quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Eita Minas Gerais, aqui canta o sabiá!


Onde canta o passarinho?
Onde canta o sabiá?
É lá nas matas de Minas, que iguais,
outras não há.

É belo cantar que encanta, faz bem
pra alma e tudo é brahma.

Quando chove então, vai-se a
sequidão e as nascentes voltam
a brotar.

Nas matas tudo fica lindo e mais
belo o cantar.

O capim volta à vida, e as árvores
secas e queimadas, aos poucos vão
se renovando e soltando novos brotos.

E o ipê surge encantando majestoso.
É amarelo, é branco e é roxo, e tudo
combina com o sabiá e seu cantar e
encantar.

Mas sabe  o que compensa?
É o namoro nas noites de luar.

É lá na pracinha cuja fonte luminosa
dá seu espetáculo ao som de modinhas
antigas , ou quem sabe lá na roça,
cujo beijo mais distante se encurta
no trotar dos cavalos e andar das carroças.

Ainda há paz em alguns lugares e certa
segurança. Mas já foi melhor, um viver
mais rústico e caipira onde soava mais
forte o bom dia, e o galo era o despertador.

Mas não é de dor que se trata esta ode,
e sim da nossa Gerais, que se bem cuidada,
bem amada entrará para a lista dos imortais.

E é a este povo sertanejo, povo mineiro,
de Minas Gerais, que o maestro sabiá
entoa seus hinos e promove alegre
caminhar.

À frente e avante é a mensagem, numa
evolução sustentável onde a vida que é
mais importante seja então preservada.

Que o cantar do sabiá possa ser ouvido
constantemente pois deste é impossível
enjoar.

E que a vida siga em frente como o rio
em busca do mar, e que as pessoas sigam
contentes e sabedoras desta arte sertaneja
que muito entende de amar.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário