domingo, 20 de fevereiro de 2011

Insonia...


Ao amanhecer, tudo se repete.
O mesmo ocorre ao anoitecer.
São lembranças de você.

Meu coração bate forte...
A ansiedade mostra que a
Saudade virou minha sorte.

Vejo sua imagem como filme na TV.
Seus olhos cheios de ternura...
Olhos que ainda me levam à loucura.
Me chamam na noite escura
Me propondo segurança e paz.

Me trazem na lembrança, seus braços
Me envolvendo, seu cheiro, seu calor,
Seu dengo.

Desperto. Sinto seu perfume...
Assim como o beija flor sente
O perfume das flores...
Admiração, desejo...

O sono se vai quando o galo canta...
O sono vem pouco antes do galo cantar.

O sol nasce,
O sol se põe,
E eu me pergunto por que ainda
Não me lancei na busca de você.

Será o medo de quebrar  a cara por já
Não mais sentir amor por mim.
Ou será a angustia, ansiedade e temor
De fazê-la sofrer novamente.

Tudo é possível.
Na vida, a única certeza
Que temos é a morte.

Querer-me de volta, pode ser
Ou não a sua sorte. Mas só o tempo
Poderá dizer o que será.

Mas o pouco que já foi, foi bom de mais
E valeu a pena.

No momento, cabe-nos as escolhas,
No futuro as consequências.

Amor e tempo...
É o que temos pra hoje, e por hoje.

Nada melhor que um dia após o outro.

Tudo começa pela escolha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário