não há.

Talvez a discriminação seja a dor de
cotovelo daqueles que não trazem na
alma o cheiro do curral, o frescor da
chuva no quintal, o cantar do passarinhos
que acordam com o galo espantando
galinhas pro terreiro, fora dos ninhos,
bem como o sabor da massa gostosa
antes do ponto do queijo, e do tradicional
bolinho de chuva, os biscoitos de
polvilho, doces e pães de queijo, indo
além das comilanças, no trotar do cavalo
no apartear do gado, das cavalgadas
sob a lua cheia pra casa da namorada,
amor que estonteia.

Fogueiras de São João, pipoca e quentão...
É bom que saibam que é ser sertanejo
que é bom.

Na cidade todos vivem conectados
nesses tal de celular, computador
e Smartphones (etc) e o contato com o
outro a cada dia mais restrito, mesmo
na mesma sala ou cozinha, se comunicam
pelos aparelhinhos como que por telepatia.

Com certeza não há o que invejar.
Há muito por fazer e com  o que ocupar
a mente, além de passar o dia a teclar,
curtir, compartilhar fotos e blá blá blá.

Sertanejo acorda cedo, às vezes come
um mexidão do que sobrou do dia anterior,
vai pra roça e trabalha na arte em que é
doutor, e quando sobra tempo, dedica
aos seus, depositando muito amor.

Pode até da uma zoiadinha na internet,
pois caipira também evolui, mas as raízes,
a essência sempre falam mais alto.

Não são tão cabeça dura como dizem,
são sábios e muito entendem do coração,
evitam assim o que faz mal às emoções,
principalmente em relação aos outros
sertanejos e humanos, seus irmãos.

Vida de sertanejo é difícil, dependem
de chuva, de sol e de ventos, sem falar
das boas condições do mercado para
que possam ter uns lucrinhos e continuar
a alimentar o mundo, pois está é sua sina,
mas merecem toda valorização do mundo.

Nem sempre andam como Cowboys.
Calçam tênis e chinelas, usam bonés
e chapéus de palhas, não são nenhum
homem das cavernas, tem muitos que
possuem carro de boi por tradição,
carroça por prazer e camionetas
por ostentação.

Mas geralmente possuem a alma simples
como a de um pastor a conduzir as ovelhas
e  o que importa realmente é o amor em
ação que vai além da lua cheia.

Sempre tem um lugar a mais na mesa,
se chega alguém inesperado põem água
no feijão, vão no quintal e fazem festa,
é frango caipira, mandioquinha branquinha,
verduras fresquinhas e tudo vira fartura,
coisa que na cidade se encontra apenas
nos supermercados, açougues e sacolões.

Roça é bão demais, ser sertanejo melhor
ainda, pena que nem todos reconhecem
seu valor, mandam os filhos pra cidade
para virarem doutor, ao invés de
incentivá-los aos estudos que possibilitem
o sucesso mas na terra que lhes possibilita
a vida e o diploma a ser adquirido, dando
continuidade ao que deve sempre existir.

Ser Caipira está na genética não tem jeito.
Mesmo sendo doutor, vai querer usar botina,
vai falar ocê, vai gostar de cavalo, vai
querer sentir o cheiro de mato, nadar nos rios,
se colocar debaixo de cachoeiras, viver
a plenitude que só trás a vida sertaneja.
e etcetara, vida sertaneja não cabe em uma
página só, quem deras num poema.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br






quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Destino, faça o seu


Será verdade que tudo está traçado nas linhas das mãos,
um destino certo em cada tempo e ocasião, do nascimento
até o fim, será mesmo assim?

Destinos que se cruzam por determinismo sem nada
poder fazer para mudar, tipo assim, "pau que nasce
torto nunca se endireita".

Todas as ocasiões cronometradas sabe-se se lá por
quem.

Não pode uma ação, seja qual for, não estar já escrita
e traçada?

Será possível, caso assim seja, "ludibriar" este sistema
injetando ações que alterem a trama e o desenho das
linhas das mãos se refaça?

Sem falar daqueles que não possuem as mãos, estariam
os manuscritos impregnados na alma?

É certo que por vontade e esforço tentamos mudar
certas coisas em nossas vidas e raramente conseguimos.
Talvez seja por ter que ser assim mesmo e não do modo
que queríamos, ou quem sabe os esforços e vontades
estavam mal direcionados e por vezes repetidas causou
os mesmos efeitos.

Elementar diriam alguns.
Elementar.
Acredita-se no que quiserem, é direito de cada um no
poço de suas verdades.

Acredito que viemos para "algo" especial, seja para
marcar a vida de uma pessoa ou a vida de milhares
delas, embora nada esteja definido.
Tudo caminha rumo a uma evolução, onde cada passo
dado nos leva adiante mesmo que inconscientes dos
propósitos da existência de cada um.

O fim não justifica os meios.
São as ações que sequenciam o fim, o qual, feliz
ou infeliz, os maiores responsáveis somos nós e
cada um.

Sem essa de que pau que nasce torto morre torto.
Para que existem as marcenarias e os Marceneiros?
O maior dos marceneiros esta dentro de cada um.
Bom saber e colocá-lo a serviço.

Estando ou não estando escrito, tudo pode se endireitar,
até mesmo o que parece impossível.
E se não foi, fazer o que, paciência, apenas não
era para ser, nem tudo no universo e no nosso
universo, cabe em nosso entendimento.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Sonhos ao teu lado


Sempre sonho compondo uma canção, e você
sempre está neste sonho cheio de emoções.

É um show à parte, trás risos, sensação de paz
e felicidade. Verdadeiro filme de Hollywood.

A música sempre tem um ritmo bom, alegre e
contagiante, e seu sorriso, brilho diamante.

Ao acordar, nenhuma letra escrevo, pois tudo
esqueço, e de você não me perco, pois sempre
acordo com o brilho do teu olhar, os quais me
encantam com um suave bom dia.

A música que soa, segue ritmadas batidas do
coração, amor, êxtase, explosões atômicas.

Pura glicerina, detona, volta à tona, recompõe
e bota pra amar, e toda a noite é com você e
nossa canção que eu volto a sonhar.

A cada anoitecer, a canção se faz mais bela
nesta linda história de amar.

Não importa se lua cheia ou lua nova.
O que conta é  o sonho que vivemos na
maioria das vezes acordados.

Beijos e beijos, lado a lado.
Objeto do desejo, desejo mais amado.

Surtado vejo unicórnios, gnomos e fadas,
e a mágica que peço é a de viver para sempre
ao teu lado.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Viver, canção de amor


É amor, é telepatia...
Eu e você nesta conexão.
Soa tão belo, uma canção.
Canção de amor.

Foi em dois olhares.
Os meus e os teus ao se
cruzar.

Nem o céu, nem as estrelas,
tão pouco o mar, viram algo
tão belo assim, de se admirar.

Um brilho novo, constelação.
Realmente, canção de amor.

Intenso, tenso, majestoso.
Desestrutura, reestrutura e o
brilho só é menor do que o
brilho do Criador.
Com certeza, canção de amor.

Aplaca as dores, seca as lágrimas
e detona o dissabor. E o mundo
que se apresenta é algo novo,
verdadeira canção de amor.

É bom de ver e de sentir.
Um breve e longo sorrir.
Iluminuras que a ausência de
trevas trás.
E é o amor para a vida que eu
quero mais, ao ritmo contagiante
de uma canção de amor.

Ausente este amor, somente dor.
Esta história eu já senti.
Esta história eu já vivi.
Esta história já se foi.
O que realmente preciso é viver
canção de amor.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br 

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Cara de sorte


Sou cara de sorte, sou.
Conheci você, meu 
coração se abriu.

Sou cara de sorte, sou.
Foi com você, que eu
descobri o que é amor.

Sou cara de sorte, sou.
Foi com você, que minha 
história começou bem 
no final feliz.

Sou cara de sorte, sou.

Talvez seja culpa das estrelas,
num alinhamento singular,
fazendo assim surgir esta 
história de amar.

Sou cara de sorte, sou.
Talvez seja culpa das
estrelas.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Ilhas que se cruzam


Minha história começou bem antes  de ti.
Mas confesso, foi com você que descobri
muito de mim.

Sempre fui uma ilha isolada no pacífico
e você ao me descobrir me deu ao mundo
conhecer.

Bem assim que me descobri amando você.

O agora e para sempre, enquanto dure,
enquanto durar, esta história será de amor, 
sempre de amar.

Vai muito além do céu, vai muito além do
mar. Verdadeiro conto de fadas, e você
já  sabe o final.

Com certeza esta história e visceral, dividiu-se
em dois, no antes e no depois, e no momento
nós dois, amor sem igual.

Amor por ti.
Amor por mim.
Amor por nós.

Somos nós, não estes nós que atam e desatam,
e sim este nós que nos une e ninguém separa.

E o mundo e seus mistérios, uma aventura a
mais para um constante destaque, em cartaz,
agora, sempre e além, mais e mais.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Finito e fim


Não sei por que você se foi.
Fiquei a sofrer.

Foi tanto amor.
Eu e você.
Um sonho a dois.

O infinito cabia dentro de
nossos corações.

Uma história, um romance
sem igual, pra não dizer
sobrenatural...

E eu me encanto e choro
com a lembrança do teu
sorriso, e me pergunto,
o que foi que fiz pra ti
afastar assim de mim?

Penso não haver culpados
quando o amor acaba.

A tristeza vem assim...

Só não sofreria corações
de ferro, por uma história
que se encerra, finito e fim.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br


sábado, 25 de outubro de 2014

Abaixo às políticas do lobo mal


Não sei até que ponto pode-se considerar que a voz do povo é a voz de Deus.
Deus é onisciente, onipresente e sabe tudo o que ocorre, e não compactua com
o que aprisiona, com o que corrompe, é o que entendo enquanto leigo.

Sua existência não é  como a de uma fada madrinha a nos satisfazer desejos,
nem uma fábrica desta.  

É triste esta história onde O colocam em tudo, e a Ele e ao povo sempre
recaí a culpa, na maioria das Vezes N'Ele.

Dizem que nem uma folha cai de uma árvore sem a vontade deste, mas até
que ponto devo crer que isto é uma verdade.

Não criou Ele a tudo a milhares de anos atrás e nos deu aos homens e mulheres
feitos à sua imagem e semelhança o comando para que cuidemos de tudo com base na justiça e no amor?

Portanto não acredito que todas as lideranças estão no "poder" cuja finalidade
por vontade de Deus, por uma maioria de votos muitas vezes inconsciente e
realizados por pessoas enganadas e ludibriadas por mídias e candidatos (quando se trata de política), religiosos, verdadeiros lobos vestido em peles de cordeiro.

O próprio Deus em sua estada na terra pediu-nos para orar e vigiar, e para termos cuidado com os falsos profetas, e quem são os profetas a não ser este que nos representam?

A voz do povo é a voz do povo.
A voz de Deus é a voz de Deus.
Não confundamos as coisas.
Tomemos as rédeas de nossas vidas e não temamos as consequências de nossas
escolhas e caso sejam negativas não joguemos a culpa em Deus, com ose este nos manipulasse à escolha de nossos líderes.

Que seja feita a vontade de Deus sim, e sempre.
Mas que a vontade dos homens sejam repensadas antes de serem realizadas, de
modo que a consciência seja o norte.

Abaixo a estas mídias, ao comércio truculento, às empresas patrocinadoras destes
que buscam através da conquista do voto nos representar à custa de mentiras,
engodo político e demagogias surreais.

O povo precisa realmente de alguém que os represente e com qualidade, que vistam a camisa destes e não a dos interesses que circundam seus próprios umbigos.

Representar e estar no poder, democraticamente falando não é falar e fazer pelo povo que representam e sim ouvir a este povo, buscar serem sabedores de suas
reais necessidades e buscar atendê-las à medida que possível, não economizando esforços para tal.

Que democracia é está que dizem, fazem, mandam e desmandam na maioria das
vezes sem  o conhecimento do povo? Dizem da transparência do que realizam, mas a escuridão é tanta que não se percebe um palmo à frente do nariz do que
tem sido feito em prol do povo, que ocupado tentando manter este sistema capitalista ativo bem como as engrenagens do comércio e indústria interno e externo funcionando que não possuem tempo para fiscalizar, ficando aos "detentores do poder" a fazer tudo por eles e sem eles, quando a verdadeira política democrática é fazer tudo por eles e com eles.

Antes um socialismo mais liberal do que uma democracia injusta como esta que
nos tem sido imposta. Apesar de a democracia ser linda no papel. Pena não ser linda na prática.

O povo quer mais.
O povo precisa de mais.
Não podem ser para sempre uma criança à espera do caçador que a liberte do 
lobo mal. Os caçadores tem sido escolhidos de quatro em quatro anos e parecem
representar apenas o lobo mal, aliando-se a ele num fazer político fajuto que apenas atrasa o viver digno, pleno e feliz, no atendimento das reais necessidades do povo.

Direita e esquerda não devem viver esta eterna guerra entre si.
Que pouca vergonha.
É este o seu objetivo, estar no poder e usufruir deste a seu bel prazer em revesamentos de quatro em quatro anos?

Não seria o ideal juntarem-se em prol do povo a quem representam e criar
políticas públicas que os atendam em suas reais necessidades?

É preciso desmistificar esta figura heroica e de poder dos políticos e demais representantes do povo, este são apenas humanos como nós, momentaneamente
no "poder" para nos atender as necessidades, visto que não é possível todos falarem e serem ouvidos de uma vez.

No caso dos eleitos pelo povo, estes são apenas funcionários públicos que estão
postos lá a servir ao povo e não o contrário.

Acorda Brasil.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Eita Minas Gerais, aqui canta o sabiá!


Onde canta o passarinho?
Onde canta o sabiá?
É lá nas matas de Minas, que iguais,
outras não há.

É belo cantar que encanta, faz bem
pra alma e tudo é brahma.

Quando chove então, vai-se a
sequidão e as nascentes voltam
a brotar.

Nas matas tudo fica lindo e mais
belo o cantar.

O capim volta à vida, e as árvores
secas e queimadas, aos poucos vão
se renovando e soltando novos brotos.

E o ipê surge encantando majestoso.
É amarelo, é branco e é roxo, e tudo
combina com o sabiá e seu cantar e
encantar.

Mas sabe  o que compensa?
É o namoro nas noites de luar.

É lá na pracinha cuja fonte luminosa
dá seu espetáculo ao som de modinhas
antigas , ou quem sabe lá na roça,
cujo beijo mais distante se encurta
no trotar dos cavalos e andar das carroças.

Ainda há paz em alguns lugares e certa
segurança. Mas já foi melhor, um viver
mais rústico e caipira onde soava mais
forte o bom dia, e o galo era o despertador.

Mas não é de dor que se trata esta ode,
e sim da nossa Gerais, que se bem cuidada,
bem amada entrará para a lista dos imortais.

E é a este povo sertanejo, povo mineiro,
de Minas Gerais, que o maestro sabiá
entoa seus hinos e promove alegre
caminhar.

À frente e avante é a mensagem, numa
evolução sustentável onde a vida que é
mais importante seja então preservada.

Que o cantar do sabiá possa ser ouvido
constantemente pois deste é impossível
enjoar.

E que a vida siga em frente como o rio
em busca do mar, e que as pessoas sigam
contentes e sabedoras desta arte sertaneja
que muito entende de amar.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

O pó e a nudez nos iguala


O dia passa...
Segue rápido como os dias
rotineiros tem sido.

São tantas cousas, tantos
compromissos, que há horas
que sentimos até falta de ar
por ter esquecido de respirar.

E sempre sugam mais e mais
da gente.
Os "donos do poder" nunca estão
satisfeitos  e sempre querem mais.

E quem paga o pato, somos nós
simples mortais, que não tivemos
a sorte de nascer em berço de ouro
tipo família de coronéis.

Tantos tem tanto.
Tantos nada tem.
É difícil entender onde está a
democracia, justiça e distribuição
de renda nesta história.

E todo dia a mesma história.
Não que eu esteja reclamando, até
gosto de trabalhar.

Mas tem horas que nós pobres
filhos da... gostaríamos de viver
e respirar o ar que os boas vidas
vivem, ou ao menos ter um pouco
mais de magia na vida, como ter
um pouco além do básico
para viver.

Ser pobre todo dia não é fácil,
na verdade é bem difícil.
Dizem que nascemos pra trabalhar,
que esta é a nossa sina, esta é a
nossa dignificação e sentido
existencial...

Mas tudo isso me cheira muito mal.
Não somos todos humanos e não
nascemos todos nus, sem um vintém
e para a terra não tornamos ao pó
do mesmo modo, exceto aqueles
que seguem em pompas, mas
apodrecem e não há nenhum vintém que
os livre de um fim igual. A nudez e a terra
 nos iguala.

Viver deve ser meio assim, um por
todos e todos por um, sem meios
termos, um povo rico é um povo
feliz, uma minoria rica, o oposto
é um povo infeliz que vive em desgosto.

E que sentido tem esse viver, sem
realmente viver?

Passar pela vida não tem graça,
o jeito mais gostoso e ir devagarinho
podendo curtir, sorrir, abraçar, sonhar,
realizar, amar, cantar, e etc.

Por que somente os ricos tem estes
privilégios, e os pobres o sacrifício?
Que sacrilégio.

É somente justiça o que eu peço...
o resto, é resto.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos@hotmail.com
adalmiroliveiracampos@gmail.com

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Dicas para quem alfabetiza, ou pretende alfabetizar


    Os não entendidos sobre o ato de educar, dito leigos, pensam que ser professor alfabetizador é muito fácil, onde somente se brinca com as crianças, as leva ao sanitário, para o lanche, para tomar água, e se tudo for feito em tempo hábil está ótimo e de bom tamanho. Porém, não é tão simples assim, vai muito além do que pode fazer qualquer cuidador de crianças, tarefa que exige disciplina, comprometimento, entrega e muito estudo, sendo este  o perfil de um bom alfabetizador, aquele, que vai muito além do B+A = BA.
    Alfabetizar é a "fundação/ base da educação" e caso não seja bem trabalhada e desenvolvida, poderá gerar "lacunas", "defasagens" que posteriormente implicarão na má formação educacional, ou seja, a "construção" seguirá com "falhas", podendo as crianças, adolescentes, jovens e adultos terem certas dificuldades à medida que o ensino vai se graduando, e é aumentado o grau de dificuldade.
    O mundo de hoje é muito dinâmico, audiovisual e multissensorial, são milhares de informações enviadas e captadas no decorrer do dia. Caso o alfabetizando chegue na sala de aula e se depare com métodos muito tradicionais, é bem provável que "captar", compreender e assimilar o conteúdo proposto será bem difícil, e um tanto monótono não importando a idade, o que impede ou dificulta a aprendizagem.
    O professor alfabetizador deve usar constantemente da criatividade buscando desenvolver atividades que prendam a atenção dos alfabetizando de modo que participem ativamente das aulas propostas e venham se desenvolver na aprendizagem. É preciso que o professor alfabetizador associe sempre fatos às imagens, aos sons, à escrita e à realidade, mediante os conhecimentos e experiências dos alfabetizando, levando-os à compreensão dos conteúdos abordados e seus usos na vida prática ou seja, no dia a dia.
    Há momentos para aulas expositivas, há momentos para brincadeiras, bem como há momentos para diversificar a prática pedagógica, tornando-a mais atrativa aos alfabetizando, mas não há momentos para rotinas que não levam à aprendizagem real e atendimentos às necessidades também reais de cada alfabetizando.
    Os conteúdos e ou conhecimentos a serem abordados e repassados aos alfabetizando devem estar sempre associados à prática ou seja, direcionadas às vivências, por isso, use e abuse de atividades extra-classe como pequenas excursões ao redor e proximidades da escola, e quando possível mais distante de acordo com as necessidades da classe. Visite supermercados, quitandas, mercadinhos, bazares, museus, posto de gasolina, bancos, praças, prefeitura, etc.
    Encenar e teatralizar situações do cotidiano, criar hábito de rodas de conversas formais e informais (diálogo), são sugestões muito bem vindas para quem quer formar cidadãos críticos e ativos a atuarem no mundo desde o presente, pois a educação não é para o passado, e nem tão pouco para o futuro, e sim, sempre para o presente, que se bem trabalhado gerará consequentemente um futuro promissor para cada alfabetizando. É preciso quebrar este estigma de que "se educa para o trabalho" ou formação profissional. A pessoa, não é a profissão que escolheu, e sim a pessoa que se formou durante o processo em que foi educada pela família, escola e sociedade, até se tornar a "pessoa profissional", que fora do trabalho vive outros papéis sociais para os quais a família e a escola devem preparar bem.
    É preciso que  o professor alfabetizador tenha como ponto de partida as experiências vividas por seu alfabetizandos, o que demanda sensibilidade para "ouvir" e "dialogar" com os mesmos numa via de mão dupla, lembrando sempre que o professor alfabetizador (ou demais professores) não é (são) o (os) único (únicos) detentor (detentores) de saberes. Há saberes e saberes, e enquanto mediador, o professor alfabetizador deverá nortear a prática pedagógica de modo que haja participação ativa dos alfabetizandos no processo ensino aprendizagem, demandando maior independência aos mesmos, de modo que possam ir além do proposto, com suas próprias ações e busca numa verdadeira aprendizagem, sustentável e continuada.
    Trabalho com rótulos, embalagens, fantoches, bulas de remédios, receitas da vovó, música, poesia, jardinagem, hortaliça, brincar de casinha, brincar de escolinha, dentre outros que abordem também a "alfabetização matemática", são sempre úteis e nunca entram em desuso.
    Trabalhar bem a psicomotricidade com os alfabetizandos, usando o lúdico, contribui para "solidificar" as aprendizagens dentro da sala de aula. É visível os reflexos na escrita e na matemática, de um acompanhamento psicomotor mau sucedido.
    Como dito inicialmente, alfabetizar não é tarefa fácil, e se for bem feita os ganhos nas séries ou etapas posteriores e para a vida, serão de um saldo bem mais qualitativo, positivo e saudável, e quem ganha somos todos, a família, a escola, os alfabetizandos e a sociedade como o todo.

Por Adalmir Oliveira Campos (Pedagogo, poeta e escritor)

Segundo turno


Está chegando o dia das eleições,
segundo turno para presidente e
outros mais.

Muitas promessas vazias, muitos
com vozinhas de cristais.
Sobem em pedestais, usam palanque
como vassouras mágicas de bruxas
e microfones como varinhas de condão.

Não é que muitos viraram santos e
se diferenciaram de nós simples mortais?

Se intitulam acima da corrupção, de
erros, imperfeições e males terrenos.

Dizem mentiras como se fossem
verdades, e as forçam, repetem até
que o povo acredite que verídico.

É complicado!
Eita gente bandida.

Onde está a dignidade que nas ações
 "eu" não vejo?
Onde está o cumprimento das promessas
já passadas que "eu" também não vejo?

Marketing vira tinta branca a encobrir
sujeiras antes vividas, antes em cartaz.

E a justiça o que faz?
Dizem ficha limpa a quem não apraz.

Alegam bens aquéns aos reais, e o Leão
dorme, domesticado, acostumado com
as inocentes roubalheiras dos governantes.

Meu voto não merecem pois não
representam a coletividade, essa gente
sonhadora que a cada dia mais perdem
a paz.

Mas é preciso votar, diz a "lei", a justiça,
o tal TSE.

Ser bom político ninguém quer, esta
faculdade não cursaram,  o que resta?

Votar no menos amargo.
Votar no que mais fez, no que age
mais e fala menos, como diz o povo,
no menos pior.

Tarefa difícil.

As ações falam por si.
Só peço que cada um tenha dó de mim,
pois fazia séculos que pobre não vivia
como nos dias de hoje, embora não
seja o ideal, melhor.

Para não sofrer influências negativas
e abusivamente tendenciosas, desligue
a TV, principalmente nos grandes
telejornais.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Se cuidarmos viveremos mais


Hoje o tempo mudou.
Consequência da chuvinha noturna.

O cheiro no ar é de coisa molhada,
ar mais úmido, mais fácil de respirar.

O calor excessivo deu lugar à brisa
fresca que de certo modo trouxe
sossego e paz.

A chuva era esperada.
A chuva era sonhada. (e ainda é)
A chuva pediam em oração.

Ela veio, soou como canção, milagre
Divino a repor a água que faltava,
(e ainda falta em muitas regiões do
mundo) e isso é amor.

Com certeza muitos joelhos se
dobraram ao chão em agradecimento,
e acredite, alguns ingratos nem se
deram conta desta benção, com certeza
blasfemaram e reclamaram de algo
do tipo ter se molhado...

Mas só não pode cair no esquecimento.
Água é coisa rara e não se renova,
por isso é bom preservar, pois
somente assim não faltará.

Economia deve se palavra de ordem,
não importa quanto pague, pois valor
algum mata a sede e as necessidades
na escassez de água.

Há povos sofridos que já aprenderam
e nos deram (e dão) lições de vida.

Espera-se que não seja preciso sofrermos
para aprender que viver sem água,
é como o peixe viver fora do aquário,
é como viver sem o amor, é como perder
a própria vida... Vida não há sem água.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br


Milagres estão em nossas mãos


De onde vem a paz.
De uma pombinha qualquer?
Ou vem da vontade que brota do coração
do homem e da mulher?

Tantos colocam tudo nas mãos de Deus
e quando a paz não vem culpam o Mesmo.

Mas será que a paz depende tão somente Deste?

Nunca vi Deus descer na terra e se por contra
algum humano a usurpar-lhes dinheiro, bens materiais,
vidas e tal.

Milagres como a Paz estão em nossas mãos, não que
eu desmereça a Deus ou O diminua com esta afirmação.
É que Ele deve estar cheio de levar a culpa de tudo.

Deu-nos Ele o livre arbítrio.
Deus-nos Ele o conhecimento.
Deu-nos toda a condição de instalarmos o Céu na terra.

Pena que em nossa incompetência enquanto seres
humanos e responsáveis pela Criação, nos distanciamos
a cada dia mais do objetivo maior, que é instalar o Reino
de D'Ele na terra.

Os homens se perderam no passar dos séculos e milênios,
se encheram de orgulho, se encheram de cobiça, se encheram
de inveja, se encheram de egoísmo, se encheram de preconceitos,
se encheram de má querencia, se encheram de soberba,
se encheram de falsas doutrinas e pseudo religiões, e etc e tal.

E no mundo só conseguiram espalhar o mal, como vírus...
E este mal tem sido difícil de decepar, de extinguir.

O mundo não precisa ser classificado como rosa ou azul,
preto ou branco, alto ou baixo, magro ou gordo, e outros
engôdos.

É esta miscelânea criada por Deus é que conta, bem como
o respeito a ela no bem e no amor, na promoção da justiça.
Aí a paz se instala e o mundo se torna Morada Santa.

Quantos maus entendidos tem gerado as más interpretações
a cerca de Deus? Quantos maltrapilhos não tem se amontoado
mundo afora feito ovelhas desgarradas devido a falta de um amor
verdadeiro, um amor Ágape, um amor que se doa sem
exigir nada em troca?

A paz vem do Alto, mas é daqui de baixo que se estabelece
o sinal, a conexão.

O julgamento não cabe aos humanos, a não ser
o que se refere à justiça terrena. Quem de nós poderá julgar
e estabelecer céus ou infernos?

A resposta não está no julgamento, e sim nas ações em prol
do amor, em se fazer melhor a cada dia, sem querer estabelecer
com Deus esta relação escambosa, onde se "compra e define
pedaços ou lotes no céu". No mais, o bem já age por si só
e se multiplica e aos poucos um mundo vai melhorando,
são pequenos mundos bem cuidados, felizes cheios de paz
que vão instalando sem forçar, outros mundo também bem
cuidados, felizes e cheios de paz e aos poucos, o mundo se
torna Céu.

E a paz passa a reinar em cada coração e mente, numa completude
sem igual com  o Criador.

O céu já está dentro de nós, cabe a cada um fazer com que ele
se expanda e ultrapasse as barreiras corporais e se firme ao
Céu maior, num só céu, num só amor, numa eterna paz.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Adoro o som do PLIC PLOC


Há muito tempo não ouvia o Plic Ploc da chuva
no telhado.

Há muito tempo não sentia aquele cheirinho
de poeira sendo apagada.

Há muito tempo não sentia o frescor do vento
que vem junto com a chuva ou no prenúncio
desta.

Há muito tempo que não via água caindo do céu,
transbordando de nuvens carregadas e um
pouco escura.

Há muito tempo não ouvia trovoadas e relâmpagos.

O que a muitos metem medo, me causa sensação
de prazer... Pois sei que os rios estão sendo
abastecidos, que as plantas estão sendo regadas,
que as floradas da primavera não estarão
completamente perdidas, e que a esperança de
frutos e alimentos é mais certa...

Ela com certeza fez e faz muita falta.
Mas o tapetinho de SEJA BEM VINDA está sempre
estendido para ela.

Amo esse plic ploc nos telhados.
Amo os cheiros e tudo que esta trás.
Os estragos que às vezes veem junto,
jamais superam os benefícios. Portanto só resta
a agradecer, e dizer de coração:
Chuva eu amo você, vem, se vá, mas sempre retorne
no seu tempo e de acordo. Deus queira sempre
que venhas a saciar nossas necessidades.

E que o plic ploc possa ser mais constante a encher
rios, açudes, depósitos de água, etc. o suficiente.
Que esta seja a nossa oração, e que a resposta
seja sempre plic ploc.

By Adalmir Olveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Há ganhos no amor e no ódio?


Quem ganha e quem perde nas ações do amor?

Acredite, só há ganhos.
Quem perde é sempre aquele que abdica do
amor.

Amor não causa anomalias, pelo contrário, faz
verdadeiras revoluções que partem de um
coração e se expande mundo afora através
das relações.

Realmente quem perde é quem não aprendeu
o amor ou não teve experiências deste.

É dito, o amor e o ódio estão bem próximos,
lado a lado. Mas cada um é cada um. Simples
ausência de uma ou outra parte.

Se é amor, não tem como tornar-se ódio, ou
caso contrário, não teria sido amor.

Se é ódio, com certeza é possível virar amor,
pois mais forte e influente que este não há .

O amor tem a capacidade de desestruturar,
reestruturar e transformar todos os outros
sentimentos e emoções na busca do bem
comum.

Portanto não há amor doente, há pessoas
doentes que pensam amar, e para isso
manipulam, fazem chantagens, e passionais,
são até capazes de matar em nome do "amor".

Mas não duvide, não é amor, é doença da
alma que se fez forte no corpo e na mente.
A cura, somente o amor, e os ganhos também.

Já a escolha, é pessoal e intransferível.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.b

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Maledito horário de verão


É horário de verão, coisa que ninguém
deseja e é obrigada a conviver.

É um hora adiantada, que me roubaram
de você.

É uma hora que faz toda a diferença,
desestrutura o organismo e a rotina de
muita gente.

Dizem que trás economia e vale a pena,
mas levantar uma hora mais cedo atrapalha
todo o esquema.

À noite ainda é claro e difícil de dormir
Menos uma hora no relógio fica difícil de
sorrir.

Tem gente que gosta, fazer  o quê?
Para mim o último dia deste que é o
melhor, pois tenho uma hora a mais
com você.

E o amor segue em todas as estações.
Amor não se economiza e só faz bem
à toda a nação.

E a minha grande emoção é você fazer
parte no horário cuja as batidas são
marcadas pelo coração.

Haja emoção.
Verão que é verão só é bom nas energias
gastas no amor, vale banhos de cachoeiras,
pra resfriar tanto calor.

Estas jamais necessitam economia, pois
quanto mais se doa, muito mais se
multiplica.

A solução para que não falte eletricidade,
talvez esteja em construir usinas à base
de emoções.

É energia pra mais de metro, pode até
parecer sem noção, mas é certo e eu
acredito, só faz bem à vida, à coletividade
e sempre sempre ao coração.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Junção que cabe amor


Batidas aceleradas,
pulsar do coração.
É por ti minha amada,
que ele pulsa em canção.

Cada pulsar é uma oração
que solicita a sua permanência
e muita emoção.

A dois rubro amor, tesão louco
que faz bem, e a velocidade das
batidas dos corações sempre
vai além.

É cem, é mil, e o corpo todo
esquenta, só não para, se
apimenta.

É no amor que os dois tudo
suportam, tudo aguentam.

Mas não é somente tesão.
Vai além de química e
entregas corporais.

É junção onde cabe o amor
a estes simples mortais. Eterno
amor para além destas paisagens
e horizontes, ao sabor de quero
mais.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

domingo, 19 de outubro de 2014

Amor num piscar de olhos


O amor pode acontecer num piscar de olhos,
embora se fortaleça na convivência e no dia
a dia.

Torna-se mais belo, sábio e sensato com o
tempo. Mesmo nas rotinas naturais da relações,
se supera fazendo destas, novas rotinas e
assim sucessivamente.

É certo que o amor é cego e não percebe os
defeitos e imperfeições no ser amado.

E quem precisa delas se há o lado mais bonito
de cada um, o qual realmente vale a pena admirar,
observar e encher os olhos de alegria e a boca
de sorrisos?

O amor é algo sutil e doce que caminha para o
equilíbrio, para o belo e para o harmônico.
Verdadeiro promotor de histórias felizes, com
constantes recomeços também felizes.

É certo que nada é perfeito, a não ser o amor,
o qual não se encaixa nesta categoria, e o
que é  o amor senão "partículas" de Deus penetradas
nos corações humanos pelas flechas do cupido.

O amor pode acontecer num piscar de olhos,
embora se fortaleça e se torne vivo na convivência
e no seguir a dois...

E com certeza vai além.
E de certo modo atinge a coletividade e amém.

O mundo já não é tão verde, e nem tão azul.
Se faz vermelho no pulsar dos corações que
se abrem ao amor.

Amor individual.
Amor a dois, por dois, e dos dois.
Amor familiar.
Amor amigo.
Amor coletivo.

Verdadeira matemática que resulta humanidade
plenamente saudável e feliz. Pena que demora
a expansão, mas vamos que vamos e aja
coração.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.br

Que seja eterno este cativar e amar


Pele suave e branca, com sardinhas
e pequenas imperfeições...

Corpo esbelto em suaves proporções,
covinhas lindas e boas de se admirar.

Coração sincero e palpitante de alguém
que sabe o que é amar.

É assim preciosidade feito diamante,
bem precioso que eu amo amar.

Às vezes chata.
Às vezes me enraiva.
Às vezes quase em infarta.
Me passa sustos.
Me passa apuros.

Mas me surpreende no amar.

Me pega de jeito na cama e me deixa
daquele modo, feito ouriço do mar.
esquecemos do mundo e o sonho a dois
é o melhor lugar.

De volta à realidade, as coisas ficam
melhores, no modo como me olha, no teu
sorriso, no teu modo carinhoso de falar.

Me enche de mimos, e é tão bom este
cativar...
Me vejo menino a ser bajulado e no teu
colo descanso ao me entregar.

Verdadeira arte matemática de um mais
um e um eterno amar.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blospot.com.br

Escrita e leitura, eterno culturar


Para escrever basta uma caneta, uma folha
de papel e um coração!

No mais, as palavras fluem e delas se fazem
versos, poemas histórias e mais histórias
e até canções.

Não é balela nem bolhas de sabão que
estouram no ar.

Escrever é assim tão bom quanto ler, se
alimentar, fazer sexo e amar.

Por que não ter este prazer de registrar,
deixar fluir e a escrita acontecer?

É possível que ninguém leia ou compartilhe.
Mas prazer que é prazer só sente quem
pratica o ofício.

Nunca vi ninguém se sentir amado vendo
filme pornô, nem tão pouco se sentir
importante na boca de fofoqueiras do bairro.

Mas um bom livro, uma bela escrita e uma
saudável leitura fazem milagres, tipo, até
quem sabe, construção de um mundo e
pessoas melhores.

Acredite, se não está pior, é porque alguém
culturou, escreveu, leu, gostou e viu
possibilidades e deu-se assim continuidade.

O mundo é  o que é, pela cultura herdada e
trazida "geneticamente" através das linguagens
oral e escrita, que lidos, ouvidos e sentidos
se incorporaram em cada um de nós, atualizando
dados, atualizando fatos, atualizando histórias e
perpetuando a vida.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Sempre em ação

(clique na imagem para ampliar)

sábado, 18 de outubro de 2014

O mundo precisa de romantismo


Ainda bem que no mundo ainda existe o romantismo
e pessoas adeptas a este.

Convenhamos, a vida sem romance seria um pouco
sem magia e sem sabor, um verdadeiro "saco".

É preciso romance, nem que seja a exemplo de Narciso,
um amor e paixão a si mesmo.

Muito me alegra as falas de amor, as juras, os dobrares
de joelhos apaixonados no pedir em namoro, na entrega
de buquês de flores, no que vai além nos casamentos,
e outras aventuras a dois.

Romantismo é tempero no mundo, gera gentileza e amplia
a beleza e o amor.

Campeões de bilheteria, Best Sellers e outros do gênero,
não fogem a este tema, acredito que por serem uma
grande maioria as leitoras, que de senso apurado, detentoras
de conhecimento e sabedoria baseadas no amor e nas ações
que envolvem  o amor, se destacam em meio aos homens
e os superam em muitos aspectos.

Romance também é cultura.
Aborda vários temas, mas o foco é o amor. E de que mais
precisa o planeta e as pessoas para se tornarem melhores?

Pessoas bem amadas.
Pessoas bem queridas.
Pessoas assim, tem tudo para darem certo na vida.

Vale a reflexão. Se há romance, se há amor, há espaço
para a morte? Será alguém sabendo amar, ser capaz de fazer
mau e ou até levar um semelhante a óbito, ou porventura
causar-lhe danos?

Por isso afirmo, que políticos, religiosos, pessoas influentes,
formadores de opinião e nós pessoas ditas comuns, necessitamos
a cada dia, mais e mais de romance e amor na vida, no viver,
no se relacionar, e no ser.

Cabe dizer que com romance tudo vai bem, e o final é sempre
começo de outros finais mais e mais felizes.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blospot.com.br

Verso e reverso


Algumas palavras não tem avesso, e outras tem o
mesmo sentido no reverso, ou de trás para frente.

Outras nem sei o significado ou para que existem.

Mas gosto da palavra Ana, que tanto faz, da direita
para a esquerda, ou da esquerda para a direita lê-se
o mesmo nome que me lembra minha mãe que se
chama Ana.

Também gosto da palavra amor que sendo lida da
direita para a esquerda lê-se Roma, que me lembra
um lugar que gostaria de conhecer, lugar este que
dizem ter muito a haver com amor e romance...

Ana, amor, Roma.
Palavras simples e comportadas de significados
intensos (ao menos para mim) ou não, de acordo
com quem lê.

E a confusão se faz nas más interpretações, de
pontos de vistas unilaterais, dificultando muitas
vezes a comunicação. É preciso vários pontos
para tornar mais sólida uma posição, não que esta
venha a ser a mais viável, mas a melhor para o
momento.

Para um maior clareamento é necessário força
dos ventos, força que vem de dentro na busca da
verdade, a qual pode livrar o mundo da nulidade,
evitando-se assim a banalidade tanto do humano
quanto em relação ao seu habitat.

Diálogo então, dentro da ética, moral e bons
costumes, onde a palavras política, não seja
entendida como ACITÍLOP, o que não têm
significado, muito menos serventia.

Para tanto, abaixo falsidade, abaixo demagogia,
menos ainda urgias no uso do poder. Pois política,
não é um fazer solitário nem tão pouco visa o bem
pessoal, o que hoje parece comum.

Política é para todos, a "massa" é a base e
esta detém o poder (ou ao menos deveria),
portanto que seus eleitos façam por onde.
E que a maior significação seja para o bem
do povo, para o bem da nação.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Primeiro a amizade


A maior prova de ignorância é gente brigar umas com as outras
e perderem a amizade por causa de política, assim como muitos
fazem por causa do futebol.

Como no futebol, jogadores e os políticos não estão nem aí para
nossas discussões e infelizmente de todo modo eles saem ganhando
primeiramente.Os jogadores ganham milhões e os políticos também e
ficam no poder por quatro ou oito anos e depois?

A amizade é para sempre!

Na melhor das hipóteses, o voto do povo brasileiro deveria ser
nulo diante das opções que sobraram. Mas cabe a cada um analisar
e ver qual é o menos "ruim" e quem sabe um pouco mais capaz
de promover alguma mudança, o que penso ser um pouco improvável
nas atuais circunstâncias.

Mas até que surjam outras opções mais saudáveis e dignas de
nossos votos, façamos uma análise de qual melhor candidato.

Leiamos um pouco mais, verifiquemos várias fontes, pois as mídias
que se encontram aí, inclusive as maiores do Brasil, estão manipulando
em prol de um em detrimento de outro, e com certeza estas ganharão
benefícios futuros com o dinheiro do povo.

Faça a melhor escolha, mantenha suas amizades!

Manifeste sua opinião, mas não imponha,  o que pode ser bom para
você pode não ser o melhor para o outro dentro das opções dele.

Sempre cabe o respeito.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Em busca de mim

(clique na imagem para ampliar)


Por uma constelação

(Clique na imagem para ampliar)

Será castigo Divino?


Muitos pensam ser castigo.
Muitos pesam ser esquecimento do Altíssimo.
Muitos pensam ser somente culpa de governantes.
Muitos pensam em várias hipóteses.

Só não pensam nas ações de cada dia, que deixam
de fazer em prol de um viver mais sustentável.
É um consumismo desenfreado feito mosquito
e formiguinhas no melado. Usam, usufruem, se
lambuzam.

A natureza deu pequenos sinais de que algo não
ia bem, a ciência detectou  que alguns recursos
não eram renováveis e poderiam faltar, mas taparam
e ainda tapam o sol com a peneira e fingem nem ouvir.

Hoje em dia o nordeste se amplia, e a seca varre
rios gigantescos, e nas cidades falta água,
em algumas já até racionamento, e o povo, só
lamento, vivem um tormento e muitos culpam
a Deus e pedem a Ele o livramento.

Como pode Ele intervir se nos concedeu livre
arbítrio? A coisa pode ficar muito pior se o homem
e mulher não começarem a agir em prol de um
clima saudável que abunde água nos depósitos,
rios, lençóis freáticos, aquíferos e mananciais.

Menos consumismo e reeducação alimentar.
Comer para viver, e não viver para comer,
caso contrário, onde este mundo vai parar?

O que tem alimentação e consumismo a ver
com isso, muitos vão me criticar, mas para tamanho
desperdício, muitas árvores vão por terra diariamente,
e consequentemente, a resposta vem potente,
desequilíbrio deste clima, que de calor e seca,
prejudica muita gente.

Soluções são precisas, e o alerta deve ser
constante, pode ter certeza, água vale mais que
ouro e muito mais que diamante, há outras coisas
nem comparo, pois viver sem água é impossível,
nunca se ouviu que há caso raro, sem água
muita vida vai pro ralo.

Mas então o que fazer além de muita oração?

Prestar bastante atenção no que faz, e permanecer
sempre em vigília, economizando água como joia
rara que se guarda à sete chaves e mais ainda,
reunir a coletividade e buscar juntos ao meio ambiente
um viver em harmonia.

O que com certeza vai além de economia, vai além de
curto prazo, é longa a recuperação, mas se bem cuidada,
a natureza trás de volta a fartura, e as velhas emoções de
chuvas tranquilas e fartas, que apagam a poeira
espalhada pelo chão e mata a sede de todo vivente
que agradecido põe joelho em terra em oração.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Nos olhos, verdade


Nos olhos das pessoas encontramos a verdade.

É preciso aprendermos a fazer esta avaliação.
As mãos, os músculos da face, partes de nosso
corpo podem ser treinados para a arte de
interpretar e ludibriar as pessoas.

Mas os olhos, janelas da alma, acredito que não.

Estes são sinceros por natureza e sempre mostram
a verdade da pessoa que os carregam na face.

Por isso não é raro notarmos descaradamente em
certas pessoas seus níveis cênicos, tanto para a
falsidade quanto para a verdade.

Muitas vezes fica nítido que  o que falam, nem eles
próprios acreditam serem verdade, quando são
inverdades ditas como verdades.

As cobras, as aves de rapina, e até o lobo mal
usam bem de seus olhos para enganar as suas
vítimas que também podemos chamar de presas.

É preciso colírio, é preciso transplante de retina
se possível. Mas permanecermos cegos aos
olhos de nossos algozes já não dá mais, a não
ser que queiramos continuar sendo passados
para trás.

Os olhos são as janelas D'Alma...
Que possamos aprender a navegar nestes, nos
regozijando nos bons olhares, e evitar o afogamento
nos maus.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Sou desconfiado, e faço bem


Eu sempre desconfiei de pessoas que se acham o bam bam bam.
Eu sempre desconfiei de pessoas que se acham perfeitinhas.
Eu sempre desconfiei de pessoas que se dizem incorruptíveis.
Eu sempre desconfiem de pessoas que se colocam em pedestais
e se põem como melhores do que as outras.
Eu sempre desconfiei de pessoas que se dizem santas, impecáveis
extremamente honradas, e etc..

Não que eu seja a favor de pessoas com auto-estima baixa,
muito pelo contrário. Sabe por que desconfio de pessoas assim?

Simplesmente por que elas não existem.
Portanto, certas pessoas não existem para mim, quem dirá me
representarem enquanto líder seja político ou religioso.

Não que com isso eu seja a favor da corrupção, ou de que as pessoas
se achem assim, eu somente penso que elas devem ser transparentes
e livres de máscaras, principalmente se forem pessoas públicas.

Não podemos negar a nossa humanidade, a nossa pequenez
diante do Desconhecido.

Errar é humano, não que para ser humano seja preciso agir e viver
no erro e sim entender que na vida vamos de experiência em
experiência, adquirindo experiência.

Experiências resultam saldos negativos.
Experiências resultam saldos positivos.

O sábio sabe tirar de cada experiência  o que precisa para dar o
próximo passo e não nega a si mesmo as ações que  o levaram às
resultantes negativas.

O que o torna sábio é ser humilde para reconhecer as suas falhas
e se colocar na luta para superá-las e se possível superar a si
mesmo, sem que para isso necessite "desabrigar" aos outros.

Pessoas de bem vivem  o bem principalmente nas suas atitudes.
Estas falam por si, elas não precisam ficar se justificando a todo
momento.

Pessoas de bem são humildes como os sábios e se veem como
seus semelhantes e zelam pela coletividade, antes às vezes de
zelarem por si mesmos, jamais buscando se beneficiar da
simplicidade e estado de dormência de algumas pessoas por
acontecimentos sociais, políticos e religiosos.

Pessoas de bem possuem um jeito diferente de caminhar e
o brilho é conhecido no olhar.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Será o fim, ou será o começo?


Norte e sul.
Leste e oeste.
Não importa a direção nem tão
pouco a velocidade, um dia,  o que
tem de acontecer, acontece...

Para que medo e esse tal de desespero?
Quanto vale o amanhã?

A certeza única é a morte.
Mas nem por isso devemos abreviá-la.

A caminhada é  o que sempre conta, não
importando pedras, galhos, rios, pontes,
montanhas e tropeços.

Desde o berço, cada dia é um presente
que vale a pena.

Por isso, viva-o bem, que no mais será
bom também. Como será menos bom e
até pior se não aproveitar cada instante.

O mundo dá voltas e tudo passa em ciclos
e se renova.

E cada dia, uma oportunidade.

A vida é este quebra-cabeças que vamos
completando aos poucos, e aos poucos
vai tomando sentido, formando imagens,
facilitando a compreensão.

E a última peça somente marca o fim de
uma era/ciclo, que pela fé, é um felizes
para sempre, em uma outra história que
começa.

Talvez em outra dimensão, sei lá!

Mas, que o quebra-cabeças se desfaz
e recomeça é uma certeza.
O jogo nunca para.

O fim é certo, e sempre será
um novo começo.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Salto necessário


Para sempre era  o lema.
Para sempre era o tema.
Para sempre era a promessa.

Mas  oque aprecia infinito, findou,
perdeu a validade, venceu, e  oque
foi que restou?

Nos primeiros dias, depressão.
Depois choro aqui e acolá, prantos
que eu imaginava jamais acabar.

Foi dor no peito.
Punhalada no coração.
Sangria desatada.
Verdadeiro desespero.

Mas, entendi a grande máxima:
"Tudo passa".

Existem intervalos como dia e noite,
amor e ódio, lua e sol.

Me coloquei em cima do muro.
Por algum tempo ali fiquei.
Mas foi preciso  o salto.

O lado a ser escolhido definiria
dias sombrios, ou dias de luz.

Saltei...

E o para sempre começou outra
vez.

By Adalmir Oliveira campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Parabéns a você professor, a você professora!


    Em alguns países eles são considerados "reis", verdadeiros mestres, noutros nem tanto. Apesar de ser o único profissional a formar todos os demais profissionais, ainda não tem recebido da sociedade o seu devido valor, não somente financeiro, bem como reconhecimento pelo belo trabalho que realiza diariamente.
    O dia dos professores vai além de dar abraços, de dar uns cinco minutinhos de fama ao professor, é um dia que por si só vem reivindicar além de afeto, valorização profissional. É sabido que estar em uma sala de aula não é tarefa fácil, nem é para qualquer um, pois exige zelo, compromisso, responsabilidade, conhecimento, sabedoria e muita criatividade, além de paciência, empatia e muita calma diante de algumas situações.
    É o professor, segundo educador, após a família, que irá auxiliar na moldagem de caráter, senso moral, cívico e éticos, norteadores de vidas em fase de desenvolvimento. Futuros cidadãos e cidadãs a serem lideres e liderados no exercício da cidadania. 
    Diante de tamanha responsabilidade, não é muito pedir valorização e respeito sempre, sem desmerecer, é claro as demais profissões e profissionais que também tem seu papel essencial na sociedade. Uma melhor remuneração, uma carga horária que permita planejamento adequado das aulas e descanso do professor só contribui para uma educação e consequentemente uma sociedade melhores. Talvez a humanidade só não tem estado melhor, devido a falta de investimentos urgentes e necessários na pessoa dos professores e professoras e educação global.

A você professor, a nossa homenagem e o nosso muito obrigado pelo tempo, amor e carinho dedicados à educação, se o mundo tem estado bem e com esperanças de melhorias, se devem em boa parcela a cada um de vocês!

Adalmir Oliveira Campos (Pedagogo, escritor e poeta)

terça-feira, 14 de outubro de 2014

SPA do amor


A pele.
Os cabelos.
O modo de andar.
O modo de se vestir.
O modo de se comunicar.

Tudo muda num olhar,
quando o amor se instala,
quando o amor provoca silêncio
e a tudo cala, às vezes somente sussurros,
gemidos, gritinhos.

O amor é cego, é certo.
Mas tem um pouco de mãos de artista, de cirurgião plástico,
de cabeleireiro, de maquiador, de massagista.

Amar é como entrar para um SPA, é se sentir mais belo, mais altivo, mais
bem humorado, bem sorrido, bem querido, estima lá em cima, sempre com um sorriso.

E a vontade que se tem é de estar sempre neste trem de amar, de se entregar, de beijar, abraçar, e por aí vai, neste sempre sabor de quero mais.

SPA gratuito que surte maior efeito nas entregas a dois, nas ações do dia a dia, no cativar a quem também cativa, e assim formar novos sonetos, versos que vão além e terminam em poesia.

No mais somente seguir no amor e na alegria.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

No silêncio, só observando


Quem cala nem sempre consente.
Às vezes é o momento do silêncio
falar mais alto, num tom de ironia,
soltando a linha para ver até onde
vai.

Dar murro em ponta de faca é
para os tolos...

Dizem que pau é pedra, deixemos
que tirem suas próprias conclusões.

A ciência quando não está a favor
dentro da imparcialidade e totalidade
laica é por que têm algo errado, o
mesmo ocorre com o jornalismo e
as mídias.

Quem muito mira em interesses
próprios, contribui mais e mais
para o fim da humanidade, pois
esta é para e pela coletividade
e não para alguns pares de seres.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Bicho à solta


Atenção amigos patrocinenses,ao andar pelas ruas
da cidade!

É preciso muito cuidado, é onça brava à
solta, é cobra sucuri das grandes, e muito cachorro
nas ruas, é arriscado destes últimos levar uma mordida
e contrair doenças como a raiva.

Já não bastasse esse alvoroço, aparece outro bicho
que está dando o que falar, e aos poucos vai pegando
gente graúda, gente miúda, e quem mais passar.

Só que tem uma coisa, ele só pega quem corre demais,
pois é sabido que Patrocínio apesar de não ser Rio Janeiro,
também é terra quente pra mais de quarenta graus, e
de quarenta em quarenta passou também a ser a velocidade
máxima por toda a cidade, seja avenida, ou seja rua, até
nas estradinhas de terra.

E que bicho é esse que morde gente "corrida"?
É um bicho que fica preso no poste, e nas ruas logo
se anuncia, velocidade máxima permitida 40km/h.
E pra dar um pouco mais de medo, pregaram faichas
em vermelho escrito bem grande e espaçado...
CUIDADO, RADAR! a vírgula e o ponto de exclamação
é por minha conta, é pra dar mais ênfase.

Para você desavisado, morador ou visitante, fica a dica:
o bicho morde e a dor maior é no bolso.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

A fila andou


Me insinuei a noite toda.
Joguei charme.
Dei bola, dei moral.
Fingiu não ver, e até deu piscadelas
para um tal ao lado.

Cego fingi não ver.
Cego amei você.
Cego me entreguei a noite toda e me humilhei.

Me rejeitastes, disse que só a minha amizade
queria, só ela bastava. Que não sentia nada por
mim, a não ser sentimentos que se tem por um
amigo.

Engoli o choro, me fiz de forte, concordei.
Fazer  o que se o amor acabou.
Se um não quer dois não brigam.

Segui em frente, sorriso amarelo, choro contido,
a sós pranto e dor.

Passou o luto, o sol brilhou.
Novas oportunidades surgiram, me vi amado,
e você ficou para trás, bem do jeito que não se
vê pelo retrovisor do carro.

Seguiu pelo mundo, esbanjou, curtiu vida de
solteira, badalou, mas a rotina chegou, a vida ficou
sem graça, descobriu que estava em mim seu amor,
seu norte, seu rumo, seu aprumo.

Mas chegou tarde, a fila seguiu, como dizem, ela
andou, hoje vivo dois amores, e  o primeiro deles
é por mim, o segundo me enche os olhos de alegria.
Já fui, casei, pra você, pé na bunda, tchau e bom dia!

Sem você eu aprendi como ser feliz.
Por sorte ou azar o destino me guiou rumo às estrelas,
onde há lugar para todos, e hoje brilho, um brilho
mais intenso pois já não sigo sustentado por promessas,
e sim mergulhado num mar de ações, de entrega,
de amor.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br 

domingo, 12 de outubro de 2014

Por um mundo melhor, utopia?


Um bom dia, uma boa tarde e um boa noite só acontece
na proporção das expectativas e realizações das pessoas,
dentro do que se propõem à ação.
Sonhos todos tem, embora alguns sejam mais demorados
na concretização.

A caminhada é que deve ser interessante, e não somente
a meta a ser alcançada... Se fosse assim,  o que seria das
pessoas e seus sonhos quando os concluíssem?

Opções pelo viver simples, sem os atropelos transloucados
das sociedades atuais seria o modelo ideal. Mas, é impossível
viver sem ser arrastado por estas ondas, as quais sem controle
podem afogar muitas pessoas e muitos sonhos destas.

Passo a passo, palmo a palmo, tateando, um passo depois
outro e as coisas fluem, e os sonhos vão se materializando,
assim devagarinho, são menos as chances de cair com a
cara no chão.

Sonhar, mas com os pés no chão, sabedoria dos antigos,
que somente damos valor quando chegamos à idade dos
"antigos", que pena não é?.

A vida é um mundo de possibilidades, há lugar
para todos, infelizmente muitos usam de má fé e usurpam
as oportunidades de outros, no puxa puxa de tapetes, movidos
pela inveja e pela ganância, tão antinaturais em se tratando
de seres dotados de inteligência e conhecimentos comuns
e científicos.

Se a humanidade chegou ao patamar atual e persistiu em
meio ao tempo, se deve à união de forças na luta ao que
oprime e faz mal, o que muitas vezes impedem o saciar
das necessidades básicas e das necessidades reais
individuais e coletivas.

Poder e renda nas mãos de poucos denota desequilíbrios
nas economias, injustiças que devem ser sanadas com uma
distribuição de renda justa, senão por igual, pois em condições
humanas e por se tratar de seres humanos não há nenhum
melhor do que outro, por mais que os fatos contrariem este
pensamento.

Se todos somos tratados por igual, no amor, no respeito,
no trabalho, na distribuição de renda, (etc.) só tenderá à
diminuição das mazelas que assolam a humanidade.

Utopia dirá alguns, possíveis realidades dirão outros,
são pontos de vista, cuja ações promovem as realizações.
Se é por um mundo mais justo ou não, depende da escolha
de cada um. O bom seria que todos tivessem uma maioria
de dias bons na vida, cheios de plenas realizações com
verdadeiro sentimento de liberdade.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

sábado, 11 de outubro de 2014

Dia das crianças, vale a reflexão


Hoje em dia, pais, professores e adultos em geral devem estar atentos no seu modo de se posicionar no mundo, pois são observados a todo tempo pelos menores, desde a mais tenra idade, sendo as primeiras aprendizagens por imitação e repetição do que fazem os maiores. É preciso a reflexão: no ato de educar, enquanto pai, professor, adulto, tenho contribuído para a instalação da corrupção , ou tenho sido contra esta?
Quando pequenos, caso os pais e ou responsáveis legais cederem às "birras", "chantagens", pequenos delitos, estarão automaticamente reforçando que corrupção é permitido, e assim estes seguirão em frente reproduzindo o aprendizado como algo natural, vindo, quando adulto, a banalizar valores éticos e morais considerados universais, infringindo leis e direitos dos outros ao seu redor.
Pequenas práticas do bem nunca saem de moda, como ter respeito pelos mais velhos, chamar de senhor e de senhora, dar lugar para sentar aos idosos, pessoas com deficiências, gestantes e mães com crianças de colo, devolver um pertence encontrado na rua ao seu legítimo dono, respeitar uma fila seja onde for, etc.
Cabe primeiramente aos pais esta educação a qual será reforçada pela escola e consolidada no meio social. Portanto, estar aberto ao diálogo com as crianças é de fundamental importância para a geração de adultos mais "maduros" e preparados ética e moralmente para viverem em qualquer ambiente e meio social.
No mundo dos adultos a realidade é completamente diferente do mundo das crianças, adolescentes e jovens, embora se tenha admitido maior abertura e compreensão de que a partir de determinadas idades a "criança" já possui consciência dos seus atos e portanto é oportuno que arquem com as consequências dos mesmos, onde se entende, cabe a redução da maioridade penal em alguns países que assim ainda não agem.
É preciso saber tratar de cada situação com cautela sem os excessos que geram violência e traumas. Como dito anteriormente, cabe sempre o diálogo.
Criança não nasce sabendo o que pode, o que não pode,  o que é perigoso,  o que não é perigoso,  o que é errado, ou o que é certo (prefiro diz o que convém e o que não convém), e que toda ação gera uma reação, ou seja, consequência. É através do diálogo saudável, desprovido de gritarias e xingamentos que ela vai aprendendo à medida em que cresce, à medida em que ensinam, à medida que vão se tornando capazes de gerirem suas próprias vidas.
Ter "dozinha" da criança enchendo-a de mimos e fazendo tudo por elas, só gera adultos deficientes e dependentes, primeiramente dos pais, depois da escola e em seguida da sociedade de um modo geral. É possível praticar o amor, o carinho sem exageros e excessos de mimos. A criança desde pequena tem que aprender a buscar o que deseja, sem que para isso precise agir de má fé com seus semelhantes na criação de um ambiente de mentiras, desconfianças e desrespeito.
"Ensinar a pescar" é uma máxima  muito antiga, porém atual. Há vários modos de pescar, como há vários tipos de iscas a serem usadas para captura de determinados peixes, águas mais rasas, águas mais profundas, épocas ideais, etc. Caso tiver um bom professor (pai, mãe, responsável, professor, etc.) e for um bom aluno, com certeza será um bom pescador. Caso estes "professores" não sejam experientes neste ofício, com certeza o aluno não será um bom pescador, ou não se sobressairá aos demais. Esta situação novamente nos leva à reflexão do que vem a ser um mal pescador e o que é um bom pescador e qual é o diferencial.
Complexo? Nem tanto, não há perfeição, mas um bom pescador costuma ser aquele que busca no equilíbrio e respeito ao meio ambiente e leis existentes, atender às suas reais necessidades e a dos que estão em seu entorno, buscando a sustentabilidade, sem que para isso necessite trapacear e infringir os direitos alheios. E todos crescem com isto. O mal pescador é o oposto, e a corrupção é contrária a tudo que se relaciona ao bom pescador, ela é egoísta, busca benefícios próprios em excesso, sugando todos os recursos da natureza, como se estes nunca fossem se extinguir, sem se preocupar com com o meio ambiente e com a coletividade, infringindo direitos, usurpando dignidade. O diferencial é a humanidade que há no bom pescador e nula no mal pescador.
Que tipo de pais, professores e adultos temos sido?
temos sido bons professores? A conclusão, cada um vai tirar no dia a dia no decorrer da vida, pois esta, realmente é uma escola.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos,blogspot.com.br