quarta-feira, 8 de maio de 2013

Não tolero enrolação


Sabe, hoje não tolero enrolação.
Dizem que me tornei impaciente,
Que sou imediatista.

Mas penso que não.
Penso que aprendi a me amar
e a valorizar meu tempo.

Por isso já não tolero mais enrolação.
Já não tolero mais amor sem ações.

Olhar nos olhos e falar eu te amo é fácil.
Quero ver viver  o amor.
Me olho no espelho e digo pra mim
mesmo: me amo.

Isso me faz ter o compromisso
de ser feliz, de confiar mais em mim.
Isso, me fazer perceber que não devo ter
as mesmas atitudes de antes e aceitar
passivamente os desrespeitos e as injustiças
que me eram feitas.

Amar também é isso, é ser contrário às injustiças.
É ser contrário ao desamor.

Amor que é amor...
Trás segurança e paz.


Amor que é amor já se justifica por si
Mesmo.

Amor que é amor,
Não é narcisista...
Não é intolerante...
Não é semeador de dúvidas.

Se queres entender sobre amor...
Busque conhecer um pouco mais
De Jesus...

Não este que pregam na cruz
todos os dias...
E sim esse que se desprende desta
mesma cruz e vai de encontro
aos mais necessitados...
Deste amor que trás confiança...
Deste amor que acolhe...
Deste amor que faz se sentir querido.
Deste amor que faz se sentir pleno...
E não simples maltrapilho
a mendigar carinhos, atenção
e um simples abrigo no coração
dos indiferentes.

By Adalmir Oliveira Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário