terça-feira, 7 de setembro de 2010

Seguir amando

Às vezes acordo com o desejo imenso de seguir a vida sem amar.

A gente ama, se entrega...
Sofre, se alegra, chora e sorri.

Há desentendimentos...
Há as brigas,
Os contetamentos e descontentamentos.

Às vezes estamos por cima...
Outras vezes estamos por baixo.
Tristeza, alegria, nostalgia.

Aos trancos e barrancos percorremos o caminho.

Mas seguir a vida sem amar...
Ainda não é a solução.

Seguir a vida sem amar,
É pensar pequeno...
É pensar de mente vazia.
É tornar-se, ser inerte, estéril a vagar por um mundo
Que só existe EM CONSEQUÊNCIA DO AMOR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário