terça-feira, 1 de julho de 2014

Quem deras caneta mágica...


Queria eu ter uma caneta mágica,
nem precisava ser de ouro, podia até ser de
graveto, desde que todas as vezes que eu a tocasse
viessem à minha mente palavras encantadoras e
perfeitas que tocassem a cada pessoa que as lessem
em suas reais necessidades.

Mas esta caneta ainda não inventaram.
Mas 'inventaram' poetas e poetizas que inspirados
levam cada um, ao seu modo, do seu jeitinho,
palavras que encantam, que aquecem, que norteiam,
que inspiram, que educam, que elucidam, que levam
conhecimento e promovem sabedoria.

Nem tudo é perfeito como seria se eu tivesse a caneta
mágica.

Mas o que vale é a intenção, é se pôr a serviço,
é deixar a mágica acontecer de modo simples e natural,
onde poeta e poetiza se complementam no passo a
passo do fazer histórico da humanidade!

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário