segunda-feira, 7 de julho de 2014

Clamor


Que silêncio é esse que grita dentro de mim.
Não tem sons, mas ardem os ouvidos e agoniza
o coração.

Por que calaste Senhor?
Por que não ouves as preces deste filho oras aflito?
Silêncio ensurdecedor.

Não te ouvir é como estar à deriva em alto mar,
em fúria e tempestades.

Estás em silêncio?
Ou é o barulho dentro de mim que não me permite
ouvi-Lo?

Aquieta Senhor essa turbulência que age dentro de mim.
Essa intensa inquietação.
Faz-me ouvir-te, pois se não Se Calaste, é meus ouvidos
internos que estão defeituosos.

E este silêncio é de dor.
E este silêncio é de profundo vazio...

Faz-me ouvir através dos anjos a tua voz a embalar
meus sonhos, não suporto tamanho vazio, silêncio
e solidão.

Tu És meu caminho,
Minha verdade,
E meu viver.

Sou falho eu sei.
Pecador sem limites, oras arrependido,
oras errante...

Mas busco constantemente acertar e alcançar
a graça de ao Teu lado me sentar...
Necessito de Tua misericórdia, neste grito,
neste desabafo, nesta oração.

Toma Senhor a minha vida, e dê-me o rumo,
a direção...

É em Ti que eu quero permanecer.
Pousa teu coração no meu...
Segue ao meu lado...
Pois só assim terei certeza da Vitória.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário