sábado, 13 de setembro de 2014

Mocinhas modernas


Mocinhas de hoje.
Mocinhas modernas.
Diferentes a cada ano que passa...

Muitas nos modos assemelham-se aos
homens, nas posturas, no modo de falar e
de tomar cerveja.

Comportadas hoje em dia são poucas.
Ousadas em sua maioria.

Que bom que ousadia não é pecado,
nem tão pouco uma dose de vaidade.

Muitas se vestem de um modo extravagante,
outras mais recatadas. Cada uma faz a sua moda.

Hoje elas trabalham e competem com os homens
por igual, pagam conta e até dão de cima e
pedem pra namorar, quando não é para casar.

Aprenderam a selecionar o que lhe faz bem,
muitas vezes paqueram por paquerar, até que
encontram alguém que vale a pena amar.
E que mal tem nisto?

Quando não encontram, fazem festas com
os amigos e curtem zoações da solteireice.

Meninas de hoje em dia, não tem medo de lobo
mau, menos ainda de bruxas e bichos papões.
Sabem bem o que querem e tomam suas próprias
decisões.

Não se empolgam com romances e contos de
fadas, mas se vestem de princesas e buscam
o felizes para sempre.

Mocinhas de hoje.
Mocinhas modernas.
Já não assustam a vizinhança e nem a vovó, estas
também acompanharam a evolução, penas,
algumas não.

Mas as que são mais belas, são aquelas que mantém
puro o coração, bom caráter e educação.
Pois é certo que certas coisas se mantém, não
importando a evolução.

Mocinhas de hoje.
Mocinhas modernas.

Já não querem somente fogão e panelas...
Querem mais.
Merecem mais.
E por isso devem sempre lutar.

Mas que a luta seja em prol do bem universal, onde
homens e mulheres caminhem como iguais e que assim
seja na busca do bem, no vencer de todo mal.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário