terça-feira, 13 de maio de 2014

Gaiolas para bicho homem


Por que criar gaiolas para humanos se nem mesmo os pássaros a suportam?

Felizes são os aborígenes, que vivem da caça, da pesca e dos frutos que a terra dá livremente, sem ambições egoístas e desumanizantes. Que se vestem da própria pele e a de outros animais, que se pintam, que cantam, que dançam, que vivem seus rituais e outros mais na maior simplicidade e inocência, como crianças, e assim se diferem dos demais.

Suas casas são feitas de palha e madeira, vivem de modo sustentável em comunhão com a natureza, e todos tem um teto. Seus alimentos podem ser precários, mas a terra é de todos e para todos, e todos dividem o que tem, não faltando o de comer a ninguém.

Não possuem tecnologias modernas, nem meios de comunicação avançados, nem meios de transporte, mas como eles, humanos não há.

O que resta são frutos de angustias, medos e ansiedade, de um mundo complexo que desvirtua e desumaniza nesta eterna promessa de evolução, que cá entre nós, é pura enganação e não tem proporcionado vida mais digna do que tem tido os "selvagens aborígenes", os quais só não vivem melhor devido as interferências do homem branco, que se diz sábio, mas de sabedoria não tem nada, a não ser conhecimentos acumulados que não sabem usar em prol de um viver pleno e em dignidade.

Aí, inventam vazios nos corações dos homens e mulheres, sejam crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. Casa e trabalho viram grades, verdadeiras gaiolas para bicho homem, e os humanos perdem aos poucos o encanto e o canto, como pássaros que têm roubados a liberdade das matas, rios e belas paisagens e a companhia dos iguais. 

Salvo, pequenos prazeres, como poucas horas de lazer e compras, que por consequência tornam-se novas prisões, o viver moderno seria o verdadeiro inferno.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogpspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário