terça-feira, 7 de maio de 2013

Uma noite



Uma noite, um sorriso.
Uma noite, um aceno.
Uma noite, um beijo quente.

Uma noite, muitas possibilidades...
Quem sabe sementes germinando
amores e verdades?

Caricias, abraços e agarros
à luz da lua cheia.
Suores, vidro embaçado.
Calor, suspiros e afagos.

Uma noite...
Uma noite apenas.

E a gente se vê sorrindo bobo
ao telefone criando expectativas
de uma vida a dois.

Uma noite.
Uma noite apenas.
E duas histórias
se fundem tentando
subsistir na alegoria
romântica de uma
história de amor.

By Adalmir Oliveira Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário