terça-feira, 16 de setembro de 2014

No teu colo...


Pele suave e branca, com sardinhas
e pequenas imperfeições....

Corpo esbelto, em suaves proporções.
Covinhas lindas, boas de admirar.

Coração sincero e palpitante de alguém
que sabe amar, sendo matriz, e ao mesmo
tempo amante.
Se assemelha às crianças na arte de perdoar.

Às vezes chata.
Às vezes me enraiva.
Às vezes quase me infarta.
Me passa sustos.
Me passa apuros.

Mas me surpreende no amar.
Me pega na cama, ou onde der,
me deixando daquele jeito...
Esquecemos o mundo e o sonho é o melhor
lugar.

De volta à realidade, a coisa fica boa no modo
como me olha, no teu sorriso, no teu modo de falar.

Me enche de mimos, é tão bom este cativar.

Me vejo menino a ser bajulado, e no teu colo
descanso ao me entregar.
É certo que a cada dia me ensinas mais um
pouco da arte de amar.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário