sábado, 19 de abril de 2014

Prefiro as pessoas "brancas"


Não gosto muito de pessoas que se
apresentam boazinhas.
Me valem mais as suas ações.

É somente o tempo quem as revela.

Prefiro aquelas que são claras,
alvas no agir, sinceras e grossas
às vezes.

Mas que sempre falam frente a
frente o que pensam, e
agem conforme falam mantendo
senso e o consenso.

É somente o tempo quem as revela.

Pessoas que se apresentam muito
boazinhas me lembram as bruxas e
bruxos da infância, bem como dos
"ciganos", homens do saco e bicho
papões que levavam as criancinhas.

Sem falar nos corruptos políticos
que se apresentam sempre em pele
de cordeiros, e só mostram os lobos
que são quando de posse do poder.

Sei lá, até o demônio se apresenta
o mais belo dos anjos!

É somente o tempo quem as revela.

Prefiro pessoas brancas, transparentes.
Cuja essência cheire bem e me cause
empatia. Tapinhas nas costas muitas vezes
veem acompanhadas de apunhaladas.

Nem sempre beleza se põe à mesa.
Nem bondade aparente demonstra
caráter e bom coração.

Temo as pessoas que me chamam
de amiguinho, de coleguinha,
mas que nas costas falam horrores,
não que eu as inveje e queira ser
como elas, não acredito neste ditado,
por sinal muito mal colocado, pois
inconscientemente aliena as pessoas
deixando-as incomodadas em criticar
às más ações do algozes.

É somente o tempo quem as revela.

Temo, mas não me rendo.
Luto como posso, com as armas que tenho.
Mas minha fé é de que o bem sempre
vence, e que a justiça, seja terrena,
seja de Deus um dia veem.

Aí separar-se-á o joio do trigo.
E as boas sementes prosperaram.

By Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário