quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Calor e chuva


O calor continua muito intenso.
A gente soa quase até a alma.
Sonha com a chuva,
na esperança de refrescar.

E ela às vezes nos aparece tímida
a soltar seus pingos sobre a terra.
A se entregar todinha,
para refrigério de nossas almas,
de nossos corpos, renovação
de nossas águas.

Calor e chuva...
Opostos.
Ambos essenciais à vida na terra.
Se demaseia um ou outro...
Vem problemas, seca ou encharca.
Fora da medida até mata.

E com isto tudo.
Ao suar.
Ao ver rios transbordarem.
Ao se molhar.
Aprendemos sobre
a importância de cada um na vida,
e da importância de amar.

Todos somos importantes.
Todos somos essenciais.

Mas nos excessos provocamos o mal.
O mal a si, e o mal ao próximo.

E no amor nos equilibramos.
E no amor nos igualamos.
E no amor nos melhoramos.
E no amor tornamos o mundo
bem melhor.

E assim,

Que o calor possa aquecer
os corações de pedra de muitos
seres humanos por ai.

Que a chuva possa refrescar as
cabeças quentes, refrigerar os ânimos,
e conduzir ao amor.

By Adalmir Oliveira Campos

adalmir-campos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário