sábado, 18 de outubro de 2014

Verso e reverso


Algumas palavras não tem avesso, e outras tem o
mesmo sentido no reverso, ou de trás para frente.

Outras nem sei o significado ou para que existem.

Mas gosto da palavra Ana, que tanto faz, da direita
para a esquerda, ou da esquerda para a direita lê-se
o mesmo nome que me lembra minha mãe que se
chama Ana.

Também gosto da palavra amor que sendo lida da
direita para a esquerda lê-se Roma, que me lembra
um lugar que gostaria de conhecer, lugar este que
dizem ter muito a haver com amor e romance...

Ana, amor, Roma.
Palavras simples e comportadas de significados
intensos (ao menos para mim) ou não, de acordo
com quem lê.

E a confusão se faz nas más interpretações, de
pontos de vistas unilaterais, dificultando muitas
vezes a comunicação. É preciso vários pontos
para tornar mais sólida uma posição, não que esta
venha a ser a mais viável, mas a melhor para o
momento.

Para um maior clareamento é necessário força
dos ventos, força que vem de dentro na busca da
verdade, a qual pode livrar o mundo da nulidade,
evitando-se assim a banalidade tanto do humano
quanto em relação ao seu habitat.

Diálogo então, dentro da ética, moral e bons
costumes, onde a palavras política, não seja
entendida como ACITÍLOP, o que não têm
significado, muito menos serventia.

Para tanto, abaixo falsidade, abaixo demagogia,
menos ainda urgias no uso do poder. Pois política,
não é um fazer solitário nem tão pouco visa o bem
pessoal, o que hoje parece comum.

Política é para todos, a "massa" é a base e
esta detém o poder (ou ao menos deveria),
portanto que seus eleitos façam por onde.
E que a maior significação seja para o bem
do povo, para o bem da nação.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário