sábado, 1 de março de 2014

Janelas abertas, violetas no beiral



Janelas abertas.
Violetas no beiral.
São coisas de Minas.
São coisas sem igual.

Alegram e enfeitam.
E ao mesmo tempo inspiram,
colorem e trazem vida.

Janelas abertas.
Violetas no beiral.
Clareiam por dentro e 
retiram todo mal.
Quando uma se fecha, outras
se abrem, é assim e tal.

Janelas abertas.
Violetas no beiral.
Nos apontam o horizonte,
muito além do quintal.

Janelas abertas.
Violetas no beiral.
São cores, são perfumes,
tonalidades e muito mais.

Janelas abertas.
Violetas no beiral.
São intensas,
são viçosas.
Não há quem não goste, 
visão boa pra namorar, a
moça bonita que na calçada
está sempre a passar.

Janelas abertas.
Violetas no beiral.

Só se fecham à noitinha para
proteger e bem guardar.
Mais no outro dia bem cedinho,
se abrem para o sol poder entrar...
E o mundo vem com ele.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blospot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário