quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Há ganhos no amor e no ódio?


Quem ganha e quem perde nas ações do amor?

Acredite, só há ganhos.
Quem perde é sempre aquele que abdica do
amor.

Amor não causa anomalias, pelo contrário, faz
verdadeiras revoluções que partem de um
coração e se expande mundo afora através
das relações.

Realmente quem perde é quem não aprendeu
o amor ou não teve experiências deste.

É dito, o amor e o ódio estão bem próximos,
lado a lado. Mas cada um é cada um. Simples
ausência de uma ou outra parte.

Se é amor, não tem como tornar-se ódio, ou
caso contrário, não teria sido amor.

Se é ódio, com certeza é possível virar amor,
pois mais forte e influente que este não há .

O amor tem a capacidade de desestruturar,
reestruturar e transformar todos os outros
sentimentos e emoções na busca do bem
comum.

Portanto não há amor doente, há pessoas
doentes que pensam amar, e para isso
manipulam, fazem chantagens, e passionais,
são até capazes de matar em nome do "amor".

Mas não duvide, não é amor, é doença da
alma que se fez forte no corpo e na mente.
A cura, somente o amor, e os ganhos também.

Já a escolha, é pessoal e intransferível.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.b

Nenhum comentário:

Postar um comentário