quinta-feira, 26 de junho de 2014

Quem semeia colhe?


O ditado de quem semeia colhe devia ser uma máxima a ser empenhada com rigor.
Neste mundo capitalista em que vivemos não é o que percebemos em nosso dia a dia.

As grandes massas se sufocam de tanto trabalho, e o retorno muitas vezes vem em forma de salário mínimo, quando não abaixo deste, mal dando para o a moradia e o pão.

E os chefões, gaviões do poder, diriam alguns abutres e urubus, que me perdoem as aves que nada fazem aos homens se não o bem.

Estes, colhem a colheita do que semeiam e de bandeja a colheita do que os outros, as massas semeiam, ficando a estes últimos muitas vezes as migalhas que caem das mesas, onde são fartos os banquetes e o perfume são corrupção e impunidade.

O gigante precisa além de acordar, se manter em vigília, oração e ações.

Pois somente assim, fiscalizando, reivindicando, poderemos quem sabe um dia
termos nossos direitos respeitados, e a colheita justa de acordo com o que tem sido semeado.

Colheitas sofrem influências de natureza humanas e naturais.
Mas as de natureza humana podem ser evitadas, desde que o egoísmo e ambição
deem lugar ao amor, caridade e à compaixão.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br
adalmiroliveiracampos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário