quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Perdi o jeito de falar de amor?


Penso que perdi o jeito de falar de amor.
Não sei, não flui assim tão facilmente.

Não que eu tenha desaprendido sobre
o amor, muito pelo contrário.

Pois na arte de amar avancei muitas casa,
posso dizer que evoluí.

Foi no amor por mim.
Foi no amor pelos meus.
Foi no amor pelos outros.
Foi no amor a Deus.

Talvez praticar amor acalma um pouco as
palavras e estas se tornam constantes
na ação.

Não tem jeito, falar e fazer amor é bom demais.

E só nos engrandece e faz feliz.

Talvez amor não seja essa loucura narrada
em outros tempos, e sim, calmaria.
Assim como o mar que vai absorvendo a tudo
sem se perder e sem permitir que se perca
o que foi absolvido.

Gota a gota que se completa em mar, em
diversidade de corais, peixes, plantas, cores e
vida.

Assim é o amor...
Completude que não transborda, embora sempre
expanda, aumenta e se multiplica.

O bem é comum e o amor nos torna um, e
quem é capaz de fazer mal a si mesmo?
Acredito, só alguém que não conhece o amor,
só alguém que não pratica o auto-amor.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmioliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário