terça-feira, 29 de julho de 2014

Poetas e poesia


Queria eu falar somente de passarinhos,
borboletas, jardins e primavera.

São tantas belezas, cores, cheiros e texturas
misturados, alegram as vistas e aguçam os sentidos.

Queria eu falar somente do céu azul, do sol a brilhar
durante o dia, da lua e estrelas brilharem durante
a noite.

São palhetas de cores incríveis que não passam desapercebidas
aos olhos de quem se põe a admirar.

Queria eu somente falar de beleza, de pessoas de bom coração,
de sertanejos e interioranos.

Exemplos de viver pleno, digno e honesto.

Queria eu falar somente de amor e paixão.

São histórias picantes, apimentadas, que excitam e provocam
prazer.

Mas a vida dos humanos tem dois lados, feito cara ou coroa,
bem e mau, bom e ruim.

O que seria dos poetas se não alertassem sobre estas tramas
que envolve os viventes?

Não seriam também algozes ou pares com estes?

Com certeza lobos em peles de cordeiro acabariam com o
pouco de poesia, arte, sonhos e fantasia que ainda restam
e alegram os corações no mundo.

Poetas e poesia são lições de viver e para a vida...

Caminham pelas mentes cansadas e como remédios caseiros dos
antigos, purificam, desalienam e promovem vida.

Poetas e poesias são versos, são prosa que instalam o
belo no mundo, mesmo quando denunciam o imoral, feio
e desonesto.

E tudo começa com os passarinhos, com ovos nos ninhos,
borboletas, jardins e primavera e se expandem em milhares de
interpretações em forma de palavras, versos, textos e poesias.

Com certeza exaltando o belo, fica mais fácil falar de amor,
falar de céu, de sol, de lua, de estrelas e de paixão...

Tipo assim, um mundo dentro de um coração, que em profusão
feito vírus, ao mundo promove cor, brilho e sabor.

E viver realmente passa a valer a pena.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário