sexta-feira, 20 de junho de 2014

Além da leitura e escrita...


Falam por aí que mal falo português, e escrever então?
Sei disso muito bem, mas escrevo sem nenhum desdém.
Sei que há aqueles que atropelam o português mais do que eu.

Até os eruditos se enroscam, e vivem a dar uma olhadinha nas
cartilhas para escrever tudo certinho e digamos assim em "alto-nível".

Mas na maioria das vezes escrevem palavras, frases e textos vazios,
tão rebuscados, embora tão sem vida e sentido, que somente outros
vazios de coração para entender, ou fingir que entenderam por estar escrito
na forma culta.

O bom português é aquele que leva a sua mensagem, que atende às maiorias
e as minorias, que qualquer um entende e no mais sente, se emociona, e 
passa adiante.

Onde o importante é comunicar e nunca estrumbicar...
Regras demais e burocracias excessivas geram confusão, contorções 
na alma, e nada informam, e nada comunicam...

É certo que alguns acentos e pontuações no lugar errado, causam alguns maus entendimentos, e podem petecar todo o enunciado levando a confusões inimagináveis, ao menos o básico e essencial deve ser preservado, no mais, paciência, ninguém é perfeito, e nem todos poderão aprender a ler e a escrever, portando, não podem ter sua humanidade e inteligência baseados somente no bom português, nem no saber ler e escrever.

Ser humano, ser gente, ser inteligente vai além...

São saberes diferentes, que somente quem alcança sabedoria pode compreender.
Português vai além do que é escrito, se faz de falas, conversas e muito mais.
É algo que deve unir e não, jamais, distanciar uns dos outros, nós, os simples
mortais.

No mais, são futilidades, meras formalidades que a nada acrescentam quando reduzem alguns aos irracionais.
O verbo era verbo, somente depois se fez matéria, se fez carne.
E assim a realidade se fez.

Que neste mundo do Português a matemática não seja de exclusão, mas somente de de amor, paz e educação, onde caiba a inclusão, e os bons de coração.
Pois para comunicar, é preciso ir além da simples escrita...

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário