domingo, 19 de outubro de 2014

Amor num piscar de olhos


O amor pode acontecer num piscar de olhos,
embora se fortaleça na convivência e no dia
a dia.

Torna-se mais belo, sábio e sensato com o
tempo. Mesmo nas rotinas naturais da relações,
se supera fazendo destas, novas rotinas e
assim sucessivamente.

É certo que o amor é cego e não percebe os
defeitos e imperfeições no ser amado.

E quem precisa delas se há o lado mais bonito
de cada um, o qual realmente vale a pena admirar,
observar e encher os olhos de alegria e a boca
de sorrisos?

O amor é algo sutil e doce que caminha para o
equilíbrio, para o belo e para o harmônico.
Verdadeiro promotor de histórias felizes, com
constantes recomeços também felizes.

É certo que nada é perfeito, a não ser o amor,
o qual não se encaixa nesta categoria, e o
que é  o amor senão "partículas" de Deus penetradas
nos corações humanos pelas flechas do cupido.

O amor pode acontecer num piscar de olhos,
embora se fortaleça e se torne vivo na convivência
e no seguir a dois...

E com certeza vai além.
E de certo modo atinge a coletividade e amém.

O mundo já não é tão verde, e nem tão azul.
Se faz vermelho no pulsar dos corações que
se abrem ao amor.

Amor individual.
Amor a dois, por dois, e dos dois.
Amor familiar.
Amor amigo.
Amor coletivo.

Verdadeira matemática que resulta humanidade
plenamente saudável e feliz. Pena que demora
a expansão, mas vamos que vamos e aja
coração.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário