sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Meus 3.6



Nos meus 3.6 pensei ter vivido tudo.
Ter experimentado de tudo.
Mas não, o mundo ainda é desconhecido pra mim.

Quando desejei morrer, Deus me mostrou que tinha
muito por viver.
Da tempestade, dos furacões, dos terremotos
pelos quais passei.
Ele me mostrou que o que estava por vir
seria melhor e maior.

É grande a promessa.

Creio que é verdade que a vida começa aos quarenta, e me orgulho de estar quase chegando lá.

Em cada experiência vivida, seja ela alegre
ou sofrida, nos conhecemos um pouco mais.
Crescemos um pouco mais.
Amadurecemos e nos tornamos capazes de viver melhor.

É um passar de anos...
É um viver de experiências.
Que nos aproxima mais de deus.

Vou assim, vivendo, crescendo.
Sorrindo, chorando.
Calado, cantando.

Num sopro tudo passa...
Num sopro tudo vibra.

O que é a vida, a não ser um breve espaço de tempo,
entre o nascer e o morrer?
O que é a vida, a não ser o que fazemos dela.
O que é a vida, a não ser o que levamos dela.

As pedras preciosas existem, cabe a nós sabermos garimpá-las
na aceitação do amor.

By Adalmir Oliveira Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário