sexta-feira, 6 de junho de 2014

Hoje é sexta-feira


Hoje é sexta-feira.
A cerveja está gelando.
Ponteiros do relógio correm.

No trabalho as horas são indiferentes,
e o cansaço é aparente. O corpo chega
a doer, o sono vem.

Não há como despistar...
Quero que chegue a hora de me largar
inteiro, sem os compromissos dos dias
de feira.

É merecido o fim de semana, brisa, bermuda
e bamba.

E é a sexta-feira que trás o tom, que puxa o
samba, a loira gelada e a carne assada.

Tudo vira festa.
Pede beijo.
Pede abraços,
pede amassos.

Sem colarinho por favor.

Cerveja boa tem que ser gelada, no ponto.
Se de menos, se de mais, passa e perde a graça.

Mas hoje é sexta-feira, vale a passada na praça,
andanças pelas ruas...

Mas a dois é bem melhor, na cerveja que espera lá
na geladeira, e no romance que corre solto e mais
adiante, final de semana afora.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário