quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Milagres estão em nossas mãos


De onde vem a paz.
De uma pombinha qualquer?
Ou vem da vontade que brota do coração
do homem e da mulher?

Tantos colocam tudo nas mãos de Deus
e quando a paz não vem culpam o Mesmo.

Mas será que a paz depende tão somente Deste?

Nunca vi Deus descer na terra e se por contra
algum humano a usurpar-lhes dinheiro, bens materiais,
vidas e tal.

Milagres como a Paz estão em nossas mãos, não que
eu desmereça a Deus ou O diminua com esta afirmação.
É que Ele deve estar cheio de levar a culpa de tudo.

Deu-nos Ele o livre arbítrio.
Deus-nos Ele o conhecimento.
Deu-nos toda a condição de instalarmos o Céu na terra.

Pena que em nossa incompetência enquanto seres
humanos e responsáveis pela Criação, nos distanciamos
a cada dia mais do objetivo maior, que é instalar o Reino
de D'Ele na terra.

Os homens se perderam no passar dos séculos e milênios,
se encheram de orgulho, se encheram de cobiça, se encheram
de inveja, se encheram de egoísmo, se encheram de preconceitos,
se encheram de má querencia, se encheram de soberba,
se encheram de falsas doutrinas e pseudo religiões, e etc e tal.

E no mundo só conseguiram espalhar o mal, como vírus...
E este mal tem sido difícil de decepar, de extinguir.

O mundo não precisa ser classificado como rosa ou azul,
preto ou branco, alto ou baixo, magro ou gordo, e outros
engôdos.

É esta miscelânea criada por Deus é que conta, bem como
o respeito a ela no bem e no amor, na promoção da justiça.
Aí a paz se instala e o mundo se torna Morada Santa.

Quantos maus entendidos tem gerado as más interpretações
a cerca de Deus? Quantos maltrapilhos não tem se amontoado
mundo afora feito ovelhas desgarradas devido a falta de um amor
verdadeiro, um amor Ágape, um amor que se doa sem
exigir nada em troca?

A paz vem do Alto, mas é daqui de baixo que se estabelece
o sinal, a conexão.

O julgamento não cabe aos humanos, a não ser
o que se refere à justiça terrena. Quem de nós poderá julgar
e estabelecer céus ou infernos?

A resposta não está no julgamento, e sim nas ações em prol
do amor, em se fazer melhor a cada dia, sem querer estabelecer
com Deus esta relação escambosa, onde se "compra e define
pedaços ou lotes no céu". No mais, o bem já age por si só
e se multiplica e aos poucos um mundo vai melhorando,
são pequenos mundos bem cuidados, felizes cheios de paz
que vão instalando sem forçar, outros mundo também bem
cuidados, felizes e cheios de paz e aos poucos, o mundo se
torna Céu.

E a paz passa a reinar em cada coração e mente, numa completude
sem igual com  o Criador.

O céu já está dentro de nós, cabe a cada um fazer com que ele
se expanda e ultrapasse as barreiras corporais e se firme ao
Céu maior, num só céu, num só amor, numa eterna paz.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário