sábado, 28 de dezembro de 2013

Juízo meu amor


Juízo, você diz pra mim
Sempre que sai de casa.

Juízo eu sempre tive
e uso demais.

Só perco o juízo entre
quatro paredes, quando
me vejo em seus braços...

Juízo só perco quando meus
lábios encontram-se com
os seus num frenesi sem
igual...

Juízo só perco quando
nossos corpos nus
se encontram no ritmo
frenético do amor.

Juízo só perco no som
dos seus gemidos
intensos e suados
que me levam à loucura...
Ao céu, à lua e de volta pra
terra.

Juízo só perco no gozo,
nos arranhões, nas mordidas
que me dás todas as noites,
e recomeça pela manhãs.

Juízo só perco na ausência
do seu calor...
Na ausência do se amor...
No seu afastamento de minha vida.

Mas se tudo está bem, e você
na minha mente e coração.
Juízo só perco ao te amar.

Te amar me tira o juízo...
Te amar me trás à razão...
O Teu amor é que trás paz e equilíbrio
a este coração.

Perder o juízo só se for
com você meu amor...

By Adalmir Oliveira Campos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário