sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Só o amor vale a pena


Um breve momento.
Um breve sorrir.
Um piscar de olhos.
Um beijo roubado.

Tudo faz parte entre seres que
se amam, entre seres amados,
alados, avoados e cheios de
amor.

É como o pouso suave de uma
pomba que transmite paz e certa
segurança no incerto.

Um rasgo nos céus.
Uma chuva de estrelas.
Uma gota do oceano que se
desprende no ar.

Um bicada na cerveja gelada,
um beijo na pessoa amada,
uma prévia de noites de amor.

Olhos que se cruzam, mãos
que se entregam, corpos que
se unem, sexo?
Não, amor.

Entrega que vai além de corpos
animalescos no cio, uma gozada
e tchau.

Amor por si só, sem cobrar exige
duradouro tempo, entrega,
conhecimento, companheirismo,
compromisso, que mesmo sendo
tudo assim, é livre como a pomba
que voa na representação de liberdade,
de espírito e da paz.

Amor que é amor é evolução de duas
entregas, é ascensão de almas que
experienciam o céu na terra, e se
complementam em direção ao céu e
no céu, onde os voos são mais altos
e o amor mais intenso e certo de
ser eterno.

Um raio.
Um trovão.
Um coração junto a outro, dois em um.
Nuvens e flocos de algodão.
Não sei, são escritas que saem direto
do coração.

Inspiradas por Deus. Loucura...
Mas Deus também fala através da boca
de seus poetas, de seus profetas, e dos
etas.

Mas na verdade só o amor vale a pena.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos,blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário