sexta-feira, 6 de março de 2015

Os esqueletos, com o tempo também se vão!


Do que adianta o terço na mão.
Do que adianta a Bíblia debaixo do braço.
Do que adianta ir à igreja de segunda a segunda.
Do que adianta dobrar os joelhos no chão.
Do que adianta toda esta pose de "santinho e
de santinha" se o seu viver é totalmente contrário
à imagem que agarras e divulga sem pudor?

Se custa a esperar para se colocar a observar
os outros e a julgar constantemente.

Se custa a se segurar, e volta e meia sai por
aí a espalhar fofocas e notícias da vida alheia.

Se busca evoluir a todo custo, mesmo que para
isso, seja necessário "pisar" em outras pessoas,
levando-as ao sofrimento e dor.

Se ti pões em pedestais e se julga melhor do que
outrem, quando na verdade não passam de abutres
em busca da infelicidade alheia.

Para você, somente um lembrete, por debaixo da carne,
somente esqueleto...

Esqueletos não possuem sexo. Esqueletos não
possuem nomes. Esqueletos não possuem
dinheiro, status ou poder, esqueletos não se alimentam,
não precisam agasalhos, nem tão pouco de computadores,
internet, tecnologias diversas como os celulares.

Agora, o que sobra e a terra não come,  o que muitos dizem
nada haver, é o que conta no pós morte...

E lá, sem sombra de dúvidas,  o que conta é o que se é.
Do outro lado, já não se suportam as aparências, já não
cabem mais as máscaras, demagogias, promessas vazias,
santos de pau oco, lobos em peles de cordeiro. (etc.)

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário