quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Ser chuva



Pingos ensaiam chuva.
Já me alegra o viver.
Refrigério para alma, isso podes crer.

São bons presságios o que a chuva trás.
De imediato apaga as poeiras,
e refresca todo meu ser.

Renova a vida na terra,
e as sementes faz nascer.
Trás lembranças, trás saudades!
Mas também com ela vem felicidade!

É a chuva tão querida, almejada,
que faz escalas e por onde passa
leva esperanças, mesmo em meio
a desgraças.

É ela com certeza que lava a alma
do mundo, por onde passa, e trás vida
nova e eliminas pragas e traças
que só mal sabem fazer.

É ela tão forte e tão suave,
que alegra os amantes que se abraçam,
enquanto ela dança, volteia e
envolve cheia de graça.

É com certeza pode crer,
a chuva veio para mim para você,
para nos ensinar que é assim que deve ser,
nosso querer, nosso viver.

Ela vem para todos, no tempo
oportuno, e só ensina em ser chuva.
Doa tudo que és só para ver melhor o mundo.

By Adalmir Oliveira Campos

adalmir-campos.blogspot.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário