sexta-feira, 4 de abril de 2014

Olhos D'Alma


Quem deras se aprendêssemos a ver as 
pessoas pelas almas.

Poderíamos realmente conhecer suas 
reais belezas ou monstruosidades.

As almas não escondem o que são.

Não usam maquiagens.
Não fazem chapinha e outros truques 
nos cabelos.
Não usam roupas de grife, nem sê 
põe em jóias.
Muito menos fazem plásticas ou 
botam silicones.

As almas não precisam de pratos 
sofisticados para se alimentarem, nem 
de carros luxuosos para se movimentarem.

Mesmo presas e limitadas ao corpo
terreno, não se deixam enganar, e 
não enganam a ninguém, as almas 
são transparentes em todos os sentidos, 
menos aquelas que buscam a alvura.

Mas através da sensibilidade podemos 
captar as belezas ou feiuras das almas 
das outras pessoas e da nossa mesma.

Que este, seja nosso termômetro para 
buscar o belo no outro.
Pois as feiuras se vão com o tempo e 
as almas embranquecem, é para isto 
que se põem no mundo.

A alvidez da alma se constrói no dia a 
dia, no respeito e no amor que vem de 
si e se encontra, se encosta e vai à frente
e adiante no outro, e no outro e no outro.

By Adalmir Oliveira Campos 
adalmir-campos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário