sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Assim, tipo carente...

(clique na imagem para ampliar)

Sempre a espera de um sorriso.
Sempre a espera de um abraço.
De um afago.
De um carinho.

Sou do tipo carente.

Curto beijos e muito amor.
Não enjoo do amor.

Sempre à espera em fogo, em brasa,
puro fogo e calor.

Sou assim, vulcão e chamas.
Sempre alerta.
Sempre a espreita.
Sempre em busca de você.

Seja noite, seja dia.
Madrugada, manhã e tarde.

É você que eu quero,  festejo e busco.

Sou sim, tipo carente.

Carente de você.
Carente de seus beijos.
Carente do amor.

Sou sim do tipo carente.
Carente envolvente,
Que se doa pra você.
Que se completa em teus beijos,
em teu cheiro, e em teus braços,
num laço que une e enfeita belo
o amor que nos supre os dois.

Bi Adalmir Oliveira Campos
adalmir-campos.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário