segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Amor é ação


Às vezes me deparo com alguns colegas, homens e mulheres
que com suas namoradas e namorados são o maior love.
Um dengo, como dizem os antigos.

É eu te amo pra cá.
É eu te amo pra lá.
Beijinhos, presentes.
Bajulação total.

Mas quando não estão juntos vivem como solteiros.
Pulam de galho em galho.
Cantam as outras e os outros na rua.
Traem sem dó.

Muitos afirmam ser comum,
por fazer parte da biologia humana.

Mas aos olhos do poeta...
Mas aos olhos do cristão...
Mas aos olhos dos homens e mulheres de bem.
Existe o respeito para com quem vive essa dupla
personalidade, mas nem sempre cabe a aceitação.

Amar não é somente palavras bonitas e bajulação.
Amar vai muito além,
o que se vê na ação.

Amar é ser o mesmo ou a mesma, estando presente ou ausente,
no respeito que o outro merece.

Palavras encantam...
Palavras emocionam...
Palavras cativam...
Palavras conquistam.

Mas são as ações que revelam o amor
e o torna duradouro, saudável e maduro.

Amar é a entrega de dois corações
na cumplicidade deste mesmo amor a dois!

Antes de cobrar palavras de eu te amo,
Busque observar se as ações correspondem aos
fatos.

Aí nascerá a certeza do amor.
Amor sem ações não é amor,
torna-se nulo e sem validade.

Não são as palavras que definem o quanto amamos uma pessoa,
nem tão pouco a bajulação.
São as nossas ações para com ela.

By Adalmir Oliveira Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário