sexta-feira, 11 de abril de 2014

Inspirações rumo ao aprumo


Saudade dos dias de muita inspiração.

São palavras as mais diversas a encantar
os olhos e a alma.
Às vezes até eu me espanto com o
que escrevo.
Nem parece saído de mim.

Inspiração, creio vir de Deus, ou de algo
dentro da gente.
Algo que encanta.
Algo que inspira a outros.
Algo que faz sair da mesmice e faz
seguir em frente.

E assim eu vou, nesse universo a escrever.
E não me canso.
Embora às vezes o cansaço do trabalho diário
me afaste um pouco da escrita.

Mas o coração fica ansioso.
Pois é meu modo de ir ao mundo e expor
um tanto de coisas.

Denunciar quando preciso.
Orientar.
Acalentar.
Abraçar, beijar e por aí vai...

Como é bom escrever meu Pai.

Escrever é fundir-me nas palavras e aos
que porventura vierem a ler, a assim
nos transformarmos em novos mundos,
impulsionados a novos sonhos, a novos
rumos, ao aprumo.

Só resta a agradecer a estes dons, que
queira eu, queira Deus, dure enquanto
eu viver e quem sabe além!

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário