segunda-feira, 6 de abril de 2015

Viver sem mistérios!


O ser ou não ser, eis a questão,
se faz das ações que correm o tempo,
num giro rápido, onde presente vira passado,
passado vira presente, e o futuro se faz.

Não há mistérios.
Viver é o que basta.
Viver, sonhar e realizar sonhos.

O que se foi, disse o poeta, são marcas
do que será, e o que está sendo também.

A essência permanece, mas a cada
novo amanhecer, é certo, já não somos
mais os mesmos.

O sentido maior de tudo isso, alguém sabe
expor? Não bastam somente palavras de amor.
Teorias apenas, não constroem prédios, teorias
apenas, não fazem carros ligeiros se moverem.

Na ação, teoria encontra resposta,
respostas geram perguntas, perguntas geram
novas teorias, e na busca de serem entendidas
e na ação vão se fortalecendo, ganhando vida,
e dando sentido à vida...

Viver, não é somente curtir  a vida.
Viver, não é somente estar sob o efeito constante
de drogas lícitas ou ilícitas, seja para "aproveitar"
a vida ou seja para fugir à realidade.
Viver não é somente correr de balada em balada,
ganhar o mundo.

Embora seja triste o ser humano que leva a sério
demais o seu viver, sem parar para aproveitar das
muitas oportunidades de ser feliz e sorrir, as quais
são oferecidas pela natureza, pela família, por uma
viajem, ou coisas simples da vida.

Semear felicidade é colheita garantida de bons
frutos que não podem ser diferentes desta mesma
felicidade.

Viver é também ter fincado os pés no chão, agarrados
aos chifres da realidade, por mais dura que ela seja.
Viver é domesticar o indomesticável, construir pontes,
e promover condições melhores de vida para que seja
o viver mais pleno e feliz.

Viver é não perder-se a se mesmo no encontro
com o outro, e sim uma eterna troca onde ambos
evoluem rumo ao Pai.

By Adalmir Oliveira Campos​
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário