sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Prece/ oração


Para onde ir?
Olho para os lados e vejo esgotada
as possibilidades.
Já tentei de tudo!

Para onde ir?
A vida tem parecido um labirinto.
Quando mais me mexo e ando,
mais perdido pareço ficar.

Para onde ir?
Ou devo ficar onde estou?
Será tempo de montar acampamento
e esperar?

Seria uma prova do Senhor,
um teste de fé e de amor?

Tempestade que se alonga...
Consequências do que semeei,
e outras que herdei de presente.
Frutos do que plantei, e joio que
jogaram em meu trigal.

Confusão descomunal.
Mas que bom saber, depois das
grandes tempestades sempre
vem a bonança.

Às vezes a questão seja olhar
para o alto!
Às vezes a solução é ser paciente
e saber esperar, e ter a certeza que
embora demore, a chuva tende a
cessar.

Pai em tuas mãos entrego meu ser,
em tuas mãos entrego meu viver,
em tuas mãos me entrego, e que nesta
espera, neste acampar, seus anjos
possam sempre estar em vigília.

Que eu saiba tirar o melhor proveito
tanto das tempestades, quanto do sol
que virá em seguida.

Ainda me sinto cego!

Me ensine a ver com Teus Olhos Senhor,
e que eu venha a ser verdadeiramente visitado
pelo seu amor e que ele para sempre faça
morada em meu coração e eu no Teu.

by Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário