quarta-feira, 28 de julho de 2010

Ainda prefiro seguir te amando...


Quero saber o que ocorre com você.
Ultimamente você está tão distante.

Recusa me olhar nos olhos;
Diminuiu seus beijos;
Até as conversas estão mais curtas.

Será que a chama que emana em seu peito esta se apagando?
Será que já não sou mais merecedor deste teu amor?
Será que este amor está fadado a se transformar numa amizade?

Você não me fala nada.
Fica ai calada nos cantos.
Eu também me calo, evitanto discursões.
Meu coração em meio a este silêncio ensurdecedor,
Vai te amando cheio de dúvidas e temor.

Temor de te perder;
Temor de me esborrachar no chão;
Temor de ter que me levantar de novo,
E começar a procurar por um novo amor.

Não sei por que, mas meu coração necessita tanto de amor...
Tanto do seu amor, como a locomotiva precisa do carvão
Para se locomover e se abastecer.

Se seu amor por mim se foi como poeira ao vento.
Não temas, pode me falar ao pé do ouvido.
Sofrerei perante a verdade.
Mas me alegrarei em ter a certeza
De que não estou sendo enganado por um amor
Covarde, que age com piedade, por medo de fazer sofrer.

Saiba que só esta dúvida já me mata,
E que este silêncio me congela.
Com certeza a verdade me clareará as idéias
E me mostrará que ainda é possível recomeçar...
O que melhor seria com você.

Mas, se não for com você,
Com quem será?

O caminho que faço ao caminhar, me mostrará.
Se você não é o amor pra mim, alguém será.

Nasci, cresci e estou fadado ao amor.
Sou escravo do amor.
Este é o meu destino.
Este amor está gravado nas estrelas, na minha alma e no meu coração.

Do amor, e de amar, não abro mão.
Se não for o seu, não temo a sorte.
De alguém será.

A sorte está lançada.
Por enquanto aguardo a quebra do seu silêncio,
Para me decidir qual rumo tomar.
Mas o que eu quero, é te amar.

Meu coração dilacerado no peito,
Dói, pois têm dúvidas se este amor ainda têm geito.
Ao mesmo tempo que chora, sorri.

Pois sabe que o que é para ser, ainda não é.
O amor que é para mim, ainda será.
Mas espero que seja com você.

Fico cá, como príncipe em busca da bela adormecida,
A qual aguarda, imóvel, pálida, fria e morta,
O beijo que aviva, que renova,
O beijo que trás de volta a cor,
E o movimento.

O encontro, a quebra do silêncio com o beijo da verdade,
Pode mudar toda a história, a qual não será mais de tristeza, sofrimento  e dor.
Será como o feliz para sempre, que só existe no amor.

Mas, se ainda é possível, prefiro o Reencontro, entre o meu amor e o seu...
Pois espero e aguardo que no fim, que é recomeço,
A minha história de amor continue com você.
Tudo por que te amo, e te quero pra sempre em meus braços...
É nós seus beijos, amassos e abraços que quero me despedir deste mundo complicado.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Tolisses

Sou um tolo em pensar que posso viver sem você.
Como posso existir sem seu amor?

Existir sem você, é impossivel.
Você é o ar que respiro.
Você é a água que bebo.
Você é o alimento que me sacia.
Você é como mola propulsora, que impulsiona o meu coração,
E alegra a minha alma.

Além de tolo, me vejo louco e desvairado,
Por não saber me controlar.
Por não enchergar...
O quanto você é especial para mim,
O quanto você me faz feliz.

Quando estou com você,
É como se tudo lá fora não existisse.
No quarto, na sala, na rua, no bar...
Com você só alegria e paz.

Você é quem me satisfaz.
Você é alguém com quem quero sempre mais,
Muito mais.

Seja paciente comigo.
Saiba ser tolerante, perante minha ignorância,
De não saber me entregar.
Aos poucos, me tire o medo de te perder.
Aos poucos me ensine a me entregar
Por completo a você.

O medo, cruel sentimento que se instalou em mim.
Devido a desilusões e perdas no passado,
Quer me afastar de ti.

Peço, que com seu amor, carinho e compreenssão,
Me ensine a me jogar em seus braços
Como uma criança se joga nos braços do pai,
Sem medo de cair,
Por confiar que sempre estará lá
Para segurar e impedir a queda.

Raiva de mim

Hoje amanheci com raiva de mim.
Te amo tanto e não entendo...
Por que me irrito e brigo com você?
Até parece coisa de novela,
Que tenho dupla personalidade.

Sei que preciso amadurecer.
Por isso pedi um tempo para pensar.
Um tempo para aprender a te amar direito.
Para aprender a entender suas ausências.
Para aprender a entender que você não pode
Ficar grudada em mim o tempo todo.

Entendo que você precisa de um tempo com as amigas.
Que você precisa de um tempo para o trabalho e os estudos.
E eu, quase a sufoco querendo-a só pra mim.
Entendo, embora você diga que não, que estou te sufocando...
E aos poucos trancando-a em uma gaiola feito passarinho.

É tempo de fazer e viver o amor que liberta.
O amor que confia.
O amor que espera.
O amor que é paciente.
O amor que sabe lidar com as ausências.
O amor que ajuda um ao outro a viver melhor e mais feliz.

Para ter e merecer o seu amor, vou me esforçar.
Vou buscar ser alguém melhor.
Vou buscar ser mais alegre e sociável.
Mais romântico e amável.
Pois só assim, estarei amando-a direito como merece.
Assim, bem como tem me amado.

Você meu amor, merece o meu melhor.
Me perdoe se não tenho lhe dado este melhor.
Mas amanhã, é um novo dia...
O aprendizado de hoje me ensina que posso
E devo lhe dar o meu melhor.

Você terá o meu melhor.

Aprendendo a amar


Sua ausência provoca em mim um vazio imenso.
Parece que se abriu um buraco em meu peito.
A dor é tão grande que me falta o ar.

Te perder, é como perder o poder de ver o céu nas noites de estrelas.
O sol, em seu brilho e calor intenso.

A dor de não ter você me esvazia o ser.
Me deixa lá no chão como assombração, alma penada e sem rumo.
Em busca de luz e aprumo.

Te perder, é pesadelo que vivo acordado...
O que me consola são as lembranças de um dia ter te amado.

São estas lembranças que me mantém vivo...
São estas lembranças que me fazem melhor
Na ânsia de um dia ter de novo o seu amor.

Se você se foi, pode ter sido por culpa minha.
Meu medo de te perder, te feriu e te afastou de mim.

Mas fico aqui, na esperança de que um dia vou te merecer.
Pois sei que você irá voltar pra mim.
Nesse dia o medo tornar-se-a calmaria.
Haverá a certeza que nascemos um para o outro.
E que este amor está escrito nas estrelas.
E pra sempre, sempre existirá.

Mesmo tendo dado tantas burradas, as dei por te amar.
As dei na ânsia de me adaptar a você.
As dei, no sonho de ser do geito que você merece.
De sermos do geito que precisamos.
"Do geito que nos completa".


Parece que ainda não aprendi a conviver com o amor...
Mas tenho aprendido muito.
E conto com seu apoio e paciência para aprender mais e mais...
E assim te conquistar todos os dias de minha vida.