segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Amor em prosa de rosa



Ao observar a rosa, vejo você...
Pele sedosa.
Boca vermelha e gostosa.

Sempre altiva e vaidosa.
Baila ao vento, lança encanto majestosa!


Revela na cor o mais puro amor.
Revela no tronco calos de dor.

A rosa me lembra você, sofrida, moldada pelo tempo, onde aprendeu a se defender.

Me vem charmosa, me encanta os olhos.
Me faz desejar.
Me faz querer amar.

E mesmo sofrida pelo tempo, se faz sedosa.

E assim como rosa, espeta o coração,
Desperta a atenção, atiça as emoções,
derrama cheiros e me conquista,
me ganha, me toma, e me tens.

E assim como rosa rosa, cheirosa, charmosa...
Se faz buquê de noiva e me leva ao altar,
Me fazendo para sempre querer te amar.

By Adalmir Oliveira Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário