sexta-feira, 13 de junho de 2014

O que nos ensinam as Artes?


Uma das coisas que aprendemos com a arte,
é que não existe nada terreno que seja perfeito,
e nada que façamos com nossas mãos, coração
e mente.

Mas temos poderes extraordinários, os quais
através de nossas ações podem "beirar" à esta
perfeição tão desejada, tão sonhada, tão querida.

Este poder é magnífico tanto para a produção do belo,
como para a produção do anti-belo.
Está nas mãos de cada um o que construir, com as
ferramentas, meios e oportunidades que surgem
no dia a dia.

Muitos promovem paz...
(embora paz não dê ibope)
Tantos outros promovem as guerras.
Assim, nestas construções, o mundo
e as pessoas vivem em verdadeiras cordas
bambas.

Pois não sabem a que horas podem viver
a paz, ou a que horas podem viver o horror.

E todos acabam pagando o preço...
Tamanha é a ligação entre os seres humanos.

Ações de uns e outros trazem consequências
e estas nem sempre veem somente sobre quem
cometeu as ações, resvalam no próximo aos
quais estão ligados, tipo efeito dominó.

Embora muitos afirmem que cada ação gera
uma reação (uma verdade/ fato) e somente o
causador da ação sofre os efeitos da ação, ou
seja a reação (uma inverdade/ fato).

Eu acredito que todas as nossas ações provocam
consequências em reação em cadeia, que ou
beneficiam ou maleficia aos que estão no entorno,
próximos ou distantes.

Isso nos impõe inquietude e nos levam a afirmar
que quanto maiores os poderes em nossas mãos,
maiores se tornam as nossas responsabilidades.

Assim, na arte como na vida real, saibamos
do tamanho poder em nossas mãos...

Poder para fazer sorrir.
Poder para fazer florir.
Poder para curar.
Poder para libertar.
Poder para educar.
Poder para amar.
E infelizmente poder contrário a isso tudo e
a muito mais.

Mas cabe a cada um as escolhas.
Cito um simples exemplo:
Você pode escolher jogar uma garrafa pet na rua
ou rodovia, ou pode escolher levá-la para casa e
reciclá-la transformando-a em um lindo vaso de flor,
ou quem sabe em um abajur, ou apenas
encaminhar para alguém que trabalha com recicláveis.

Se a pessoa escolhe a primeira opção, estará
contribuindo para possíveis entupimentos de bueiros,
enchentes nas cidades, proliferação de mosquitos da
dengue, mortes e muitos outros.

Caso escolha a segunda opção, estará contribuindo
para possíveis novas fontes de renda, preservação
do meio ambiente, auxiliando um catador de recicláveis,
e outros.

Quando uma ação no bem é feita, ela se multiplica
por dez e contribui para evolução da humanidade.
Enquanto as más ações derrubam por terra anos
e anos de práticas do bem, e se fortalece na
proporção em que espalha o mau.

O que você escolhe?

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br
13/06/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário