sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Destile o teu veneno


Aprenda ao menos uma coisa na vida.
Por maiores que sejam seus problemas,
ninguém tem culpa deles a não ser você.

Não faça dos seus choros e lamentos,
choros e lamentos dos outros.
Não leve seu mal humor e "má sorte"
adiante.

Busque antes que qualquer coisa
cuidar de si, de seu interior, de sua cura.

Se for para sair à rua para semear ofensas,
críticas impensadas, e todo o veneno que
ti corrói por dentro, opte por ficar em casa,
até que esta tua vida de pesadelos se torne
um vida de sonhos.

A nossa obrigação ética, moral e humana,
é levar ao mundo e às pessoas o nosso melhor,
o nosso sorriso, o bom humor, uma pitada de
motivação, mesmo que para isso, permaneçamos
engasgados com nossos sapos internos que
insistem em pular para fora de nós e poluírem
o mundo exterior, como se permitiu poluir o
mundo interior.

Ninguém tem culpa do que você se permitiu
se transformar.
Ninguém é obrigado a ti aturar, visto que até
você mesmo não se atura.

É obrigação sua buscar melhorar, ou escolher
permanecer onde está.

Mas seja honesto e honrado, não leve ninguém
para o buraco com você se esta for a sua decisão.

Mas se sua escolha é a superação, pode ter a
certeza de poder contar comigo, bem como pode
ter a certeza que todo o potencial de mudança
está dentro de ti, basta querer, basta lutar, basta
correr atrás, basta o amor e si amar...

Se seu mundo vai bem, pode ter certeza que
tudo mais vai bem. Cuide de seu jardim interior,
distribua rosas, mas antes recolha delas os espinhos.

Exercite o bem, promova o bem, vai na fé, só
ti fará bem.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário